Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

PODEROSAS

PODEROSAS

image_icon_white: 
image_icon_pink: 
image_icon_green: 
image_icon_blue: 

Veja as 4 invenções feitas por mulheres que melhoraram nossa vida

Apesar de toda repressão sofrida pelas mulheres das décadas passadas, nada impediu delas serem grandes cientistas, matemáticas e inventoras de feitos que melhoram a nossa vida. A internet Wi-Fi, por exemplo, você tem ideia de quem descobriu essa tecnologia? E a máquina de lavar louças ou o filtro de café? Então venha cá rapidinho que a gente vai te contar! Confira 4 invenções que te ajudam diariamente e você nem faz ideia que foram criadas por mulheres!

 

1) A tecnologia do transmissor wireless

Sabe aquele aparelhinho que permite distribuir internet por sua casa toda? Então, essa tecnologia foi criada pela norte-americana Hedy Lamarr durante a Segunda Guerra Mundial. A invenção permitiu controlar torpedos à distância, alterando, rapidamente, os canais de frequência de rádio para que não fossem invadidos pelo inimigo. Quer saber mais? Além de inventora, a multitalentosa Hedy era atriz de Hollywood e ficou famosa pelo filme “Ecstasy”, de 1933.

 

 

2) O algoritmo do computador

Se você está lendo esse texto e respondendo sua amiga no chat do Facebook ao mesmo tempo, pode agradecer (mentalmente, claro) à Ada Lovelace. Ela foi a primeira programadora de computador que desenvolveu uma maneira para programar a máquina com algoritmos matemáticos, em 1942. Ah, vale lembrar também de nossos agradecimentos à mãe de Ada, que também era cientista e foi a grande incentivadora para que, desde nova, sua filha se tornasse uma supercampeã da matemática.

 

 

3) A máquina de lavar louças

Ok, nem todo mundo usa máquina de lavar louça aqui no Brasil. Na real, a maioria das pessoas prefere o modo manual. Mas lá fora ela faz muito sucesso e não podemos deixar passar batido que esse eletrodoméstico é uma mão na roda, né? A criadora foi a americana Josephine Cochrane, em 1886, e acabou servindo como base para os modelos mais modernos que surgiram em seguida.

 

 

4) O filtro de café

Graças à Amalie Auguste Melitta Bentz e seu filtro de café, ninguém precisa mais lavar o coador de pano - aquele que era de linho e bem chatinho de limpar. Depois de fazer vários testes, a alemã usou um papel filtrante dentro de uma lata com o bocal largo e um furo no interior. Dessa forma, o café passou a ser feito mais rápido e sem resíduos de pó. É claro que hoje em dia o filtro já é bem mais moderno e descartável, mas em 1908 foi uma baita descoberta. Ufa!

 

Blogueiras plus size: 5 meninas que você precisa conhecer!

No início do boom dos blogs de moda, o mais comum de se ver eram mulheres bem magras posando em looks igualmente pequenos. O que não é nenhum problema para quem se identifica com esse perfil, né? Mas e as meninas gordinhas, onde estão representadas? Em quem elas vão se inspirar? Foi aí que começaram a surgir blogueiras plus size para trazer informação, inspiração e autoestima para meninas consideradas “fora do padrão”! Conheça 5 delas que fazem acontecer no mundo da moda!

 

1) Ju Romano, do “Entre Topetes e Vinis”

 

A Ju Romano talvez você já tenha ouvido falar há algum tempo, pois ela é jornalista e já escreveu para a revista “Gloss”, entre outras. Desde 2009 ela tem o “Entre Topetes e Vinis”, um blog para todas as meninas e mulheres que não se encaixam nos “padrões” e querem se livrar das regras que limitam a criatividade, liberdade e expressão. Por lá, além dos looks produzidos com tamanhos realmente grandes, você também vai achar dicas de beleza, maquiagem e cabelo, grandes paixões da paulistana.  

 

 

2) Maristela e Patrícia, do “Tamanho P”

 

O “Tamanho P” nasceu durante uma conversa no bar, em 2011, sobre como era difícil se vestir bem sendo gorda. Foi aí que as amigas Maristela e Patrícia resolveram criar um blog para acabar com a ideia de que certas peças só ficam boas em pessoas magras. No blog, as meninas postam looks estilosos e com preços acessíveis, dão dicas de lojas para comprar tamanhos grandes, além de também falar sobre maquiagem e gastronomia.  

 

 

3) Gisella Francisca, do blog homônimo

 

A Gisella é personal stylist, trabalha com moda há alguns anos e há quase 7 criou o próprio site para falar também de beleza, estilo e empoderamento para mulheres que estão fora dos padrões estéticos. Além de looks maravilhosos, a blogueira é cacheada e ama colorir o cabelo. 

 

 

4) Jéssica, do “Femme Fatale By Jeh”

 

Nós já falamos da Jéssica aqui em uma matéria sobre youtubers, mas como ela também é blogueira e arrasa nessa função, vale a pena apresentar novamente para quem ainda não conhece! Apaixonada por maquiagem e cabelos ruivos, naturalmente ela fala muito sobre ambos os assuntos no “Femme Fatale”. Além disso, também rolam muitos looks simples de montar e com preços acessíveis, além da pegada alternativa que ela adora!

 

 

5) Juliana Ricci, do “Hoje Vou Assim, Plus Size”

 

Inspirado no “Hoje vou Assim Off”, um ótimo blog de achadinhos de roupas e sapatos mais em conta, a Juliana criou o “Hoje Vou Assim Plus Size” que, como o próprio nome já diz, é voltado para meninas gordinhas que querem consumir moda e não conseguem encontrar roupas bonitas e modernas. No blog, ela dá dicas de marcas descoladas para comprar peças em tamanhos grandes, ensina truques de styling para se vestir e combinações de looks.  

 

Jornalista especialista em cinema lista suas séries favoritas com mulheres como protagonistas. Veja as escolhas dela!

Se tem um assunto que a gente adora falar por aqui é sobre séries, né? Por isso, o Só Delas convidou a jornalista Laysa Zanetti, do site “Adoro Cinema”, para listar as 5 séries favoritas dela com personagens mulheres arrasando no papel principal. “Estamos vivendo uma época da TV em que as comédias mudaram. Elas estão deixando de lado o esquema de ‘sitcom’ (expressão inglesa traduzida para comédia de situação) e surpreendendo cada vez mais ao serem responsáveis por dar atenção a assuntos sérios, mas sem condescendência”, comentou. Bora conferir essa lista?

 

1) Jessica Jones
 

O mais interessante de Jessica Jones não é o fato isolado da personagem ser uma heroína da Marvel do sexo feminino, mas o quanto a série aborda com responsabilidade temas que envolvem abuso sexual e psicológico, sem colocar a mulher em uma posição de vítima. A atração é um drama de ação e, por isso, traz um pouco de tudo: cenas de luta, personagens divertidos, irritantes e um grande vilão. Mas Jessica é a peça-chave do próprio destino e é revigorante vê-la construir um exemplo no universo da ficção de uma mulher forte que não abaixa a cabeça para ninguém que queira mandar nela.

 

2) Sweet/Vicious
 

Série nova da MTV e pouco conhecida, “Sweet/Vicious” acompanha duas jovens universitárias que atuam como vigilantes no campus e assumem uma tarefa: perseguir os homens que tenham abusado de outras garotas. Não bastasse a quebra de paradigma, a história consegue ser, ao mesmo tempo, muito divertida enquanto trata de um assunto sério. Precisa falar mais?

 

3) Fleabag
 

Essa série também é pouco conhecida, mas conquista qualquer um que dedique um tempinho. É uma comédia britânica produzida e protagonizada por Phoebe Waller-Bridge no papel de Fleabag, uma jovem adulta que lida diariamente com problemas cotidianos, como relacionamentos fracassados, brigas com familiares e os próprios sentimentos conturbados em relação à perda recente de sua melhor amiga.

 

Alguma coisa a respeito do humor ácido e direto das comédias britânicas dá um tom muito angustiante à medida que o público vai descobrindo sobre o que ela realmente se trata. Ela traz emoções honestas de uma forma que dificilmente se vê em comédias, sabe?

 

4) Insecure
 

Essa série da HBO é mais recente e conta sobre a vida de Issa, uma mulher negra, de classe média baixa em Los Angeles, lidando com todo tipo de situação cotidiana, mas sob um ponto de vista incomparável na televisão. A trama é levemente baseada na vida da própria criadora e protagonista, Issa Rae, e suas experiências, ora desconfortáveis, ora enriquecedoras, em uma comunidade historicamente racista.

 

Mas a série corre por fora e surpreende justamente ao quebrar as expectativas em relação aos personagens com muita naturalidade. É uma trama de certa forma universal: algum momento, qualquer um vai se identificar com um dos dramas de Issa, seja a sua frustração profissional, as amizades complicadas ou seu inconformismo. Issa é uma comediante que tira o melhor das situações.

