Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Vulvovaginite é transmissível?

Vulvovaginite é transmissível?

A vulvovaginite é uma inflamação ou infecção que acomete ao mesmo tempo a vulva e a vagina. Para saber se a vulvovaginite é transmissível, é preciso levar em consideração o que está causando o problema. Ela pode ser transmitida sexualmente quanto está associada a protozoários, como é o caso da tricomoníase, uma IST muito comum que possui tratamento.

 

Veja também: Vulvovaginite: o que é, causas e tratamento

 

No entanto, essas não são as únicas motivações. Outras vulvovaginites, como a candidíase e a vaginose, podem surgir em função de alterações hormonais ou até mesmo por conta de reações alérgicas a substâncias químicas de sabonetes. 

 

Em conversa com o Só Delas, o ginecologista Alexandre Pupo explica melhor o que é vulvovaginite, quais são os tipos transmissíveis e como tratar vulvovaginite em caso de inflamação e infecção. 

 

O que é vulvovaginite?

 

De acordo com o médico, “tudo que termina com ‘nite’ é inflamatório. Então, a vulvovaginite é um processo inflamatório da vulva e da vagina”. Os sintomas de vulvovaginite podem variar de acordo com a causa do problema. “Normalmente, ela vem acompanhada de um corrimento, de uma descarga vaginal, que pode ter diversas colorações, pode ter odor ou não, pode coçar ou não”, explica o ginecologista. 

 

Na maioria das vezes, a vulvovaginite acontece a partir de outra infecção prévia, que pode ter sido causada por fungos, bactérias ou protozoários. De acordo com o ginecologista, “as bactérias mais comuns são a Gardnerella vaginalis, a Trichomonas vaginalis e a Chlamydia trachomatis [responsáveis por causar a vaginose bacteriana e as IST’s tricomoníase e clamídia, respectivamente]”. “Como fungo, nós temos a Candida [agente causador da candidíase]. Além disso, a gonorreia também é um possível causador da vulvovaginite”, acrescenta.

 

Veja mais detalhes sobre as principais infecções associadas à vulvovaginite:

 

  • Vaginose bacteriana: é uma infecção vaginal comum que pode provocar corrimento esbranquiçado ou acinzentado com odor fétido (semelhante ao cheiro de peixe podre). O seu tratamento é feito por meio de antibióticos;

 

  • Tricomoníase: é uma IST causada pelo protozoário Trichomonas Vaginalis. A contaminação acontece por meio da relação sexual ou contato com secreções íntimas de uma pessoa infectada sem proteção (camisinha masculina ou feminina). A doença pode ser assintomática ou causar sintomas como corrimento amarelado ou esverdeado com odor, coceira e vermelhidão na vulva e desconforto ao urinar e praticar relação. O tratamento é feito com antibióticos específicos; 

 

  • Clamídia: é outra IST, desta vez, provocada por uma bactéria (a Chlamydia trachomatis). Ela pode ser transmitida durante a relação sexual (vaginal, oral e anal) ou de forma congênita, que é da mãe para o bebê no parto. Os principais sintomas de clamídia são corrimento, sangramento vaginal, dor pélvica e desconforto ao urinar e ter relação sexual. O tratamento também é feito com medicamentos antibióticos;

 

  • Candidíase: a candidíase acontece quando fungos da espécie Candida se proliferam em excesso na região íntima feminina. Fatores como imunidade baixa, estresse e hábitos inadequados de higiene favorecem o quadro. Os principais sintomas são corrimento branco pastoso, ardência, coceira, inchaço e vermelhidão na vulva. O tratamento é feito com remédios antifúngicos;

 

  • Gonorreia: é uma IST provocada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae. Ela atinge especialmente a uretra, mas também pode afetar outras regiões como o colo do útero, o reto e a garganta. Os sintomas mais comuns são corrimento amarelado e com pus, ardência ao urinar e dor durante a relação sexual. Para tratar a gonorreia, são prescritos antibióticos para a pessoa e o(a) parceiro(a) infectados. 

 

Vulvovaginite é transmissível? Veja quais tipos podem ser transmitidas pela relação sexual  

 

Tricomoníase, clamídia e gonorreia são três vulvovaginites transmitidas através da relação sexual sem proteção com uma pessoa infectada. “[É possível] transmitir essas bactérias na relação sexual e no compartilhamento de peças íntimas ou toalhas que foram utilizadas para limpar essa região infectada quando outra mulher limpar a mesma região ou, no caso, o homem”, orienta o especialista. 

 

Vulvovaginite: tratamento deve ser determinado pelo ginecologista

 

O primeiro passo para tratar a vulvovaginite é observar os sintomas e procurar um ginecologista para investigar. O médico deverá avaliar as características do corrimento e outros sintomas de vulvovaginites para identificar a origem da inflamação e, então, determinar qual é a melhor forma de tratamento. 

 

Segundo o doutor Alexandre Pupo, geralmente, o tratamento passa pelo uso de cremes vaginais e medicações antibióticas em comprimido para vulvovaginite com substâncias que variam de acordo com a causa da infecção. 

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Alexandre Pupo Nogueira - ginecologista e obstetra membro do corpo clínico do Hospital Albert Einstein, é também mastologista e Membro Titular do Núcleo de Mastologia do Hospital Sírio Libanês

CRM-SP: 84.414

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação? Teste seus conhecimentos
    A ovulação e o período fértil são duas fases do ciclo menstrual em que a mulher tem mais...
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação?  Teste seus conhecimentos
  • Menstruação
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
    Na maioria das vezes, a menstruação preta é normal e não representa problemas de saúde....
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
  • Menstruação
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
    Muitas mulheres ficam em dúvida sobre quantos dias depois de acabar o anticoncepcional...
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
  • SE CUIDA!
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
    A primeira consulta com o ginecologista é um momento muito importante para esclarecer...
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
  • VER TODAS >