Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Secura vaginal: causa, sintomas e como tratar

Secura vaginal: causa, sintomas e como tratar

A secura vaginal ocorre quando há uma queda na lubrificação natural feminina. Essa condição pode estar relacionada à queda da taxa do hormônio que estimula a produção de líquido lubrificante e ajuda a manter a vagina hidratada. Por isso, o ressecamento vaginal costuma ser mais frequente depois da menopausa ou durante a amamentação, pois é nesta fase que o nível de estrogênio no organismo tende a diminuir.

 

Veja também: Secura vaginal: veja as causas e consequências desse quadro

 

Entretanto, a secura vaginal também pode ter causas físicas ou psicológicas e atingir mulheres em qualquer idade. Saiba mais  sobre as possíveis causas de secura vaginal, sintomas e como tratar o  desconforto na relação sexual. 

 

Sintomas da secura vaginal afetam a vida sexual da mulher

 

O ressecamento pode prejudicar a vida sexual e emocional da mulher, por isso, é importante buscar ajuda de um especialista para encontrar a melhor solução.

 

A falta de lubrificação na vagina pode provocar:

 

-  Sensação de queimação/ardor na vagina;

- Coceira e irritação na região íntima;

- Dor durante a relação sexual;

 

Veja também: Lubrificação feminina: o que fazer para melhorar a falta?

 

Causas da secura vaginal envolvem baixa produção hormonal e questões emocionais

 

1. Baixa produção de estrogênio 

 

Uma das principais causas de secura vaginal é a diminuição da quantidade de estrogênio no organismo. O hormônio é responsável por estimular as glândulas de  Bartholin e de Skene a produzirem um líquido lubrificante, que tem a função de lubrificar as paredes do canal vaginal, deixando-as mais hidratadas. Além disso, a produção de lubrificação aumenta durante o ato sexual como forma de facilitar a penetração, uma vez que ela reduz o atrito do pênis na vagina. 

 

A queda da produção de estrogênio pode acontecer naturalmente durante a menopausa, no pós parto e durante a amamentação. Entretanto, alguns medicamentos como anti-histamínicos, antidepressivos, corticóides e alguns métodos contraceptivos,  principalmente os compostos apenas por progesterona,  também podem reduzir o estrogênio e provocar o ressecamento das mucosas do corpo, incluindo da região íntima. 

 

2. Cistos das glândulas de Bartholin 

 

A secura vaginal também pode ser causada pelo entupimento em uma das glândulas responsáveis por produzir líquido lubrificante. Um dos quadros mais comuns é o cisto de Bartholin, que surge após o acúmulo do líquido dentro da própria glândula. Como efeito, ela não consegue liberar lubrificação, causando o ressecamento. O cisto de Bartholin fica localizado logo na entrada do canal vaginal e pode causar dor ou não ao inflamar. A região também costuma ficar avermelhada e inchada, dependendo do tamanho. 

 

O cisto no duto de Skene é menos frequente. Ele se forma quando há uma obstrução no duto por onde é liberada o líquido lubrificante produzido pela glândula de Skene. O cisto costuma ser assintomático, mas se forem grandes podem provocar dor e bloquear também o  fluxo de urina pela uretra.

 

3. Alergias e hábitos de higiene inadequados 

 

Algumas mulheres acabam desenvolvendo alergia a produtos utilizados na higiene íntima, como sabonetes, absorventes, lubrificantes artificiais, camisinha e até o tecido da calcinha. Isso acontece porque esses materiais podem provocar irritação na mucosa da vagina, causando o ressecamento. 

 

Outro hábito que favorece a secura é o uso de duchas vaginais, chuveirinho e produtos aromatizados, como perfumes e desodorantes íntimos. Essa prática inclusive é prejudicial a saúde íntima, pois além de tirar a sua hidratação natural, também leva ao desequilíbrio da flora vaginal, que podem resultar em problemas como infecções causadas por fungos e bactérias. 

 

Veja também: Guia da higiene íntima: infográfico mostra o que fazer e o que evitar

 

4. Problemas de origem emocional 

 

A secura vaginal também tem uma forte ligação com o estado emocional de uma mulher. Isso porque a produção de lubrificação aumenta conforme a excitação sexual, ou seja, caso uma pessoa não se se sinta estimulada a fazer sexo ela não consegue produzir o lubrificante natural. Além da queda na libido, quadros de ansiedade, depressão, estresse e insatisfação com o relacionamento também interferem na produção de lubrificação vaginal. 