 

5) Unbreakable Kimmy Schmidt

 

Unbreakable Kimmy Schmidt” parte de uma premissa um pouco absurda: Kimmy é uma jovem que passou 15 anos vivendo isolada em um culto e, quando finalmente é libertada, vai morar em Nova York e conhece um mundo novo. Por isso, ela questiona livremente atitudes sexistas que muitas vezes passam despercebidas pela maior parte das pessoas. No mínimo, provoca o público a pensar um pouco entre uma risada e outra.)


E aí, curtiram as dicas? Qual vocês vão começar a assistir primeiro?

Conheça 3 fotógrafas que trabalham a feminilidade com muita criatividade

Se você é apaixonada por fotografia vai se surpreender com essas três meninas que o Só Delas vai te apresentar! Elas são jovens fotógrafas brasileiras e têm uma característica muito forte em comum: a criatividade para realçar a feminilidade. Nos cenários, nas cores, sombras e técnicas… Todo trabalho artístico delas é pensado para valorizar a beleza de todos os tipos de mulheres nos mínimos detalhes. Vem conhecer cada uma!

 

1) Bruna Valença, de Recife - PE
 

Bruna Valença é uma fotógrafa de 26 anos, natural de Recife, que, pela pouca idade, já nasceu na era digital. O interesse pela fotografia começou aos 14 anos depois de ganhar uma câmera portátil do pai, mas a paixão desabrochou de vez quando ela fotografou com uma câmera analógica aos 16. Depois dessa experiência, ela resolveu fazer um curso de fotografia e profissionalizar o hobby.


“A paixão pela imagem nasceu justamente na descoberta, em pensar na concepção e ver aquela foto nascer depois”, disse. Cores frias e suaves, sombras, cenários quase místicos e naturalidade estão presentes no delicado trabalho da Bru, que fotografa em filme e digital, sempre intercalando de acordo com o que cada retrato pede.

 

 

 

2) Stephanny Lotus, de Porto Alegre - SC
 

A primeira informação que você precisa saber é que a Stephanny Lotus é apaixonada por borboletas. Por que isso é relevante? Bom, você vai entender assim que der uma olhadinha nas fotos dela. Natural de Pernambuco, atualmente, ela estuda Artes Visuais na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Stephanny começou a fotografar cedo, estudou fotografia analógica por um tempo e foi atraída pela profissão.

 

“Desde criança guardei minhas recordações em álbuns de família em que criava minhas próprias narrativas e verdades imagéticas. A arte veio antes da fotografia, por fomento de minha mãe. Por isso, a fotografia pra mim é uma ferramenta de expressão artística”, disse. Stephanny usa vários tipos de técnicas, em especial a dupla exposição. As borboletas, que aparecem em grande parte dos retratos, simbolizam o universo feminino que, para a fotógrafa, está em todos os detalhes.

 
 
 
 
 
 
 

3) Géssica Hage, do Rio de Janeiro - RJ 



Ter passado grande parte da infância em um sítio tranquilo e perto da natureza em Guarapari, no Espírito Santo, ajudou a despertar a sensibilidade de Géssica Hage, fotógrafa de 25 anos. Aos 13, ela ganhou a primeira câmera digital e fotografava tudo que via de interessante pela frente. Alguns anos mais tarde, entrou na faculdade de Comunicação Visual, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e começou a ter aulas de fotografia analógica, o que ajudou a melhorar sua técnica.

 

 

A carioca adora brincar com intervenções físicas nas imagens, como um papelzinho colorido na frente da lente, flores e até saco plástico de supermercado ela já usou para deixar os cantinhos da imagem esbranquiçados. “Adoro ficar testando tudo que posso botar na frente da minha lente e ver o efeito que dá. Ultimamente ando louca por um prisma que comprei, passo horas com o olho nele”, contou a fotógrafa.


O novo projeto da Géssica ainda não tem nome, mas pelo que ela contou para a gente tem tudo a ver com aceitação do corpo e empoderamento. “O meu foco é fotografar em mulheres aquilo que elas mais se incomodam no corpo, algo que elas mudariam. A ideia é mostrar todos os tipos de mulheres e fazer com que elas vejam beleza nesses detalhes”, disse.

 

 

 

E aí, já se apaixonou por elas como a gente? <3

Mc Soffia, a garotinha de 12 anos que fala sobre empoderamento negro em ritmo de hip hop!

