Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Veja quais são os possíveis efeitos colaterais do anticoncepcional

Veja quais são os possíveis efeitos colaterais do anticoncepcional

Os efeitos colaterais do anticoncepcional vão depender do tipo de método contraceptivo escolhido: da pílula anticoncepcional tradicional ao DIU de cobre podem haver efeitos indesejados durante o período de adaptação. Os sintomas mais comuns são dor de cabeça, enjoos e inchaço provocado por retenção de líquido. Em casos mais graves, as adeptas de métodos contraceptivos com hormônios ainda podem desenvolver outras sérias condições, como trombose e embolia pulmonar.

 

É esperado que os efeitos colaterais simples desapareçam em até 3 meses, período de tempo que o organismo pode levar para se adaptar ao método. Entenda melhor as particularidades de cada anticoncepcional e seus efeitos indesejados. 

 

Veja também: Tipos de anticoncepcional: em infográfico, listamos as pílulas mais utilizadas

 

Efeitos colaterais da pílula combinada, injeção, adesivo anticoncepcional e anel vaginal 

 

Além das pílulas combinadas (com progesterona e estrogênio), outros métodos contraceptivos também contam com a combinação de estrogênio e progesterona em sua composição. Entre eles, o adesivo anticoncepcional, que libera doses de hormônios no sangue através da pele, o anel vaginal, caracterizado por uma argola flexível colocada na parte superior da vagina, e a injeção anticoncepcional mensal. Estes medicamentos tendem a manifestar efeitos colaterais parecidos. Confira os principais sintomas a seguir:

 

  • Enjoos (principalmente, nos primeiros meses de uso da pílula);

  • Alterações no fluxo menstrual;

  • Escapes;

  • Retenção de líquido;

  • Acne;

  • Oscilações de humor;

  • Maior risco de trombose;

  • Dor de cabeça (mais comum no período pré-menstrual);

  • Diminuição da libido;

  • Ressecamento vaginal;

  • Dores nas pernas;

 

Casos graves 

 

Trombose, embolia pulmonar e AVC estão entre os grandes riscos dos anticoncepcionais com estrogênio. O maior risco é a formação de coágulos que podem entupir as artérias e veias e provocar quadros como derrame cerebral, trombose e até mesmo um infarto. 

 

Entenda melhor as principais ameaças do anticoncepcional com estrogênio: 

 

  • Trombose: as variações hormonais características do uso de anticoncepcionais com estrogênio favorecem o aparecimento da trombose. Embora o controle e a administração adequada das dosagens hormonais tenham ajudado a diminuir a incidência da doença, o risco de desenvolver um quadro de trombose durante o uso do método contraceptivo ainda existe. O transtorno consiste no entupimento de veias e artérias, responsável por provocar o bloqueio da passagem do sangue. Caso essa obstrução aconteça em vias importantes do corpo, como o pulmão e o cérebro, as consequências podem ser bastante severas.

 

  • Embolia pulmonar: é considerada uma das possíveis complicações da trombose. Coágulos em veias profundas de regiões como as pernas ou a pélvis podem acarretar no bloqueio de artérias dos pulmões. Além do uso do anticoncepcional hormonal e do tabagismo, outros fatores também favorecem o transtorno. Imobilidade prolongada, obesidade e a presença de varizes estão entre os exemplos. 

 

  • AVC (Acidente Vascular Cerebral): a tendência de redução do nível de estrogênio nos anticoncepcionais vem diminuindo a ocorrência de AVC’s entre as adeptas do método contraceptivo. Porém, a possibilidade ainda existe. A condição é caracterizada pelo bloqueio do sangue em algum vaso do cérebro. O acúmulo de gordura localizada e uma alimentação inadequada também auxiliam o desenvolvimento do quadro.

 

Efeitos colaterais da minipílula, injeção trimestral e implante: retenção de líquido é o principal sintoma

 

Minipílula de progesterona, injeção anticoncepcional trimestral e implante contraceptivo são os principais contraceptivos compostos apenas por derivados sintéticos do hormônio progesterona na composição. A minipílula não tem ação sobre os vasos sanguíneos e praticamente não influencia no funcionamento dos ovários. Por conta disso, a minipílula apresenta menos efeitos colaterais que a pílula anticoncepcional tradicional. 

 

A injeção anticoncepcional trimestral, que deve ser aplicada a cada três meses, e o implante contraceptivo, que é colocado abaixo da pele e libera a progesterona em pequenas doses na corrente sanguínea, também estão entre os métodos contraceptivos hormonais livres de estrogênio. Embora esse tipo de composição apresente diversas vantagens, alguns estudos apontam que a progesterona pode causar perda de massa óssea nas mulheres. 

