Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Sintomas depois da primeira vez: o que é comum sentir?

Sintomas depois da primeira vez: o que é comum sentir?

A primeira transa quase sempre vem acompanhada de bastante expectativa, principalmente por parte das meninas. Dói muito? Sangra? Será que vai ser bom? São tantas questões envolvidas que fica até difícil organizar os pensamentos. A ansiedade em torno da primeira vez é tão grande que, muitas vezes, as informações necessárias e a preparação acabam ficando de lado. Por esse motivo, algumas meninas se assustam mais do que deveriam ao notar sintomas depois da primeira vez como dor leve ou um pequeno sangramento.

 

Pensando nisso, o Só Delas resolveu listar alguns efeitos considerados comuns que podem ocorrer após a primeira relação sexual. Se liga! 

 

Veja também: A primeira vez nem sempre é como a gente sonha. Como alinhar algumas expectativas para não se frustrar?

 

Saiba o que esperar após a primeira relação sexual

 

1) Pequeno sangramento vaginal 

 

Os filmes e as novelas nos ensinaram que as mulheres têm que, necessariamente, sangrar na primeira relação sexual. Embora isso não seja verdade, a crença acaba preparando as meninas para a possibilidade de sangramento. Por isso, este sintoma pode ser o mais esperado.  

 

O sangramento vaginal após a primeira relação sexual não é obrigatório, mas pode acontecer. O episódio pode ser justificado pela presença do hímen, fina membrana que cobre parcialmente a entrada da vagina. Durante o sexo, a penetração naturalmente faz com que o hímen se rompa e, às vezes, provoque um pequeno sangramento vaginal.  

 

A intensidade deste sangramento vai depender do tipo de hímen que a menina possui. O hímen anular rompe aos poucos durante a penetração e nem sempre provoca o pequeno sangramento, e o hímen complacente, que é mais grosso e elástico e pode voltar ao normal após a relação sexual. 

 

Também existem três tipos menos comuns, que são capazes de gerar um sangramento um pouco maior: hímen septado (tem uma pele no meio do orifício e é mais resistente), hímen cribiforme (é flexível e pode ser rompido aos poucos) e hímen imperfurado (não apresenta orifícios e precisa ser “aberto” cirurgicamente). 

 

2) Dor muscular leve 

 

É normal ficar dolorida depois da primeira vez? Sim, pode acontecer. Esse tipo de desconforto pode ocorrer, principalmente, se a menina ficar nervosa durante a relação sexual. O nervosismo provoca a contração excessiva da musculatura da região e pode se estender até mesmo para a parte interna da coxa. Por esse motivo, não estranhe se sentir alguma dor muscular ou na própria vagina logo após ter a sua primeira experiência sexual. O incômodo, inclusive, pode ter duração de até 48 horas depois da relação.  

 

O que você pode fazer para evitar que isso aconteça nas próximas vezes é tentar relaxar ao máximo! Procure se sentir segura e confortável com a situação e, é claro, com o(a) parceiro(a).  

 

3) Vontade repentina de urinar

 

É comum sentir uma vontade inesperada de fazer xixi logo após a relação sexual. Se tratando da primeira vez, isso também acontece. Esse desejo de urinar com mais frequência acontece devido ao atrito gerado pela penetração, pressionando, principalmente, a bexiga e a uretra.  

 

A boa notícia é que essa prática é mais do que bem-vinda e faz um bem danado à saúde íntima da mulher. Urinar depois do sexo é bom porque proporciona uma higienização natural e elimina possíveis bactérias que possam ter se acumulado no local, o que ajuda bastante a prevenir a infecção urinária

 

4) Ardência na vagina (leve)

 

A ardência na vagina é outra possível consequência do atrito provocado pela relação sexual. Então, nada de entrar em desespero ao sentir essa sensação de ardor na vagina após a sua primeira vez, hein! O incômodo leve pode durar alguns dias e, na maioria das vezes, deixa de existir nas próximas relações. Uma boa dica é se atentar à lubrificação dos órgãos genitais na hora do sexo. Quanto mais seca estiver a região, maiores são as chances de haver um atrito desagradável.

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Cravos no nariz: saiba como os pontinhos pretos aparecem na sua pele e como se livrar deles
    Sabe aqueles pontinhos escuros que vez ou outra surgem na nossa pele? Eles são chamados d..
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Aprenda 5 truques de maquiagem que vão levantar sua autoestima!
    Sabe aqueles dias que você não acorda muito satisfeita com o espelho? Ou quando você es..
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Confira 4 dicas para ter unhas fortes e saudáveis!
    Ter unhas bonitas não é uma tarefa tão simples como parece, né? Mas com cuidado a gent..
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Vai sair com um boy novo? Veja 8 dicas para um encontro perfeito!
    Pode ser aquela pessoa que pega o mesmo transporte que você todos os dias ou o garoto da ..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Saúde da mulher
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
    A Síndrome do Ovário Policístico é uma disfunção hormonal que leva ao crescimento de...
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
  • SE CUIDA!
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
    A depilação íntima faz parte da vida de muitas mulheres. Para isso, é possível encontrar...
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
  • SE CUIDA!
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
    Muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual a diferença entre corrimento e secreção vaginal...
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
  • SE CUIDA!
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
    A tabelinha é um método contraceptivo natural baseado na análise do ciclo menstrual....
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
  • VER TODAS >