Toda criança tem o direito de brincar, estudar e ser feliz do jeito que é. E com a Mc Soffia não é diferente. Aos 12 anos, ela vai para a escola, adora se divertir com as bonecas feitas especialmente pela sua avó e não só tem um grande empoderamento negro, como também canta sobre a importância das suas origens para inspirar outras meninas que vivenciam a mesma realidade. Tão pequena, mas já fazendo um grande sucesso, a rapper pensa em continuar com a carreira de cantora e ainda sonha em ser modelo, médica, atriz e jogadora de futebol. Até porque, né, mores, essa menina pode tudo! Vem conhecer mais sobre a história de Mc Soffia com o Só Delas!

 

O início de toda essa brincadeira

A carreira de Soffia começou ainda muito nova. Com apenas 7 anos, ela fez uma apresentação no Vale do Anhangabaú, no aniversário da cidade de São Paulo. Uma grande responsa para essa garotinha. Mas quer saber? Ela tirou de letra! E nada mudou depois de alguns anos. A Mc continua fazendo muitos shows, indo a vários programas de televisão e fazendo sucesso com seus clipes na internet. Tudo isso não para ser famosa, como ela mesma diz, mas para passar uma mensagem a todas as meninas negras que vivem a realidade cantada em suas letras.

 

 

O surgimento do empoderamento negro na vida de Soffia

Soffia também é uma menina muito inteligente. Basta prestar atenção nas suas rimas e ouvir o conhecimento que há em suas músicas. Tudo isso graças à sua mãe, Kamilah Pimentel, que apresentou desde cedo tudo sobre a cultura e o empoderamento negro. Não demorou muito pra menina frequentar eventos desse tipo e aceitar ainda mais o seu cabelo. Na música “Menina Pretinha” ela fala muito sobre meninas negras terem amor por suas origens e assumirem sua beleza natural.

 

 

Ela inspira uma nova geração

Em seu mais recente sucesso, “Minha Rapunzel tem Dread”, Soffia canta a história de uma princesa Rastafari e, além de mais uma vez enegrecer a sua música com a cultura africana, ela também fala sobre o empoderamento feminino, exaltando a luta para que as mulheres se respeitem e não sejam inimigas. Tudo isso é uma baita inspiração, principalmente para meninas mais novas, né?

Youtuber faz maratona de vídeos durante 31 dias com dicas para aumentar o amor-próprio

Dá para começar a se amar em 31 dias? É possível, sim! Bom, pelo menos é nisso que Alexandra Gurgel vai te ajudar com a maratona do amor-próprio no seu canal do Youtube, “Alexandrismos”. A youtuber carioca criou uma série de 31 vídeos e publicou um por dia durante um mês, sempre com temas ligados ao amor-próprio, autoconhecimento e autoestima. E o resultado? Sem dúvidas, foi melhor do que ela esperava. Vamos conhecer mais sobre esse projeto? Confira a entrevista que o Só Delas fez com a Alexandra!

 

Como surgiu a ideia de fazer uma maratona de 31 vídeos?
 

Tudo começou quando a Xanda - como é chamada por suas seguidoras - resolveu criar um VEDA (video every day of april or august) temático. Para quem não sabia o que era até chegar aqui, essa é um tipo de ação em que os youtubers postam um vídeo por dia durante um mês (em abril ou agosto), aumentando o volume de conteúdo para a felicidade dos internautas.

 

Mas por que escolher esse tema? “Eu não queria participar da tag com vídeos sobre qualquer assunto somente para publicar um por dia. Então pensei: de que forma posso ajudar minhas seguidoras e participar dessa ação? Foi aí que comecei a captar algumas necessidades que elas demonstravam para mim nos comentários dos vídeos e nas redes sociais: dificuldade em se amar, a necessidade de se empoderar e, principalmente, se libertar dos padrões tanto de beleza quanto de atitude que a sociedade nos faz idealizar”, explicou.

 

‘Bora começar a se amar todos os dias?’
 

Querendo ser diferentona e ajudar as seguidoras, Alexandra separou 31 abordagens diferentes, todas com um assunto específico dentro da temática do amor-próprio. E o mais legal é que em cada vídeo ela inicia uma nova reflexão, como, por exemplo, “A importância de se amar”, “Como acabar com a autossabotagem”, “Empoderamento”. Aí, no final, sempre tem um exercício diário para que a gente coloque em prática o que foi abordado. Ou seja: ela botou a faca e o queijo na nossa mão, né?

 

 

O que a maratona representou para Alexandra?
 

Segundo a youtuber, o projeto não foi só para ajudar suas seguidoras. “No final, eu percebi que muitas questões minhas também foram desenvolvidas nesse período de um mês em que precisei refletir sobre cada assunto para gravar os vídeos. Foi uma troca em que todas saíram ganhando”, afirmou.