 

Confira esse e outros sintomas que podem ser associados ao uso do anticoncepcional de progesterona. Confira:

 

  • Mais episódios de escapes;

  • Maior oleosidade da pele;

  • Náuseas;

  • Variações de peso;

  • Retenção de líquido;

  • Queda capilar;

  • Perda de massa óssea;

 

Esse tipo de método contraceptivo geralmente é a escolha de mulheres com histórico de trombose, diabetes e problemas vasculares. 

 

Veja também: Vive esquecendo de tomar o anticoncepcional? Veja 4 dicas para não correr riscos

 

Efeitos colaterais do DIU hormonal: pode causar acne e ausência da menstruação

 

O DIU hormonal é composto pelo hormônio progesterona. Por isso, seus efeitos colaterais são semelhantes aos dos métodos contraceptivos já mencionados acima: aumento da oleosidade da pele, acne, alterações de humor e retenção de líquido. Além disso, o DIU hormonal também pode reduzir consideravelmente (e até mesmo inibir) a menstruação. 

 

Efeitos colaterais do DIU de cobre: aumento do fluxo e cólica menstrual

 

Já o DIU de cobre não conta com a atuação de nenhum hormônio. Em vez de bloquear a ovulação, o método contraceptivo libera íons de cobre que dificultam a mobilização do esperma e tornam o sistema reprodutor feminino um ambiente inóspito para a fecundação. Entre seus principais efeitos colaterais, estão: maior intensidade do fluxo e da cólica menstrual, possíveis manchas pelo corpo e tonturas.

 

Não me adaptei ao anticoncepcional, devo trocar o método contraceptivo?

 

Se os sintomas provocados pelo uso do anticoncepcional continuam atrapalhando a rotina da paciente e incomodando mesmo após o período de adaptação, vale ter uma conversa com o(a) seu(a) ginecologista. O(a) profissional fará uma avaliação e poderá indicar a substituição do método por outro medicamento de menor dosagem hormonal ou até mesmo outro tipo diferente. 


Veja também: Os efeitos colaterais são iguais para todos os métodos contraceptivos?

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Quais são os efeitos colaterais do DIU de cobre?
    Quais são os efeitos colaterais do DIU de cobre?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula do dia seguinte: veja como tomar corretamente e os possíveis efeitos colaterais
    Pílula do dia seguinte: veja como tomar corretamente e os possíveis efeitos colaterais
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como fazer a troca de anticoncepcional: saiba quais são os cuidados
    Como fazer a troca de anticoncepcional: saiba quais são os cuidados
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    DIU hormonal pode aumentar a acne? Veja os efeitos colaterais do contraceptivo
    DIU hormonal pode aumentar a acne? Veja os efeitos colaterais do contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    5 possíveis efeitos colaterais do DIU de cobre para conhecer antes de colocar
    5 possíveis efeitos colaterais do DIU de cobre para conhecer antes de colocar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • A MÚSICA ME MOVE
    A MÚSICA ME MOVE
    Bruno Mars, John Mayer, Ariana Grande: veja quais são os shows mais aguardados do segundo semestre de 2017
    Bruno Mars, John Mayer, Ariana Grande: veja quais são os shows mais aguardados do segundo semestre de 2017
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Óculos escuros: veja quais são os modelos que estão fazendo o maior sucesso entre as fashionistas!
    Óculos escuros: veja quais são os modelos que estão fazendo o maior sucesso entre as fashionistas!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Como saber se estou ovulando: veja quais são os sinais da ovulação!
    Como saber se estou ovulando: veja quais são os sinais da ovulação!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Não se assuste! Veja efeitos colaterais mais comuns da pílula anticoncepcional
    Não se assuste! Veja efeitos colaterais mais comuns da pílula anticoncepcional
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Veja quais alimentos não são recomendados comer durante a TPM
    Veja quais alimentos não são recomendados comer durante a TPM
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    Tipos de cólica menstrual: sintomas, como identificar e o que fazer para aliviar
    A cólica menstrual é um dos sintomas da menstruação mais comuns. Sua intensidade varia...
    Tipos de cólica menstrual: sintomas, como identificar e o que fazer para aliviar
  • SE CUIDA!
    10 sintomas de infecção urinária para ficar atenta e procurar um médico
    A infecção urinária geralmente é causada pela entrada de bactérias que se proliferam no...
    10 sintomas de infecção urinária para ficar atenta e procurar um médico
  • SE CUIDA!
    Candidíase vaginal: o que causa, sintomas e como tratar
    A candidíase vaginal é uma infecção fúngica muito comum entre as mulheres, causada por um...
    Candidíase vaginal: o que causa, sintomas e como tratar
  • Menstruação
    Como calcular próxima menstruação após tomar a pílula do dia seguinte?
    Você já deve ter ouvido falar que a pílula do dia seguinte desregula a menstruação. Isso...
    Como calcular próxima menstruação após tomar a pílula do dia seguinte?
  • VER TODAS >