 

Tratamento para secura vaginal: veja o que fazer e como procurar ajuda! 

 

O tratamento da secura vaginal varia de acordo com a causa. Por isso, é necessário sempre consultar um ginecologista para que ele faça uma avaliação e indique o tratamento mais adequado. Confira as soluções mais indicadas de acordo com o fator causador da baixa lubrificação. 

 

- Terapia de reposição hormonal do estrogênio

 

Para tratar os quadros de secura vaginal, é importante identificar a causa. Para os casos de baixos níveis de estrogênio, o tratamento é feito com terapia de reposição  hormonal ou aplicação de cremes com estradiol local. O objetivo é evitar a queda brusca de estrogênio no organismo e aliviar os sintomas de ressecamento. 

 

- Uso de hidratante intravaginal para o ressecamento

 

Também existe a possibilidade do uso de hidratantes vaginais sem hormônio. Eles buscam recuperar a hidratação do canal vaginal e restabelecer a umidade da região. 

 

- Anti-inflamatório para a inflamação provocada por cistos

 

Quando o motivo da secura é a obstrução das glândulas produtoras de líquido lubrificante, o ginecologista pode receitar remédios anti-inflamatórios e analgésicos. Caso haja formação de cistos maiores, pode ser necessário uma drenagem do líquido acumulado nas glândulas.

 

- Acompanhamento psicológico e conversa com o(a) parceiro(a)

 

Por fim, se a secura vaginal é causada por baixa libido ou problemas emocionais, o ideal é que a mulher busque formas de descobrir o que a deixa mais estimulada sexualmente. Uma dica é investir nas preliminares antes do contato íntimo e conversar com o(a) parceiro(a) sobre suas preferências. Outro cuidado importante é buscar acompanhamento psicológico para lidar melhor com a ansiedade e estresse.

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Candidíase vaginal: o que causa, sintomas e como tratar
    Candidíase vaginal: o que causa, sintomas e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Candidíase vaginal: causa, sintomas, tratamento do corrimento e como evitar infecções
    Candidíase vaginal: causa, sintomas, tratamento do corrimento e como evitar infecções
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Hímen imperfurado: o que é, quais são os sintomas e como tratar
    Hímen imperfurado: o que é, quais são os sintomas e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Tratamentos para candidíase vaginal: o que você precisa saber para tratar os sintomas
    Tratamentos para candidíase vaginal: o que você precisa saber para tratar os sintomas
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Vaginismo: o que é, quais são os sintomas e como tratar
    Vaginismo: o que é, quais são os sintomas e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Herpes genital: o que é a doença, os sintomas e como tratar
    Herpes genital: o que é a doença, os sintomas e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Gonorreia: o que é, quais são os sintomas e como tratar a IST
    Gonorreia: o que é, quais são os sintomas e como tratar a IST
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Sintomas de herpes genital: fique atenta aos sinais e saiba como tratar
    Sintomas de herpes genital: fique atenta aos sinais e saiba como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Infecção urinária sangra? Veja quais são as causas, sintomas e como tratar
    Infecção urinária sangra? Veja quais são as causas, sintomas e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Infecção vaginal: o que é, tipos e como tratar as doenças
    Infecção vaginal: o que é, tipos e como tratar as doenças
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Higiene íntima
    Higiene íntima feminina e prevenção de doenças infecciosas: o que você precisa saber
    A higiene íntima feminina é um cuidado indispensável para a saúde da mulher. Além de...
    Higiene íntima feminina e prevenção de doenças infecciosas: o que você precisa saber
  • Saúde da mulher
    INFOGRÁFICO: Sintomas da tpm x sintomas da gravidez
    Os dias que antecedem a chegada da menstruação podem causar um pouco de ansiedade para...
    INFOGRÁFICO: Sintomas da tpm x sintomas da gravidez
  • Menstruação
    Tipos de cólica menstrual: sintomas, como identificar e o que fazer para aliviar
    A cólica menstrual é um dos sintomas da menstruação mais comuns. Sua intensidade varia...
    Tipos de cólica menstrual: sintomas, como identificar e o que fazer para aliviar
  • SE CUIDA!
    10 sintomas de infecção urinária para ficar atenta e procurar um médico
    A infecção urinária geralmente é causada pela entrada de bactérias que se proliferam no...
    10 sintomas de infecção urinária para ficar atenta e procurar um médico
  • VER TODAS >