 

E o canal, que contava com 3 mil inscritos no início da maratona, fechou os 31 dias com 10 mil! A resposta em números já diz muito, né? Mas, para Alexandra, foi bem além disso. “Tive a oportunidade de conhecer histórias de mulheres incríveis de todos os lugares. Elas se identificaram tanto com os vídeos que, além dos comentários no Youtube, passaram a me mandar e-mails e mensagens dizendo o quanto aquelas palavras foram fundamentais. É muito gratificante saber que de pouquinho em pouquinho eu consigo despertar alguma coisa ali dentro e ajudar alguém a se aceitar e se amar da melhor forma possível”, vibrou.

 

Miga, a maratona virou um grupo no Facebook!
 

A maratona bombou tanto na internet que as seguidoras do “Alexandrismos” criaram um grupo no facebook chamado “Como a Alexandra Mudou a Minha Vida”. Hoje em dia ele já conta com mais de 700 pessoas e é por lá que elas trocam batem papo, criam tópicos com assuntos que precisam ser discutidos, compartilham experiências e sugerem temas para novos vídeos.


Bora se amar um pouco mais todos os dias?

5 youtubers mulheres que vão ajudar a melhorar sua autoestima!

Tá precisando de uma forcinha para recuperar a autoestima? Então vem cá que nós vamos te ajudar. Sabemos que hoje em dia encontramos canais no Youtube sobre todo tipo de assunto: culinária, filmes e séries, malhação, maquiagem, dicas de cabelo.... E com a pauta feminina cada vez mais em foco, começaram a surgir também youtubers mulheres para conversar sobre temas pouco falados até então: empoderamento, amor-próprio, autoestima, mercado de trabalho, visibilidade negra e reconhecimento do próprio valor. Quer escutar um conselho para melhorar a autoconfiança? Fizemos uma lista bem girl power para você assistir!

 

1) Nátaly Nery, do canal “Afros e Afins”

 

A Nátaly tem 22 anos, é estudante de ciências sociais e, no “Afro e Afins”, ela ajuda mulheres, especialmente negras, a se empoderar cada vez mais! De dicas de beleza a empoderamento negro, ela fala sobre moda, costura, penteados afros, questões políticas e a visibilidade da mulher negra. Vale a pena se informar mais sobre o tema para saber lutar e respeitar o direito das amigas!

 

 

2) Alexandra Gurgel, do canal “Alexandrismos”

 

A Alexandra Gurgel tem 28 anos, é jornalista e é a primeira youtuber focada somente em assuntos como amor-próprio, autoaceitação, padrão de beleza, body positive e como ser gorda e feliz na sociedade atual. O canal tem um clima bem “miga, deixa eu te contar”, sabe? Então prepare-se para se identificar com um papo descontraído e querer virar melhor amiga dela!

 

 

3) Jéssica Lopes, do canal “Femme Fatale”

 

Jéssica Lopes também é uma youtuber de 23 anos, plus size e ajuda meninas de todas as idades a amar o próprio corpo. No canal, ela fala de diversos assuntos do universo feminino de uma forma desconstruída e empoderadora, sempre buscando aumentar a autoestima de quem a assiste, como mitos da moda para gordinhas, usar maquiagem sempre que você quiser, sexo no primeiro encontro, cervejas artesanais e até transtorno de ansiedade.

 

 

4) Joyce Gervaes, do canal “Joyce Gervaes Show”

 

A Joyce Gervaes é estudante de rádio e TV e sonha em trabalhar como apresentadora. Como a oportunidade ainda não rolou, ela resolveu criar o canal para falar sobre assuntos sociais que todo mundo precisa discutir: representatividade, espaço para a mulher no mercado de trabalho, dicas para entrar na faculdade sem dinheiro e por aí vai.  

 

 

5) Jessica Tauane, do canal “Gorda de Boa”

 

A Jessica Tauane  é dona do famoso “Canal das Bee”, onde ela faz ativismo pela causa LGBT com muito humor e esclarecimento. Mas, depois de ser atacada diversas vezes em comentários sobre seu peso, ela resolveu criar o “Gorda de Boa”, e lá ela fala sobre a relação das mulheres com o próprio corpo, desmistificando o ideal perfeito que a mídia nos apresenta diariamente e, sobretudo, dando ótimos conselhos sobre como ser uma gorda de boa e feliz, né?

 

 

Agora vai lá assistir essa lista e depois conta para a gente se ajudou a melhorar sua autoestima!

Do cabelo colorido à roupa: 5 personagens de filme que vão te mostrar que você pode usar o que quiser!

Quer ter cabelo colorido? Usar roupas que não estão na moda? Ousar nas maquiagens sem medo de ser feliz? Você pode tudo! É isso que o Só Delas vai te mostrar com a seleção de personagens de filmes que provam que a melhor forma de se amar é usar o que a gente quiser, sem medo de receber críticas. O importante é estar feliz e satisfeita, né? Dá uma olhada nessa lista e inspire-se!

 

1) Carrie Bradshaw, de “Sex and The City”


A jornalista Carrie Bradshaw é a típica fashionista que se veste sem medo de errar. Ela faz parecer a mistura de cores e estampas super possível para o dia a dia, além de provar que terninhos podem ser muito femininos, e o tutu - aquele tecido volumoso em camadas - não é exclusividade das bailarinas. A personagem vivida por Sarah Jessica Parker também consegue usar rosa pink sem parecer a Penélope Charmosa e não dispensa boas amarrações de lenço no cabelo nos dias de bad hair day.

 

 

2) Os looks e danças de Fat Amy, de “Pitch Perfect”


A carismática Fat Amy, interpretada por Rebel Wilson, é um mar de autoconfiança - o que já é uma baita inspiração, né? Ela manda muito bem cantando no grupo As Barden Bellas e se mostra uma verdadeira líder quando as companheiras mais precisam. Além dessa personalidade incrível, a loira dança muito e ainda arrasa nos looks de suas performances, provando que não há tamanho de roupa que defina quem você é.

 


 

3) Os cabelos coloridos de Ramona Flowers, de “Scott Pilgrim contra o mundo”
 

Ramona Flowers não é só uma entregadora sexy que conquista o coração de Scott Pilgrim. A menina tem muita personalidade e usa seu estilo preferido sem se preocupar se vai ser bem aceita ou não. Seu cabelo colorido inclusive é o maior destaque do visual. Ela troca a coloração fantasia como quem troca de roupas e aparece um dia com ele verde, outro hora rosa, e até azul.

 


 

4) Os cachos maravilhosos de Merida, de “Valente”

 

Merida, do filme animado “Valente”, é a primeira princesa da Disney com cabelos cacheados. Só aí já dá para perceber a importância da personagem e a relação com os fios encaracolados, né? Além de fugir dos padrões de “mocinha” que a mãe tenta impor em seu visual, a ruiva ama usar os cachos soltos ao vento, sem se preocupar se eles estão com volume, frizz ou se ela deveria gostar de penteados. Ela é simplesmente autêntica!

 


 

5) Os makes ousados de Effie Trinket, de “Jogos Vorazes”
 

Como esquecer os looks e maquiagens de Effie Trinket em “Jogos Vorazes”? Interpretada por Elizabeth Banks, a personagem excêntrica usa maquiagens e roupas espalhafatosas como um escudo. Seus cílios postiços e sombras coloridas trazem alegria em tempos de guerra no filme.

 

 

E aí, qual dessas personagens te inspira?

Beyoncé parceira: listamos as 10 falas mais empoderadoras da cantora que vão te inspirar!

A Beyoncé é uma das famosas mais inspiradoras do universo musical. A cantora é do tipo que a gente segue em todas as redes sociais para acompanhar os últimos looks, maquiagens, dicas e iniciativas bacanas. Mas, se tem uma coisa que a diva do pop também é ótima, é em dar conselhos, já percebeu? Além de suas letras cheias de força feminina, ela procura sempre deixar uma reflexão em suas entrevistas, soltando ótimas frases de efeito para levantar nossa autoestima. Dá uma olhada nas 10 melhores que selecionamos!

 

 

1) “Sua autoestima está nas suas mãos. Você não deve depender de alguém para saber quem você é!”;

 

 

 

 

2) “Um dos meus maiores objetivos é ensinar as pessoas a não focarem só na estética. O que te faz bonita é o tipo de ser humano que você é!”;

 

 

 

 

3) “Faça tudo o que você realmente tem vontade de fazer. Você só precisa ter confiança”;

 

 

 

 

4) “Quando sinto que não estou dando o meu melhor, me pergunto: o que eu poderia fazer? Uso uma situação ruim como combustível para fazer algo muito melhor”;

 

 

 

 

5) “Precisamos ensinar aos nossos meninos sobre igualdade e respeito, para que eles possam crescer vendo a igualdade de gêneros como uma coisa natural. E temos que ensinar às nossas meninas que elas podem chegar o mais alto que for humanamente possível”;

