Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Sintomas de DST: 6 sinais de que o corpo da mulher dá de que algo não vai bem

Sintomas de DST: 6 sinais de que o corpo da mulher dá de que algo não vai bem

As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) são infecções que têm o contato sexual como principal meio de contágio. Por isso, a melhor prevenção é o uso da camisinha masculina ou feminina em todas as relações sexuais e podem ser causadas por bactérias, fungos ou vírus. Em alguns casos, elas também podem ser transmitidas por meio do contato do sangue de uma pessoa infectada. As mais conhecidas e com maior incidência entre as mulheres são: Aids, HPV, herpes genital, sífilis, gonorreia, clamídia e tricomoníase. Apesar de diferentes, apresentam alguns sintomas em comum como incômodo, como ardência, coceira, corrimento vaginal, mau cheiro na região íntima e até mesmo febre e fraqueza. É sempre importante ficar atenta aos sinais do seu corpo, pois, se forem detectadas precocemente, o tratamento tem mais chances de cura ou de proporcionar maior qualidade de vida ao paciente.

 

A AIDS é a DST mais conhecida e, apesar de afetar o sistema imunológico e não ter cura, com os avanços da medicina, os pacientes conseguem ter qualidade de vida caso sigam o tratamento corretamente. Já outras doenças como a sífilis, gonorreia e clamídia têm cura, mas o diagnóstico precoce e o tratamento adequado são essenciais para não ter nenhuma sequela. Por isso, conhecer os sintomas e procurar um ginecologista assim que identificar algum deles pode ser decisivo no sucesso do tratamento. Para te ajudar, o Só Delas reuniu os sinais que indicam uma DST e como se prevenir. Confira! 

 

Conheça os sintomas que podem indicar DST

 

Corrimento vaginal amarelado e em grande quantidade 

 

Toda mulher tem uma secreção vaginal natural que é transparente, fluida e sem odor e que, com essas características não tem nada de errado. No entanto, ao perceber a presença de um corrimento mais amarelado ou branco, em grande quantidade, pode ser um sinal de infecção na vagina ou DST. Em alguns casos, ele pode ter uma coloração mais esverdeada ou marrom e vir acompanhada de outros sintomas como mau cheiro, ardência ou irritação na vulva. 

 

As DSTs que mais causam corrimento são: tricomoníase, vaginose bacteriana, clamídia, gonorreia e candidíase. A candidíase, embora também possa ser transmitida pelo sexo, está mais associada às alterações na flora vaginal da mulher. De qualquer forma, o primeiro passo é procurar um ginecologista para descobrir a causa do corrimento e começar o tratamento.  

 

Mau cheiro é causado pela reação de bactérias na região íntima

 

O mau cheiro na região íntima costuma ser um sinal de má higiene, mas também é um alerta de DST. Normalmente, o odor forte é causado por alguma bactéria e, por isso, costuma ser um sintoma de doenças causadas por bactérias, como a  vaginose bacteriana. Nesses casos, as defesas naturais do ambiente vaginal se enfraquecem e bactérias invasoras aumentam de quantidade. O cheiro ruim vem da reação desses microorganismos. 

 

Dor durante o sexo pode vir acompanhada de ardência e vermelhidão 

 

Sentir dor durante o sexo não é normal e pode ser reflexo de algum outro problema causado por DST, principalmente alterações na região íntima. Na maioria dos casos, a dor tem origem de feridas ou irritações na vulva ou na vagina. Pode ser acompanhada de ardência e até sangramento. Ela costuma estar associada a doenças como gonorreia, clamídia e ferimentos causados por sífilis e herpes genital. 

 

Feridas, verrugas e úlceras aumentam as chances de câncer de colo de útero

 

Verrugas, úlceras e ferimentos nas genitais e caroços na virilha também são sinais de DST. Às vezes, elas podem vir acompanhadas de mau cheiro, dor na vulva e ardência, principalmente ao urinar, pois a acidez do xixi acaba causando desconforto. Por isso, ao identificar algum desses sintomas, procure um médico. Esses sintomas são característicos de  sífilis, herpes e HPV. No último caso, as feridas podem se tornar algo maior e dar origem a outros problemas como câncer de colo de útero. 

 

Dor no baixo ventre sinaliza DST em estado avançado 

 

O baixo ventre é a região que fica embaixo da barriga e, nos casos de dor, também pode indicar uma DST. Isso acontece porque, ao chegar em um nível mais avançado, a infecção pode atingir outros órgãos do sistema reprodutor. A dor sinaliza um processo inflamatório na região, quando a infecção causa lesão ao tecido da região afetada. Os casos mais comuns são clamídia, gonorreia, herpes genital, tricomoníase, vaginose bacteriana. 

 

Coceira e ardência são resultados de feridas e irritações 

 

A coceira e ardência são reações do corpo a algum agente externo na pele. Por isso, elas costumam ser resultados de problemas já existentes, como feridas e inflamações. As DSTs em si não causam coceira, mas ela pode estar relacionada a problemas como candidíase, sífilis e herpes genital. Já a ardência pode ser resultado de alguma irritação e vermelhidão, além de ferimentos, principalmente ao ter contato com a urina. 

 

Conheça as indicações de tratamento mais comuns 

 

Ao perceber alguns dos sintomas citados acima, o indicado é sempre procurar um ginecologista para o diagnóstico e tratamento corretos. Algumas DSTs têm cura e podem ser tratadas com uso de medicação, como antibióticos e antifúngicos. Outras como a Aids e herpes genital não têm cura, mas um tratamento contínuo ajuda a controlar os sintomas. Fique sempre atenta aos sinais do seu corpo e faça exames ginecológicos regularmente. Quanto mais cedo o diagnóstico, mais fácil de tratar e maiores as chances de sucesso no tratamento. 

 

E lembre-se: a única forma de prevenção de DSTs é o uso da camisinha, já que elas são, principalmente, transmitidas através do contato sexual.

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação? Teste seus conhecimentos
    A ovulação e o período fértil são duas fases do ciclo menstrual em que a mulher tem mais...
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação?  Teste seus conhecimentos
  • Menstruação
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
    Na maioria das vezes, a menstruação preta é normal e não representa problemas de saúde....
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
  • Menstruação
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
    Muitas mulheres ficam em dúvida sobre quantos dias depois de acabar o anticoncepcional...
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
  • SE CUIDA!
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
    A primeira consulta com o ginecologista é um momento muito importante para esclarecer...
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
  • VER TODAS >