Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Sangramento de escape por causa do anticoncepcional: como parar?

Sangramento de escape por causa do anticoncepcional: como parar?

O sangramento de escape (também chamado de escape menstrual ou spotting) é caracterizado por uma perda de sangue pela vagina fora do período menstrual. O aparecimento do escape geralmente é provocado pelo uso de anticoncepcionais hormonais e pode durar aproximadamente 3 dias.

 

Constantemente confundido com a menstruação, o episódio pode ser diferenciado por algumas características específicas: o sangramento de escape costuma acontecer em pequena quantidade e dura poucos dias.  Se a mulher utiliza um método contraceptivo hormonal há muito tempo, especificamente a pílula anticoncepcional, e tem o costume de emendar as cartelas, é bem provável que já esteja habituada a ocorrência dos escapes. Para entender melhor a relação do sangramento com o uso do anticoncepcional, conversamos com a ginecologista Fernanda Mauro.  

 

De acordo com a médica, o sangramento fora da menstruação provocado pelo contraceptivo hormonal é esperado, principalmente, em mulheres que usam o anticoncepcional por muito tempo ou que, no caso da pílula, emendam as cartelas. O escape menstrual também é comum nos primeiros meses de uso do anticoncepcional hormonal, quando o corpo ainda não se adaptou às novas dosagens de hormônios. 

 

Veja também: É normal acontecer um sangramento por conta do anticoncepcional?

 

Como acabar com sangramentos de escape: ginecologista explica alternativas

 

Interromper o escape menstrual é um desejo compartilhado por muitas mulheres. Afinal, o episódio pode ser bastante incômodo no dia-a-dia. Para contornar o problema mais facilmente, é preciso entender a ação do anticoncepcional no organismo. Métodos contraceptivos hormonais inibem a ovulação e alteram o estado do muco cervical, dificultando a mobilidade do espermatozóide no sistema reprodutor feminino. Nestas circunstâncias, o endométrio se torna fino demais para conseguir cobrir alguns vasos sanguíneos responsáveis pela irrigação da região endometrial. Segundo a Dra. Fernanda, “essa atrofia pode causar uma instabilidade, expondo pequenos vasos que acabam sangrando”. Esse sangramento é exteriorizado como escape.

 

Outra possível justificativa para o surgimento do sangramento fora da menstruação é a má administração da pílula anticoncepcional. Qualquer esquecimento ou uso incorreto do medicamento é capaz de ocasionar escapes ao longo do mês. De acordo com a profissional, o escape costuma ser autolimitado. “Apenas persistir com o uso regular [do anticoncepcional]” já é uma alternativa para extinguir o sangramento. “Outra opção seria fazer o intervalo [entre as cartelas do anticoncepcional] e, como último caso, modificar a medicação”, sugere. Lembrando que o início e a substituição de qualquer medicamento deve ser feito sob a prescrição de um(a) profissional capacitado(a). 

 

Sangramento de escape dura quantos dias? Veja quais são as características do spotting

 

É muito importante observar as características do escape menstrual para determinar se há ou não a necessidade de procurar um(a) ginecologista. Normalmente, o sangramento fora da menstruação desce em pequenas quantidades e dura de 2 a 3 dias. O sangramento tende a apresentar uma coloração amarronzada, parecida com uma borra de café, e não oferece grandes riscos à saúde. O uso de protetores diários, por exemplo, pode ser o suficiente para lidar com os episódios. 

 

Porém, se o sangramento se tornar intenso ou persistir por mais de dois ciclos menstruais, é sinal de que está na hora de buscar uma orientação médica. O profissional fará uma investigação e poderá descartar ou confirmar possíveis complicações causadoras para o problema, como a endometriose ou a Síndrome dos Ovários Policísticos. Caso não haja nenhuma doença associada aos escapes, talvez seja necessário trocar o anticoncepcional ou a dosagem hormonal. 

 

Veja também: Menstruação e escapes: qual é a diferença entre esses sangramentos?

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Fernanda Mauro - Ginecologista e Obstetra da Perinatal

CRM: 52-995185

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Saúde da mulher
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
    A Síndrome do Ovário Policístico é uma disfunção hormonal que leva ao crescimento de...
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
  • SE CUIDA!
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
    A depilação íntima faz parte da vida de muitas mulheres. Para isso, é possível encontrar...
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
  • SE CUIDA!
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
    Muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual a diferença entre corrimento e secreção vaginal...
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
  • SE CUIDA!
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
    A tabelinha é um método contraceptivo natural baseado na análise do ciclo menstrual....
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
  • VER TODAS >