Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Saiba como evitar pelo encravado na região íntima depois da depilação

Saiba como evitar pelo encravado na região íntima depois da depilação

Os pelos pubianos femininos estão localizados na virilha e na vulva (região externa da vagina). Essa barreira de proteção natural do organismo da mulher suaviza o atrito da região íntima quando há contato com outras superfícies, como o tecido das roupas, o absorvente, a parte interna da coxa e até mesmo o(a) parceiro(a) durante as relações sexuais. A sensibilidade característica da área e alguns hábitos incorretos podem acabar favorecendo o aparecimento de pelos encravados na vagina, principalmente após a depilação.

 

Pensando nisso, que tal entender melhor por que o pelo encravado acontece e descobrir o que fazer para evitar? Confira a seguir:

 

Entender o que leva o pelo a encravar é bastante importante para evitar o episódio. Formados por queratina e células mortas, os pelos são constituídos por duas partes: a raiz implantada na derme (uma das camadas da pele) e a haste, fragmento que se projeta superficialmente e pode ser visto a olho nu. O encravamento acontece quando o pelo não encontra a saída do folículo piloso, local em que costuma “nascer”. Neste momento, a haste se curva e pode seguir dois caminhos: retornar para o folículo ou continuar crescendo por baixo da pele. A primeira reação do organismo é se livrar desse corpo estranho, gerando uma resposta inflamatória conhecida como foliculite, que também pode ser provocada pela proliferação de fungos e bactérias. 

 

Donas de pelos mais grossos e encaracolados estão mais suscetíveis a sofrer com o problema. Principalmente, mulheres que apresentam cicatrizes ou poros estreitos. A depilação e o uso de roupas muito justas também estão entre os fatores que podem favorecer o surgimento deste mal indesejado.

 

Veja também: Pelos encravados na região íntima: como lidar com esse problema?

 

Pelo encravado após a depilação: por que isso acontece?

 

A depilação, tão frequente na vida de muitas mulheres, pode contribuir para o aparecimento de pelos encravados. Existem diversos métodos de retirada os pelos pubianos (a laser, com cera quente e fria, com lâminas e até com linha) e a técnica mais adequada vai variar de mulher para mulher. Entretanto, não há dúvidas de que algumas medidas podem (e devem) ser tomadas para tornar o procedimento o mais seguro, higiênico e saudável possível. Alguns dias antes da depilação, faça uma massagem esfoliante na região íntima. Isso fará com que a pele da área fique bem lisinha, diminuindo a chance de obstrução dos poros e do aparecimento de pelos encravados. A hidratação com cremes ou óleos também deve ser feita dias antes da retirada dos pelos. O ato reduz o ressecamento da área, que costuma tornar o local mais propício a irritações. Ah, não se esqueça de repetir a hidratação logo após a depilação.

 

Adeptas à lâmina de depilar devem ter alguns cuidados extras ao raspar a região íntima. O indicado é dar preferência a lâminas descartáveis ou, pelo menos, evitar a repetição excessiva do mesmo objeto ao depilar. Higienize bem a virilha e a vulva antes e depois de usar a lâmina e lembre-se de sempre seguir o sentido do pelo, para não atrapalhar o crescimento do mesmo e sua passagem pelo poro. Além disso, se prepare para a depilação com um banho quentinho. A água morna auxilia a abertura dos poros e reduz a presença de possíveis bactérias no local. 

 

Veja também: Cuidados antes da depilação: saiba como preparar sua pele e evitar pelos encravados e queimaduras

 

Pelo encravado na região íntima: o que fazer?

 

O aparecimento de um pelo encravado na vagina ou na virilha não oferece grandes riscos à saúde da mulher. Entretanto, em casos mais graves, a foliculite pode evoluir e ocasionar a formação de cistos e abscessos dolorosos na região. Por isso, vale a pena tratar o problema logo no início. Alguns medicamentos podem ser úteis no tratamento do pelo encravado. Entre eles, cremes e antibióticos via oral estão entre os mais utilizados.

 

O uso de sabonetes específicos também pode aliviar o desconforto provocado pelo processo inflamatório do pelo encravado. Por último, mas não menos importante: jamais esprema o pelo encravado! Isso só vai piorar a situação. Em casos mais graves, procure um(a) médico(a) capacitado para realizar a remoção do pelo de forma segura. 

 

Veja também: Como acabar com pelos encravados na região íntima? Veja dicas e como evitar

 

Como evitar pelo encravado: 6 dicas para colocar em prática

 

Agora que você já entendeu o papel dos pelos pubianos na região íntima feminina e porque o encravamento acontece, está na hora de investir em alternativas que ajudem a prevenir. Veja a seguir algumas medidas para evitar o pelo encravado na vulva: 

 

  • Fuja de roupas apertadas, como calça jeans muito justas;

  • Dê preferência a calcinhas de algodão;

  • Mantenha a região íntima sempre higienizada e livre de bactérias;

  • Não repita a mesma lâmina muitas vezes (se possível, prefira as descartáveis);

  • Esfolie a pele uma ou duas vezes por semana (nunca no mesmo dia da depilação);

  • Hidrate a região antes e depois de depilar;

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >