Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia

Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia

A tabelinha é um método contraceptivo natural baseado na análise do ciclo menstrual. Seu objetivo é identificar quando acontece o período fértil e evitar ter relações sexuais nesses dias, pois as chances de engravidar são muito altas. Contudo, embora ofereça a vantagem de não provocar efeitos colaterais no organismo, a tabelinha possui uma taxa de confiabilidade baixa e não é uma forma de prevenção à gravidez muito indicada pelos ginecologistas. Isso porque o método só funciona em ciclos bem regulares e, mesmo assim, qualquer alteração no organismo já coloca em risco a sua eficácia.

 

Sendo assim,a melhor forma de evitar uma gravidez indesejada é fazer uso de métodos contraceptivos que não dependam da regularidade no ciclo menstrual, como a pílula anticoncepcional e a camisinha. 

 

Conheça as opções de anticoncepcionais que podem substituir a tabelinha para não engravidar. 

 

 

Como funciona a tabelinha: método não é confiável e só é indicado para mulheres com ciclo regular

 

O método da tabelinha tem como principal objetivo identificar quando acontece o período fértil no ciclo menstrual. Para isso, a mulher precisa saber informações importantes sobre seu ciclo reprodutivo, como duração e data da chegada da menstruação e ovulação. O cálculo da tabelinha funciona da seguinte maneira: 

 

Primeiro a mulher deve saber quantos dias dura o seu ciclo. Essa duração corresponde ao intervalo entre o início de cada período menstrual. O ideal é que ela faça um acompanhamento de, pelo menos, três meses seguidos para saber qual o padrão de regularidade do seu ciclo; 

 

Uma vez que a mulher já sabe qual a duração do seu ciclo menstrual, fica mais fácil identificar quando acontece o período fértil. Em um ciclo de 28 dias, por exemplo, a data da ovulação ocorre normalmente no 14° dia. Ou seja, é preciso contar 14 dias após a chegada da menstruação para saber quando acontece a liberação do óvulo; 

 

A ovulação marca o ápice da fertilidade no ciclo menstrual. Entretanto, o período fértil engloba também 5 dias anteriores à liberação do óvulo, levando em consideração que um espermatozóide consegue sobreviver até 5 dicas dentro do corpo da mulher; 

Para saber quando é o período fértil, basta marcar os 5 dias anteriores à ovulação e o dia seguinte. Esse intervalo é o tempo que a mulher não pode ter relações sexuais sem proteção, pois as chances de engravidar são grandes. 

 

Saber como fazer tabelinha não é suficiente para garantir a prevenção à gravidez. O método depende de um fator que nem sempre a mulher consegue controlar: a regularidade do ciclo menstrual. Por isso, o cálculo do período fértil só funciona em ciclos bem regulares, e até nesses casos, é possível que aconteça alguma desregulação pontual que comprometa a sua eficácia. Estima-se que a tabelinha tenha uma média de falha em torno de 20 a 30% dos casos. Mulheres com ciclo irregular correm ainda mais riscos de engravidar, já que a sua janela de fertilidade não segue uma lógica certeira. 

 

 

Métodos contraceptivos mais eficazes que a tabelinha 

 

Por muitos anos, o cálculo da tabelinha foi a única opção de prevenção contra uma gravidez indesejada. Entretanto, com o avanço da ciência e da tecnologia, as mulheres hoje em dia possuem diversas alternativas de métodos contraceptivos. É possível encontrar anticoncepcionais de vários tipos: hormonais, não-hormonais, de barreira, diários, de longa duração, oral e injetável. Cada um possui uma particularidade e deve ser escolhido de acordo com as necessidades de cada pessoa. Outro cuidado importante é optar por um método contraceptivo somente com orientação médica. 

 

Confira 5 opções de métodos anticoncepcionais com mais eficácia do que calcular a tabelinha para não engravidar. 

