Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Quem toma anticoncepcional tem período fértil?

Quem toma anticoncepcional tem período fértil?

A pílula anticoncepcional tem a função de bloquear a ovulação. Por isso, o ciclo menstrual de quem toma a pílula anticoncepcional funciona de um jeito diferente com ausência do período fértil. Mas o que acontece quando a mulher engravida mesmo fazendo uso da pílula? Existe algum risco do método não funcionar em algumas pessoas? Para essas e outra questões, nós conversamos com a ginecologista Dra. Mariana Conforto que nos explicou como o contraceptivo age no corpo da mulher e como ele influencia na nossa fertilidade ao longo do tratamento. Confira

 

Quem toma anticoncepcional não tem período fértil 

 

A Dra. Mariana explica que paciente que faz uso do anticoncepcional oral não apresenta período fértil, pois a função dos anticoncepcionais é justamente inibir a ovulação. “Teoricamente, se a paciente fizer o uso corretamente, haverá um bloqueio da função ovariana e a ovulação não ocorrerá”. Uma vez que o óvulo não é liberado, não há risco de gravidez. 

 

As pílulas anticoncepcionais vêm com uma dosagem hormonal sintética que pode variar de acordo com o tipo. A sua ação busca manter as taxas de progesterona e estrogênio constantes e inibir a produção de FSH e LH, hormônios responsáveis pela ovulação. Com isso, os óvulos não conseguem se desenvolver o suficiente para sair dos ovários. 

 

Métodos contraceptivos não hormonais não bloqueiam a ovulação

 

Sobre os métodos contraceptivos não hormonais, a Dra Mariana esclarece que eles não têm o poder de bloquear a ovulação. Sua função está mais voltada para dificultar o contato entre o espermatozóide e o óvulo. “Os métodos não hormonais não interferem no ciclo menstrual, portanto, a paciente irá ovular e ter um período fértil”. No entanto, engana-se quem pensa que a sua eficácia é inferior às pílulas ou qualquer outro método hormonal. “se o método escolhido for o DIU não hormonal, e se ele estiver no local correto, o índice de falha é menor do que a pílula, mesmo a paciente mantendo o ciclo fértil habitual”. 

 

Esquecimento e uso inadequado são os principais motivos de falha da pílula anticoncepcional

 

Você já deve ter escutado casos de mulheres que engravidaram fazendo uso da pílula anticoncepcional. Apesar de ser um  método muito eficaz, ele não é isento de falhas, principalmente se a paciente não fizer o uso inadequado. A médica cita o esquecimento como o principal motivo de gravidez indesejada, seguida pelos casos em que o comprimido não é totalmente absorvido pelo organismo, como  vômito ou diarréia até 2 horas após a ingestão. “Fora isso, a interação com outros remédios é bem rara e você deve consultar o ginecologista para definir se a medicação pode interferir com a eficácia da pílula”. 

 

Para que o anticoncepcional tenha um efeito satisfatório, é importante tomar todos os dias de acordo com a cartela, sempre na mesma hora. Além de criar uma rotina, estabelecer um horário fixo cria uma estabilidade dos níveis hormonais no organismo. Esquecer de tomar ou ter atrasos superiores a 12 horas podem acabar comprometendo a eficácia do remédio.

 

Pílula anticoncepcional não causa infertilidade 

 

A pílula anticoncepcional pode ser interrompida a qualquer momento de acordo com a vontade do paciente. Como consequência, o ciclo menstrual volta a funcionar de forma mais natural, com ovulação e, consequentemente, período fértil. “Teoricamente ao suspender o método o ciclo poderá ocorrer naturalmente e a paciente poderá engravidar no mês seguinte”, afirma a médica, que aproveitou para esclarecer o mito de que a pílula quando tomada por muito tempo pode causar infertilidade: “ Não existe relação com atraso da fertilidade e as pílulas orais”. 

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Dra. Mariana Conforto - Ginecologista e obstetra da Perinatal
CRM: 5296454-9

 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Saúde da mulher
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
    A Síndrome do Ovário Policístico é uma disfunção hormonal que leva ao crescimento de...
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
  • SE CUIDA!
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
    A depilação íntima faz parte da vida de muitas mulheres. Para isso, é possível encontrar...
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
  • SE CUIDA!
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
    Muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual a diferença entre corrimento e secreção vaginal...
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
  • SE CUIDA!
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
    A tabelinha é um método contraceptivo natural baseado na análise do ciclo menstrual....
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
  • VER TODAS >