 

 

 

 

6) “As mulheres têm que arranjar tempo para focar em sua saúde mental – ter tempo para si mesmas e sua espiritualidade, sem se sentirem culpadas ou egoístas”;

 

 

 

 

7) “A verdade é que às vezes você perde. Você nunca é tão bom, tão grande ou tão esperto, que não possa perder. Isso acontece”;

 

 

 

 

8) “Todos nós temos defeitos. Mas somos humanos e é importante se concentrar em outras qualidades que vão além da beleza exterior”;

 

 

 

 

9) “Às vezes é mais fácil ouvir as vozes dos outros que a sua própria. Cada pessoa que você conhecer, vai querer uma coisa diferente de você. A questão é: o que você quer para si mesma?”;

 

 

 

 

10) “Se você já fez tudo o que podia e mesmo assim não aconteceu o que queria, saia e divirta-se. Coloque um vestido incrível e parta para outra”;

 

 

 

Há quem diga que assistir a um show da Queen B. te faz sentir mais confiante, linda e inteligente, viu? A gente acredita que o poder feminino está até nas pequenas coisas, como as escolhas que a gente faz no nosso dia a dia. Saber o que é melhor para você, independente de modismos e opiniões é um ato de autoafirmação incrível ;)

Girl power! Listamos 9 filmes para assistir com mulheres empoderadas como protagonistas

Uma das melhores formas de descontrair e buscar se empoderar é conhecendo e se inspirando pela história de mulheres fortes e corajosas. No cinema, são muitos os filmes que trazem assuntos legais com uma visão à frente de seu tempo, como a independência da mulher, sexualidade e relacionamentos amorosos. Por isso, o Só Delas preparou uma lista com 9 longas com protagonistas poderosas e empoderadas para você atualizar suas referências. Confira!

 

1. “Joy: o nome do sucesso”
 

Baseado em fatos reais, “Joy: o nome do sucesso” conta a história de uma mãe solteira que, contra tudo e todos, decide investir em sua invenção: o esfregão tipo mop. Com um ex-marido que não ajuda muito morando em seu porão e uma família complicada, ela tenta, sozinha, vencer na vida e cuidar dos filhos.

 

2. “Sin Filtro”
 

Piá é uma publicitária à beira de um ataque de nervos: ela sofre com humilhações do chefe, o marido desleixado e a melhor amiga quase não tem tempo para ela. Por acumular tudo isso, ela começa a ter uma forte dor no peito e procura um tipo de “guru espiritual” para pedir ajuda. O médico chinês descobre que a dor é causada por sentimentos reprimidos e recomenda que ela passe a colocar tudo para fora. Sem filtro, ela se liberta de tudo que a faz mal e dá a volta por cima.

 

3. “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”
 

O filme francês conta a história de Amélie, uma garota na faixa dos 20 e poucos anos, que trabalha em uma cafeteria e vive sonhando com a vida que deseja ter. Mas o destino já reservava algo para ela: após encontrar fotografias misteriosas em um álbum, ela torna a sua missão identificar as pessoas nas fotos e suas histórias. Ansiosa por essa busca, sem perceber Amélie começa a viver tudo o que ficava em seus sonhos, mostrando que é uma mulher independente e empoderada.  

 

4. “As Sufragistas”
 

O longa retrata o movimento sufragista do final do século 19 e início do 20. Passado na Inglaterra, mostra a vida de um grupo de mulheres que resistia à opressão da época e lutava contra problemas cotidianos, como salários diferentes em relação aos homens e o direito de criar seus filhos sozinhas, por exemplo. “As Sufragistas” narra, mais que tudo, a história de mães, esposas e filhas que decidem reivindicar seus direitos e brigar por sua dignidade.

 

5. “O Sorriso de Monalisa”
 

O filme americano se passa na década de 50 e conta a história da professora Katharina Watson, que vai lecionar Literatura em Wellesley College e se assusta com o conservadorismo da instituição e de suas alunas. Decidida a mudar a visão das meninas em sua classe, o personagem de Julia Roberts usa a arte para ampliar seus pensamentos, mostrando que a vida vai além de se tornar uma boa esposa e dona de casa.

 

6. “Ela é o Cara!”
 

Apaixonada por futebol, Viola, interpretada por Amanda Bynes, decide se passar pelo irmão para entrar no time masculino da escola, já que o feminino não é valorizado e foi cortado do campeonato. A personagem enfrenta uma aventura para mostrar que garotas podem, sim, arrasar nos campos de futebol e, no meio de tudo isso, ainda se apaixonada pelo seu colega de quarto, Duke.

