Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Tratamentos para candidíase vaginal: o que você precisa saber para tratar os sintomas

Tratamentos para candidíase vaginal: o que você precisa saber para tratar os sintomas

Para o tratamento dos sintomas da candidíase vaginal, podemos ir muito além da conhecida pomada antifúngica. A candidíase é uma infecção vaginal que tem coceira, vermelhidão e corrimento branco como sintomas. Normalmente, essas reações podem ser facilmente revertidas após a escolha de um tratamento. Segundo o ginecologista Alexandre Pupo, existem 4 opções para isso tão eficazes quanto a pomada. E também é possível associar o tratamento escolhido a cuidados íntimos que também pode fazer toda a diferença para normalizar o quadro. Quer saber mais? Confira nossa matéria com o especialista.

 

Coceira, corrimento e vermelhidão: sintomas da candidíase

 

Normalmente, o primeiro sintoma da candidíase é a coceira vaginal. Logo no início da infecção vaginal, a mulher começa a sentir a região mais irritada e a coceira se torna recorrente, o que também acaba causando a vermelhidão na área íntima. Além disso, a secreção vaginal se torna mais espessa e vira um corrimento branca opaco. Esse corrimento é característico do quadro e, por isso, é o objeto de análise quando o ginecologista realiza o diagnóstico.

 

Conheça 5 tratamentos naturais para a candidíase

 

As pomadas e cremes antifúngicos são os tratamentos mais conhecidos para a candidíase vaginal. Eles oferecem rápida melhora e eliminação dos agentes causadores da infecção. Entretanto, além da pomada, também é possível alterar o quadro com mais algumas opções de tratamento. Segundo o ginecologista, em um primeiro momento pode-se recorrer a tratamentos naturais e, em casos mais severos, partir para medicamentos. Confira a lista do profissional abaixo:

 

1) Óleo de melaleuca
2) Óvulos de ácido bórico
3) Banho de assento com água com bicarbonato de cálcio
4) Cremes e pomadas antifúngicas
5) Comprimido antifúngico via oral

 

Para saber mais sobre os tratamentos naturais para a candidíase, não se esqueça de conversar com um especialista. Automedicar-se pode resultar em uma piora dos sintomas, prejudicando o quadro.

 

5 cuidados para ajudar o tratamento da candidíase

 

Além do tratamento escolhido, é mais que recomendado que a mulher tenha alguns cuidados para evitar que os fungos alojados na região se proliferem ainda mais. Alguns desses cuidados envolvem hábitos de higiene íntima e até mesmo costumes alimentares. O dr. Alexandre listou 5 hábitos que devemos evitar e que podem alterar o pH e a flora vaginal, tornando o ambiente íntimo mais propício para a infecção.

 

1) Tentar evitar uso de roupas apertadas
2) Usar calcinha de tecido que permita fácil transpiração como algodão
3) Usar sabonete de pH neutro na higiene íntima
4) Tentar aumentar ingestão de probióticos naturais como iogurte e coalhada
5) Comer menos carboidratos, em especial diminuir farinha refinada.

 

Candidíase recorrente pede tratamentos específicos

 

Se você tem tido a candidíase com uma certa frequência, é possível que esteja com um grupo de cândida (fungo causador da candidíase) mais resistente ao tratamento com antifúngicos. De acordo com o ginecologista, pacientes com alterações na flora intestinal, diabetes e deficiência de imunoglobulinas podem facilitar a instalação da doença. “Frente a estes casos devemos recorrer a tratamentos clínicos específicos para cada situação. O ginecologista ciente destas questões vai julgar a melhor estratégia”, explica ele. Caso esse seja o seu quadro, não esqueça de marcar uma consulta com o especialista.

 

Menstruação pode ajudar o tratamento da candidíase

 

Segundo o profissional, a menstruação libera e “lava” a vagina com sangue que tem pH básico e células de defesa. Assim, o tratamento da candidíase pode aproveitar do período menstrual para diminuir a quantidade de fungos e melhorar o quadro. No entanto, se a paciente estiver no meio do tratamento com pomadas, é necessário interromper o uso da medicação e completar intervenção apenas com o fim do fluxo menstrual.

 

Durante o tratamento, a paciente pode ter relações sexuais?

 

Uma dúvida muito comum quanto ao tratamento da candidíase é se as mulheres podem continuar tendo relações sexuais durante esse período. “Desde que os sintomas permitam que ela tenha a relação sem dor, a infecção não impede”, responde o ginecologista. Entretanto, o uso da camisinha é recomendado porque, apesar de não ser considerada como uma doença sexualmente transmissível, a candidíase pode ser transmitida por meio do contato sexual. Para evitar que isso aconteça, usar o preservativo é fundamental.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Alexandre Pupo Nogueira - ginecologista e obstetra membro do corpo clínico do Hospital Albert Einstein, é também mastologista e Membro Titular do Núcleo de Mastologia do Hospital Sírio Libanês
CRM-SP: 84.414

 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >