Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Tipos de anticoncepcional: em infográfico, listamos as pílulas mais utilizadas

Tipos de anticoncepcional: em infográfico, listamos as pílulas mais utilizadas

A pílula anticoncepcional é o método contraceptivo mais conhecido e utilizado pelas mulheres. O medicamento pode ser encontrada em três tipos principais: pílula combinada, minipílula e pílula multifásica. De modo geral, a diferença entre elas está na dosagem e no tipo de hormônio utilizado na composição. Em todos os casos, a principal função é bloquear a ovulação, prevenindo uma gravidez indesejada. Algumas destas pílulas, no entanto, também podem ser utilizadas como tratamento para menstruação irregular, cólica menstrual intensa, síndrome do ovário policístico e endometriose.

 

Para entender qual a função e a particularidade de cada uma, nós montamos um infográfico com os tipo de pílula anticoncepcional e o que você precisa saber antes de começar a tomar. 
 

Veja também: Qual método contraceptivo é melhor para você

 

 

1. Pílula combinada   

 

A pílula combinada é composta por estrogênio e progesterona com a mesma dosagem. A cartela possui 21 comprimidos no total e deve-se ingerir um por dia, sempre no mesmo horário. Ao finalizar a cartela, o fabricante da pílula recomenda fazer uma pausa de 7 dias para dar início a nova. É neste período que a menstruação irá descer.  

 

Além de prevenir a gravidez, a pílula combinada também ajuda a  regular o ciclo menstrual, diminuir a cólica que antecede a menstruação, a acne e oleosidade da pele. Outra vantagem é que o anticoncepcional combinado tem menor incidência de sangramentos de escape e não influencia tanto a lubrificação vaginal e a líbido.  

 

Apesar dos benefícios, a pílula combinada não é indicada para todas as mulheres. Fumantes, diabéticas, hipertensas, mulheres com idade superior a 40 anos, pacientes com varizes ou histórico de derrame, trombose ou infarto não podem tomar esse tipo de anticoncepcional devido à presença do estrogênio. Além disso, algumas mulheres podem sentir um aumento na sensibilidade nos seios e dores de cabeça como efeito colateral. 

 

2. Minipílula ou pílula de progesterona 

 

A minipílula é um método contraceptivo sem estrogênio, logo, ela é recomendada, principalmente, para quem possui restrição ao uso deste hormônio. Também conhecida como pílula de progesterona, ela possui apenas um hormônio (progesterona) em sua composição, por isso, sua concentração hormonal é bem menor comparada com a pílula combinada. Esse ponto é muito importante, pois, por conta da baixa dosagem hormonal, qualquer esquecimento pode comprometer a eficácia, logo, o uso da minipílula requer bastante disciplina. 

 

A minipílula é administrada de maneira contínua, ou seja, deve-se ingerir uma pílula por dia durante 28 dias. Ela tende a reduzir bastante o fluxo menstrual e pode levar inclusive a ausência de menstruação. Além de contraceptivo, a minipílula também ajuda no tratamento de doenças como endometriose. 

Os efeitos colaterais também são reduzidos, principalmente o risco de trombose. No entanto, ela pode aumentar a retenção de líquido e levar a ocorrência de pequenos escapes ao longo do mês.  

 

3. Pílula multifásica
 

A pílula multifásica também traz em sua composição a combinação de progesterona e estrogênio, porém, em dosagens diferentes. A cartela desse tipo de pílula conta com 24 comprimidos em cores diferentes, indicando o dia em que cada um deve ser tomado. É muito importante respeitar essa ordem, pois a multifásica atua reproduzindo a produção hormonal do corpo em cada fase do ciclo menstrual. Esse tipo de anticoncepcional possui menos efeitos colaterais e ajuda a reduzir os sintomas da TPM, tanto físicos como emocionais. 

 

Ao finalizar a cartela, deve-se fazer uma pausa de 4 dias para começar a nova. Neste intervalo ocorre a menstruação. 

 

Como tomar pílula anticoncepcional

 

Para começar a tomar a pílula anticoncepcional, toda mulher deve consultar um ginecologista. O profissional saberá avaliar qual é o tipo de pílula adequado para o seu organismo e estilo de vida. 

 

Para tomar a pílula, deve-se começar no primeiro dia do ciclo menstrual, ou seja, no primeiro dia da menstruação. É necessário tomar um comprimido por dia, até o fim da cartela, respeitando o tempo de pausa quando for necessário. O anticoncepcional já começa a fazer efeito logo no primeiro mês de uso. Mas para sua segurança, o ideal é fazer uso de um preservativo nos primeiros 30 dias. A pílula anticoncepcional precisa ser tomada todos os dias, sempre no mesmo horário.

 

Esqueci de tomar a pílula: o que fazer? 

 

Uma vez que você esqueceu de tomar a pílula, o ideal é fazer a ingestão assim que lembrar. Se você só se lembrar no dia seguinte, ou depois de 12 horas, pode esperar para tomar no horário normal junto com a pílula do dia, ou seja, você vai precisar tomar os dois medicamentos de uma só vez. 

 

O esquecimento é um dos principais motivos para falha da pílula anticoncepcional. Por isso, se ele for recorrente, talvez seja necessário considerar um método de longa duração que não dependa de memória, como DIU ou implante contraceptivo. 

 

Possíveis efeitos colaterais da pílula anticoncepcional 

 

Os efeitos colaterais da pílula anticoncepcional variam de acordo com cada mulher e com o tipo de pílula escolhido. Incômodos como náuseas e dor de cabeça tendem a aparecer principalmente nos 3 primeiros meses de adaptação e melhoram com o tempo. Além disso, também pode ocorrer mudança de humor e diminuição da libido. Em algumas mulheres, a pílula anticoncepcional pode aumentar a retenção de líquido e levar ao inchaço, causar  varizes e até trombose. Por isso, a escolha do tipo de pílula anticoncepcional deve ser sempre feita sempre com acompanhamento médico. 

 

Na hora de conversar com o seu ginecologista, não deixe de citar as características do seu ciclo menstrual e da sua saúde em geral. Elas podem ajudá-lo a encontrar a melhor pílula anticoncepcional de acordo com as suas necessidades. São eles:  

 

  • Problemas com acne;

  • Cólicas intensas;

  • Intensidade do fluxo;

  • Menstruação irregular; 

  • Síndrome do ovário policístico; 

  • Histórico familiar.

 

A pílula anticoncepcional nunca deve ser tomada sem prescrição médica. Se após os três meses você sentir que não está se adaptando, converse com um profissional. Talvez seja necessário fazer a troca de medicação. 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    Esqueci de tomar anticoncepcional 2 dias. O que devo fazer?
    “Esqueci de tomar anticoncepcional 2 dias e agora?”. Se você compartilha dessa dúvida,...
    Esqueci de tomar anticoncepcional 2 dias. O que devo fazer?
  • SE CUIDA!
    Lubrificação feminina é essencial na hora do sexo
    A lubrificação feminina é um fluido produzido pela vagina como resposta à excitação...
    Lubrificação feminina é essencial na hora do sexo
  • Quiz
    QUIZ : Você sabe o que é mito e o que é verdade sobre a saúde íntima feminina?
    Saber como cuidar da saúde íntima feminina faz toda a diferença na prevenção de incômodos...
    QUIZ : Você sabe o que é mito e o que é verdade sobre a saúde íntima feminina?
  • SE CUIDA!
    Veja 5 benefícios de rebolar a pelve
    Os benefícios de dançar rebolando vão muito além da diversão! A circundução da pelve (...
    Veja 5 benefícios de rebolar a pelve
  • VER TODAS >