 

7. “Legalmente Loira”
 

A personagem Elle, vivida por Reese Witherspoon, resolve mudar de vida depois que o seu namorado, Warner, termina com ela por estar indo para Harvard. Decidida a provar que é muito mais que o seu estereótipo de garota loira e rica que só se preocupa com roupas de marca, ela conta com o apoio das amigas para conseguir passar para a mesma universidade do ex, provando que é tão competente quanto ele ou qualquer outra pessoa. O filme traz muitas mensagens sobre autoestima, empoderamento feminino e independência, mas com uma linguagem divertida e descontraída.

 

8. “Festa no Céu”
 

Os filmes infantis estão cada vez mais levantando questões sociais para ajudar na educação dos pequenos. “Festa no Céu” é um dos desenhos encantadores que têm como protagonista uma mulher. Maria, filha da maior autoridade da cidade de San Angel, sempre foi uma criança diferente: ela luta pelos direitos dos animais e não quer se casar por obrigação. E quando vê sua cidade ser atacada, é a primeira a encontrar soluções quando tudo parece estar perdido.

 

9. “Que horas ela volta”
 

Luta de classes e empoderamento feminino são os focos do longa brasileiro dirigido por Anna Muylaert. Val, interpretada por Regina Casé, é uma pernambucana humilde em busca de trabalho para melhorar as condições da família. Ela se muda para São Paulo para cuidar de um menino de classe média alta e deixa a filha no interior. Treze anos depois, quando o menino vai prestar vestibular, Jéssica lhe telefona, pedindo ajuda para ir à cidade, já que também gostaria de tentar entrar numa faculdade. Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos… Até a segunda página.

 

Que tal assistir aos filmes junto com as amigas? Assim, depois que acabar, vocês podem discutir vários assuntos legais e tornar a festa do pijama muito mais divertida. ;)

Pages

Latest News

  • Mitos e verdades sobre o exame preventivo
    O exame preventivo é feito para investigar a saúde vaginal da mulher! Ele é o mais pedido...
    Mitos e verdades sobre o exame preventivo
  • Documentário Nosso sangue, Nosso corpo está disponível em capítulos online. Essa é a...
    O documentário “Nosso sangue, nosso corpo” está aí para quebrar todos os tabus sobre a...
    Documentário Nosso sangue, Nosso corpo está disponível em capítulos online. Essa é a...
  • CAREFREE® Proteção retém pequenos escapes e fluxos leves, como início e fim da...
    Escapes são sangramentos leves fora da menstruação e pode ocorrer por diversos motivos....
    CAREFREE® Proteção retém pequenos escapes e fluxos leves, como início e fim da...
  • Qual a idade certa para ter a primeira vez?
    Muita gente diz que há uma idade certa para a primeira vez. Mas a ginecologista Paula...
    Qual a idade certa para ter a primeira vez?
  • 5 dicas para manter a sua região íntima protegida no verão!
    A saúde íntima no verão fica um pouco mais vulnerável, já que a intensa transpiração...
    5 dicas para manter a sua região íntima protegida no verão!
  • Será que sua menstruação está chegando? Faça o teste e descubra se você conhece todos os...
    Você sabia que a menstruação dá sinais de que está chegando? Isso mesmo! Por conta de...
    Será que sua menstruação está chegando? Faça o teste e descubra se você conhece todos os...
  • Reposição hormonal: o que é e quais os benefícios para o ciclo menstrual?
    Você já conhece a reposição hormonal? É uma terapia feita com os principais hormônios...
    Reposição hormonal: o que é e quais os benefícios para o ciclo menstrual?
  • O que não pode faltar na sua bolsa no verão?
    .
    O que não pode faltar na sua bolsa no verão?
  • Maquiagem derretendo no calor? Veja truques para fazer a produção durar mais ao longo do...
    Quem não curte uma maquiagem perfeita para encarar seja um dia de trabalho, aquela festa...
    Maquiagem derretendo no calor? Veja truques para fazer a produção durar mais ao longo do...
  • Como construir uma relação mais amigável com seu corpo no verão
    Se alguma vez você já percebeu como é difícil se sentir bem com o próprio corpo, nós...
    Como construir uma relação mais amigável com seu corpo no verão
  • É normal engordar ao começar a usar pílula anticoncepcional?
    Pílula anticoncepcional engorda? Essa é uma das perguntas mais comuns que os...
    É normal engordar ao começar a usar pílula anticoncepcional?