Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Sangramento fora do período menstrual: ginecologista comenta possíveis causas e o tratamento

Sangramento fora do período menstrual: ginecologista comenta possíveis causas e o tratamento

O sangramento fora da menstruação pode ser considerado normal em algumas situações: durante a ovulação, quando é causado pelo uso da pílula anticoncepcional ou quando é um sangramento de nidação, provocado pela fixação do embrião fertilizado no endométrio (tecido que reveste as paredes internas do útero). Esses três eventos não representam sintomas preocupantes ou ameaça à saúde da mulher. No entanto, o sangramento fora do período menstrual também pode alertar para algo mais grave, como pólipos, lesões no colo do útero e miomas. Nestes casos, é preciso iniciar o tratamento adequado para evitar possíveis complicações.

 

Conversamos a ginecologista Paula Bortolai Martins Araujo sobre o sangramento de escape entre menstruações. De acordo com a profissional, existem 6 causas comuns para o episódio. Confira!

 

1) Escape entre menstruações pode ser o sangramento da ovulação, que costuma durar poucos dias e não apresenta riscos à saúde

 

É possível ter um leve sangramento vaginal durante a ovulação, período em que o ovário prepara e libera o óvulo maduro no sistema reprodutivo feminino. Em mulheres com o ciclo menstrual regular, a fase ovulatória acontece por volta de 14 dias depois do primeiro dia da sua menstruação. Neste caso, o escape representa o rompimento do folículo e a liberação do óvulo para as tubas uterinas. Geralmente, o sangramento de ovulação ocorre em pequena quantidade e tem duração de até 3 dias. Esse quadro faz parte do ciclo menstrual e não representa problemas.

 

Veja também: Sangramento na ovulação: é normal? Entenda porque isso acontece

 

2) Uso da pílula anticoncepcional aumenta a incidência do sangramento fora da menstruação

 

Mulheres adeptas de métodos contraceptivos hormonais também podem ter sangramentos fora do período menstrual. Isso acontece principalmente quando a pílula possui baixa dose de estrogênio ou contém somente progesterona. “Nestes casos o endométrio (camada uterina que descama no ciclo menstrual) fica muito fino sem a exposição adequada ao estrogênio e os vasos sanguíneos que o irrigam ficam expostos, levando ao sangramento fora do período menstrual”, explica a ginecologista. O uso incorreto de qualquer anticoncepcional também pode provocar sangramentos de escape por variações hormonais bruscas.

 

Veja também: Sangramento de escape por causa do anticoncepcional: como parar?

 

3) O escape menstrual pode ser, na verdade, o sangramento de nidação no início da gravidez

 

Um dos primeiros sinais de gravidez é o sangramento de nidação, que pode acontecer quando o embrião fertilizado é fixado no endométrio (tecido que reveste as paredes internas do útero). Vale ressaltar que esse sangramento não é obrigatório, ou seja, é possível engravidar e não apresentar o episódio. De qualquer forma, segundo a ginecologista, é válido fazer um teste de gravidez para descartar ou confirmar a suspeita, especialmente no caso de mulheres que não utilizam nenhum tipo de método contraceptivo.

 

4) Desequilíbrio hormonal também está entre as causas do sangramento fora do período menstrual

 

Quando há um desequilíbrio hormonal no organismo da mulher, o sangramento fora da menstruação pode acontecer. É comum ocorrer com mulheres que possuem a Síndrome dos Ovários Policísticos, por exemplo. O distúrbio provoca aumento dos ovários, surgimento de pequenos cistos na região, ausência de ovulação e irregularidade menstrual. Outra possibilidade para esse sangramento são as disfunções ovulatórias, como ausência de ovulação e amenorreia (ausência de menstruação). O desequilíbrio hormonal também pode estar acontecendo por problemas com a tireóide, glândula responsável pela produção hormonal. Esses tipos de sangramentos entre as menstruações devem ser investigados com ajuda de um(a) ginecologista.

 

5) Problemas de coagulação sanguínea, hepáticos e renais podem levar ao sangramento fora da menstruação

 

De acordo com a doutora Paula, em alguns casos, os escapes também podem acontecer em mulheres que possuem problemas com coagulação: “Problemas de coagulação sanguínea, problemas hepáticos e renais podem interferir na metabolização hormonal e nos fatores de coagulação podendo provocar sangramentos”, diz a especialista. Nestas circunstâncias, é possível que esteja acontecendo um mau funcionamento da coagulação de sangue, do fígado ou dos rins. Por isso, é importante consultar profissionais com essas especialidades.

 

6) Pólipos, lesões no colo do útero e tumores têm o sangramento de escape como sintoma

 

Segundo a ginecologista, o sangramento fora do período menstrual também pode ser causado por pólipos uterinos, miomas e lesões no colo do útero. Pólipo e mioma uterino são tumores benignos na região do interna do útero. Já as lesões no colo de útero sinalizam feridas que, se não tratadas, podem evoluir para complicações maiores. De acordo com os ginecologistas, é difícil apontar um diagnóstico para cada caso sem analisar exames de imagem. Porém, além do sangramento entre cada menstruação, o período menstrual irregular, sangramento vaginal após relações sexuais e dificuldade para engravidar são alguns dos sintomas que sinalizam esse tipo de problema.

 

Tratamento para o sangramento fora da menstruação varia de acordo com a origem do problema

 

Os tratamentos para o sangramento fora do período menstrual devem ser específicos para a origem do problema, por isso, a avaliação de um ginecologista é necessária. Para as causas anatômicas, o tratamento pode envolver a operação do fator causador, já para os problemas sanguíneos, pode-se utilizar antifibrinolíticos ou anti-inflamatórios. “Se for uma disfunção ovulatória, podemos utilizar indutores da ovulação nas pacientes que desejam engravidar ou anticoncepcionais nas que não desejam. E, por fim, se a causa for alguma medicação em uso, deve-se pensar em suspender e alterar a dose ou tipo de hormônio que está sendo usado”, conclui a médica.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Paula Bortolai Martins Araujo, Ginecologista-obstetra do IPGO – Instituto Paulista de Ginecologia e Obstetrícia
CRM: 127.101

 

Matéria atualizada em: 07 de maio de 2020

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    Assadura na virilha? Veja como prevenir e tratar o incômodo
    A assadura na virilha feminina pode coçar, arder, causar feridas na pele da região e...
    Assadura na virilha? Veja como prevenir e tratar o incômodo
  • SE CUIDA!
    A pílula do dia seguinte funciona no período fértil?
    A pílula do dia seguinte é um método de emergência que só deve ser utilizado em casos...
    A pílula do dia seguinte funciona no período fértil?
  • Menstruação
    Período fertil: sintomas emocionais podem estar associados à ovulação
    Você sabia que, assim como a TPM (Tensão Pré-Menstrual), o período fértil também provoca...
    Período fertil: sintomas emocionais podem estar associados à ovulação
  • SE CUIDA!
    O que pode causar escape menstrual?
    É normal ter escape menstrual em circunstâncias específicas, como quando a mulher é...
    O que pode causar escape menstrual?
  • VER TODAS >