Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Sintomas da candidíase: aprenda a identificar a infecção vaginal

Sintomas da candidíase: aprenda a identificar a infecção vaginal

A candidíase vaginal é uma infecção fúngica que tem como principais sintomas a presença de corrimento branco e coceira vaginal. Ela ocorre devido a aumento na população de fungos que já habitam naturalmente na flora vaginal, mas em uma quantidade equilibrada. No entanto, quando a proteção do corpo não está fortalecida, o crescimento excessivo desses microrganismo leva a um desequilíbrio no pH da vagina, passando a ser considerado um quadro infeccioso.

 

A candidíase pode ter origem a partir de diversos fatores, mas, geralmente, está associada a higiene íntima inadequada e sistema imunológico enfraquecido. Além do corrimento branco espesso e coceira, a infecção também pode provocar outros incômodos que merecem nossa atenção. Por isso, a importância de ficar atenta a qualquer alteração na região genital.  

 

Conheça os principais sintomas de candidíase e como tratar a infecção.

 

 

Corrimento branco, coceira e ardência são sintomas comuns da candidíase 

 

Corrimento branco pastoso: o corrimento branco é um dos sintomas mais predominantes da candidíase. Seu aspecto pode ser pode ser leitoso, pastoso ou grosso e, em algumas mulheres, o corrimento pode apresentar uma coloração um pouco amarelado. Uma peculiaridade do corrimento de candidíase é sua semelhante à coalhada de leite. 

 

Coceira vaginal intensa: a coceira é outro sintoma de candidíase muito comum. Também chamada de prurido vaginal, ela acontece tanto na região interna da vagina quanto na vulva. O incômodo desaparece logo no início do tratamento com antifúngicos em pomada e creme vaginal. 

 

 Inchaço e vermelhidão na vulva: como a área vaginal está inflamada por conta da infecção, em alguns casos, a mulher pode notar um inchaço e vermelhidão na vulva. Para tratar o problema, os ginecologistas costumam indicar medicação antialérgica ou anti-inflamatória. 

 

Ardência: dependendo do grau em que a infecção se encontra, a mulher também pode sentir uma sensação de ardência ao urinar e durante a penetração em uma relação sexual. O incômodo é provocado por uma possível inflamação no canal vaginal. 

 

Tratamento para candidíase é feito com medicação antifúngica

 

O tratamento da candidíase deve ser feito somente com acompanhamento médica. Após a confirmação do diagnóstico, o profissional indicará o uso de medicação antifúngica, que pode ser  à base de pomadas e cremes vaginais ou via oral. O tratamento costuma durar cerca de 7 dias (uma semana) e neste tempo é imprescindível que a paciente evite ter relações sexuais e não faça uso de bebidas alcoólicas. 

 

Além da medicação, também é importante rever alguns hábitos que podem estar contribuindo para o surgimento da candidíase. Procure manter uma boa higiene íntima com uso de um sabonete específico para a região e com pH neutro. Outro cuidado é utilizar roupas mais frescas e larguinhas nos dias quentes, assim você evita o abafamento da área. Por fim, não fique com o biquíni ou maiô molhados por muito tempo no corpo.  A prática aumenta a umidade no local e favorece a proliferação de fungos. 

 

Conheça os principais fatores que favorecem o surgimento da candidíase

 

A candidíase é uma infecção que costuma estar relacionada a higiene inadequada e baixa imunidade. No entanto, alguns hábitos também favorecem a proliferação de fungos e bactérias que levam ao desequilíbrio na flora vaginal. São eles: 

 

  • Não usar camisinha em todas as relações sexuais; 

  • Ficar muito tempo com biquínis ou maiôs molhado;

  • Ficar mais de quatro horas com o mesmo absorvente durante o período menstrual; 

  • Consumir muito doces e carboidratos; 

  • Compartilhar peças de uso íntimo;

  • Utilizar lenços umedecidos e papel higiênico com aromatizante, 

  • Não ir ao ginecologista regularmente;

  • Fazer uso de duchas vaginais e chuveirinho durante o banho; 

  • Fazer a higiene íntima internamente com uso de sabonete corporal. 

 

Veja também: Corrimento, coceira e mau odor: veja os principais sintomas de uma infecção vaginal

PRODUTOS
Relacionado

CAREFREE® TodoDia
CAREFREE® TodoDia

semprelivre_bottom1_dance_new

  • VOCÊ SABIA?
    Ih, choveu! Veja ideias do que fazer para se divertir com as amigas mesmo dentro de casa
    Tem dias que a gente combina de sair com as amigas, mas a previsão do tempo não colabora..
  • VOCÊ SABIA?
    6 coisas que você precisa saber antes de viajar com seus amigos
    Fazer uma viagem acompanhada de amigos é uma das melhores coisas da vida! Se divertir, pa..
  • VOCÊ SABIA?
    4 coisas que passam pela sua cabeça antes de chegar ao primeiro encontro
    Por mais que a gente seja confiante, o primeiro encontro com o carinha interessante sempre..
  • VOCÊ SABIA?
    Vai passar o dia na praia? Veja o que levar na bolsa!
    No verão, tudo o que a gente mais quer é relaxar, se divertir e ficar com aquele bronzea..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >