Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Higiene íntima após relação sexual: saiba o que você precisa fazer!

Higiene íntima após relação sexual: saiba o que você precisa fazer!

A higiene íntima após o sexo vaginal é um cuidado muito importante na prevenção de infecções provocadas por fungos e bactérias. Durante o ato sexual, alguns microorganismos nocivos podem ser transportados para a entrada da vagina e da uretra, desencadeando quadros de infecção vaginal e urinária. Para que isso não aconteça, a recomendação é sempre urinar e fazer a higiene de rotina no banho depois da relação sexual. Esse cuidado também ajuda a remover resíduos de esperma, secreções naturais e do lubrificante presente na camisinha, já que estes podem ficar acumulados na vulva e causar alergias e desequilíbrios na flora vaginal.

 

Vale a pena reforçar que, embora auxilie na prevenção de certos tipos de infecções, a higiene íntima depois da relação sexual não impede a contaminação por ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis). Por isso, para um sexo seguro efeitivo, a principal precaução é o uso do preservativo feminino ou masculino em qualquer tipo de contato íntimo, seja oral, vaginal ou anal. Saiba mais sobre a função da higiene íntima após o sexo e como ela deve ser feita. 

 

Higiene íntima após o sexo deve ser feita na vulva com água e sabonete íntimo 

 

A higiene íntima após a relação sexual deve ser feita com água e sabonete íntimo, já que o produto tem pH ácido e adequado ao pH vaginal. Esse cuidado ajuda a evitar quadros de infecção vaginal, como a candidíase e a vaginose bacteriana. O sexo é uma porta de entrada para alguns microorganismos que podem provocar desequilíbrios na flora vaginal. Quando isso acontece, o pH da vagina fica desregulado, aumentando a população de fungos e bactérias que podem causar corrimento atípico, coceira e mau cheiro.  Além disso, a prática também elimina resíduos de ejaculação, secreções naturais e lubrificantes artificiais que podem provocar alergias e irritações.

 

Para a higienização, utilize apenas água e sabão íntimo neutro. Concentre a limpeza apenas na região da vulva, incluindo as dobrinhas, períneo clitóris, entrada da vagina e púbis, onde ficam os pelos.

 

Não é necessário fazer ducha vaginal para higienizar a vagina

 

Ao fazer a higiene íntima após a relação sexual, não é necessário fazer uso de duchas vaginais. Esses objetos não são saudáveis para a saúde feminina e podem deixar a região íntima mais vulnerável à infecções. Fazer a lavagem internamente altera o ambiente natural da vagina e enfraquece os lactobacilos, bactérias que atuam como uma barreira protetora da região íntima contra microorganismos como fungos e bactérias. Como consequência, o pH fica desregulado, o que acaba causando corrimentos.

 

Se você procura uma maneira de limpar a vagina após o sexo, saiba que não é necessário fazer a limpeza interna. O órgão possui mecanismos autolimpantes e uma flora natural que consegue fazer a higienização por conta própria, dispensando qualquer tipo de lavagem interna com ducha, sabonete íntimo ou qualquer outro produto. Aliás, usar a ducha para limpar o sêmen tem um efeito contrário. O jato de água empurra o esperma para dentro do canal vaginal e pode atingir até o colo do útero, aumentando o risco de infecções e contágio por ISTs. 

 

Urinar após o sexo ajuda a limpar a uretra e previnir uma infecção urinária 

 

Urinar após a relação sexual ajuda a eliminar possíveis bactérias que tenham entrado no trato urinário durante a relação sexual. O canal da uretra, por onde o xixi é expelido, está exatamente em cima entrada da vagina e muito próxima da região do ânus. Durante o sexo, os movimentos e a anatomia da mulher facilita o transporte de bactérias e outros microorganismos provenientes do intestino e de secreções naturais da região genital para dentro da uretra, desencadeando inflecções como a cistite, uma infecção na bexiga

 

Higiene íntima feminina adequada não dispensa uso da camisinha 

 

A higiene íntima não anula a importância do uso da camisinha durante a relação sexual. A limpeza não elimina microorganismos que levam ao desenvolvimento de ISTs como a sífilis, herpes genital, tricomoníase, AIDS, clamídia e a gonorréia. Por isso, o uso do preservativo é imprescindível, pois ele cria uma barreira física que impede o contato direto de agentes infecciosos com a região íntima. 

 
 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Cravos no nariz: saiba como os pontinhos pretos aparecem na sua pele e como se livrar deles
    Sabe aqueles pontinhos escuros que vez ou outra surgem na nossa pele? Eles são chamados d..
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Aprenda 5 truques de maquiagem que vão levantar sua autoestima!
    Sabe aqueles dias que você não acorda muito satisfeita com o espelho? Ou quando você es..
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Confira 4 dicas para ter unhas fortes e saudáveis!
    Ter unhas bonitas não é uma tarefa tão simples como parece, né? Mas com cuidado a gent..
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Vai sair com um boy novo? Veja 8 dicas para um encontro perfeito!
    Pode ser aquela pessoa que pega o mesmo transporte que você todos os dias ou o garoto da ..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Saúde da mulher
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
    A Síndrome do Ovário Policístico é uma disfunção hormonal que leva ao crescimento de...
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
  • SE CUIDA!
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
    A depilação íntima faz parte da vida de muitas mulheres. Para isso, é possível encontrar...
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
  • SE CUIDA!
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
    Muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual a diferença entre corrimento e secreção vaginal...
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
  • SE CUIDA!
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
    A tabelinha é um método contraceptivo natural baseado na análise do ciclo menstrual....
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
  • VER TODAS >