 

1. Pílula anticoncepcional

 

A pílula anticoncepcional é o método contraceptivo mais popular de todos.  É possível encontrá-la em diversas opções apresentando dosagens e composições de hormônios diferentes. Sua taxa de eficácia é uma das mais altas e, por isso, costuma ser a primeira opção de muitas mulheres. O uso da pílula anticoncepcional é simples, só exige a disciplina de consumir os comprimidos todos os dias sempre no mesmo horário. Caso contrário, as chances de falha aumentam. 

 

2. Camisinha feminina e masculina

 

 A camisinha é um método contraceptivo de barreira que além de prevenir gravidez indesejada, também atua na proteção contra doenças sexualmente transmissíveis. O método possui duas versões: masculina e feminina, ambas garantindo a mesma eficiência. 

 

3. Injeção de anticoncepcional

 

A injeção anticoncepcional é um método hormonal injetável de longa duração. Ela pode ser encontrada nas versões mensal e trimestral, que se distinguem de acordo com o tempo entre uma dose e outra e a composição. 

 

4. DIU

 

O DIU é um dispositivo intrauterino que, como o próprio nome sugere, é inserido dentro do útero e apresenta duas versões: hormonal e de cobre. A primeira libera hormônios que atuam no bloqueio da ovulação, enquanto a opção de cobre não tem ação hormonal. Sua função é liberar íons de cobre que dificultam a mobilidade do esperma no útero, impedindo que ele chegue ao óvulo. 

 

5. Anel Vaginal

 

 Método pouco conhecido pelas mulheres, consiste na introdução de um anel no interior da vagina. Sua ação hormonal impede a ovulação e dura cerca de 3 semanas. 

 

6. Diafragma 

 

Método contraceptivo de barreira que deve ser inserido na vagina da mulher antes da relação sexual. Sua função é impedir que os espermatozóides alcancem o colo do útero, evitando o encontro com o óvulo. Uma vantagem do diafragma é que ele não possui hormônios e não apresenta efeitos colaterais. 

 

 

 

PRODUTOS
Relacionado

CAREFREE® TodoDia
CAREFREE® TodoDia

semprelivre_bottom1_dance_new

  • A MÚSICA ME MOVE
    Sem tempo de ir à academia? Veja 5 canais no Youtube para dançar e queimar calorias em casa
    Trabalhar, se divertir, dormir direito e ainda se preocupar com a saúde… Ufa! Taí uma ..
  • A MÚSICA ME MOVE
    12 músicas para animar sua viagem de férias na praia com amigos
    Com o verão rolando, nada melhor do que viajar com os amigos e curtir uns dias na praia. ..
  • A MÚSICA ME MOVE
    Conheça Kiana Léde, a menina que está bombando no Youtube com versões acústicas de hits!
    Já ouviu algum cover de Kiana Ledé? Não? Então fica a dica: procura o canal dela no Yo..
  • A MÚSICA ME MOVE
    Ouvir música, dançar, ler: 5 coisas que você pode fazer para esquecer a TPM!
    A gente já falou por aqui que a TPM é supernormal e toda mulher tem, pelo menos, algum s..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    Corrimento marrom depois da menstruação com cólicas pode ser gravidez?
    O corrimento marrom depois da menstruação com cólicas pode ser considerado normal....
    Corrimento marrom depois da menstruação com cólicas pode ser gravidez?
  • SE CUIDA!
    Enquete: Você usa protetor diário?
    Conte para o Só Delas se você usa o protetor diário todos os dias!
    Enquete: Você usa protetor diário?
  • SE CUIDA!
    5 coisas que toda mulher precisa saber sobre pílula do dia seguinte
    Muitas já ouviram falar, mas entender como a pílula do dia seguinte funciona é...
    5 coisas que toda mulher precisa saber sobre pílula do dia seguinte
  • SE CUIDA!
    Como tratar infecção urinária? Ginecologista explica como prevenir e tratar a doença
    A infecção urinária acontece quando bactérias invadem o trato urinário e se multiplicam...
    Como tratar infecção urinária? Ginecologista explica como prevenir e tratar a doença
  • VER TODAS >