Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal

Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal

Muitas mulheres ficam em dúvida sobre quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desde a menstruação. Após a pausa da pílula, o normal é que o período menstrual comece logo em seguida. No entanto, em alguns casos, o sangramento custa um pouco para chegar, sem que isso signifique que a menstruação está atrasada. Por isso, o ideal é aguardar, pelo menos, sete dias para considerar um atraso menstrual suspeito. Além disso, a demora para menstruar depois da pausa do anticoncepcional varia de acordo com a dosagem hormonal do contraceptivo. O uso da pílula reduz o crescimento do endométrio durante o ciclo. Como efeito, o tecido pode não crescer o suficiente para se desprender e dar origem ao fluxo menstrual.

 

Para saber essa e outras dúvidas sobre a pausa da pílula, o Só Delas montou um infográfico com tudo o que você precisa saber sobre a relação do anticoncepcional hormonal com a menstruação.  

 

 

 

Quanto tempo a menstruação demora para descer depois da pausa do anticoncepcional? 

 

 

A mulher que faz a pausa do anticoncepcional costuma ficar menstruada entre o 3° e 4° dia após terminar uma cartela. Esse intervalo de privação hormonal estimula a descamação do endométrio, camada interna do útero que sai como sangramento vaginal. Esse fluxo menstrual, normalmente, desce em menor quantidade e com uma cor mais escura. Isso acontece porque a ação do contraceptivo ao inibir a ovulação, faz com que endométrio fique menos espesso. Por isso, quem usa pílula anticoncepcional costuma ter uma menstruação mais discreta  parecida com um corrimento marrom ou borra de café. 

 

Como a ação do anticoncepcional reduz o fluxo menstrual, em alguns ciclos, pode acontecer da menstruação não descer. Esse quadro é comum em quem usa a minipílula,  que possui apenas o hormônio progesterona na sua composição. Como esse anticoncepcional é de baixa dosagem, o período menstrual demora mais tempo para acontecer ou pode ficar até um mês inteiro ausente. Por isso, a ideia de que a pausa é uma forma de provar que a pílula fez efeito não é verdade. A mulher pode ficar sem menstruar após acabar o anticoncepcional e, mesmo assim, não estar grávida. 

 

 

Como funciona a pausa do anticoncepcional hormonal? 

 

 A pausa do anticoncepcional deve ser feita conforme indicação de cada pílula. A pílula combinada, formulada com progesterona e estrogênio, têm uma dose hormonal mais forte. Por isso, é indicado que a mulher dê um intervalo entre o fim e o início de uma cartela. 

 

A pausa das pílulas combinadas costuma ser de 7 a 4 dias, dependendo da quantidade de comprimidos na cartela. Nas cartelas 21 comprimidos, a interrupção é de 7 dias, enquanto no anticoncepcional de 24 a pausa é de apenas 4. Entretanto, não há problema em fazer uma pausa menor que a indicada pela bula e começar a próxima cartela antes do esperado. O que não pode acontecer é começar a tomar o anticoncepcional depois da pausa recomendada pelo fabricante, pois o atraso da pílula aumenta os riscos de falha do contraceptivo. 

 

A minipílula possui 28 comprimidos e, muitas vezes, não há pausa entre uma cartela e outra. Sendo assim, seu uso costuma ser contínuo, logo o período menstrual não acontece. 

 

 

Ausência de menstruação na pausa da pílula: o que pode ser? 

 

Se a menstruação não desceu na pausa da pílula e a mulher pensar que está grávida, ela pode fazer um teste ou exame de sangue para confirmar ou descartar a suspeita. Os riscos de falha do anticoncepcional são pequenos, mas existem, principalmente quando o método não é administrado da forma correta. Sendo assim, se você esquece de ingerir o comprimido diariamente ou o faz em horários alternados frequentemente, é possível que a ausência de menstruação na pausa da pílula seja um indício de gestação. 

 

De qualquer forma, é bom reforçar que, a demora da menstruação após a pausa do anticoncepcional, pode não ser nada de mais. Quanto mais tempo a mulher usa a pílula, mais comum o fluxo reduzir entre as pausas. Geralmente, a ausência de sangramento significa que o revestimento do útero não cresceu o necessário para se desprender e dar origem a menstruação. Dessa forma, se a mulher tomou os comprimidos da forma correta, a recomendação é iniciar a próxima cartela normalmente, mesmo que a menstruação não tenha chegado. 

 

Por fim, se a ausência de menstruação na troca de cartelas for constante, vale a pena investigar o quadro. Muitas vezes, a falta de sangramento é um indicativo de amenorreia provocada pela atrofia do endométrio. Outras possíveis explicações para a menstruação atrasar após a pausa da pílula são: Síndrome do Ovário Policístico (SOP), alterações hormonais, pólipos endometriais, problemas no útero. Não deixe de procurar um ginecologista. 

 

 

É possível engravidar na pausa do anticoncepcional? 

 

Uma das dúvidas mais comuns entre as mulheres é se a pílula anticoncepcional protege na pausa.  As chances de engravidar na interrupção da pílula são muito pequenas e só existem se, ao longo da cartela, a mulher não fizer o uso dos comprimidos corretamente. O método tem como função bloquear a ovulação durante o ciclo. Como a pausa do anticoncepcional é o momento em que a mulher menstrua, não há possibilidade dela ficar grávida, já que não há liberação do óvulo. 

 

Além disso, durante a pausa no intervalo das cartelas, os hormônios continuam agindo no organismo, mesmo sem a ingestão dos comprimidos. A mulher só volta a ficar fértil se  parar de tomar a pílula após os dias de pausa. A ação dos efeitos começa a enfraquecer e não consegue mais bloquear o amadurecimento e liberação do óvulo. O mesmo acontece quando esquecemos de tomar o comprimido diariamente. Ambas situações reduzem a eficácia do anticoncepcional no corpo e, caso uma gravidez não esteja nos planos, deve-se usar outros métodos anticoncepcionais. 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Saúde da mulher
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
    A Síndrome do Ovário Policístico é uma disfunção hormonal que leva ao crescimento de...
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
  • SE CUIDA!
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
    A depilação íntima faz parte da vida de muitas mulheres. Para isso, é possível encontrar...
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
  • SE CUIDA!
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
    Muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual a diferença entre corrimento e secreção vaginal...
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
  • SE CUIDA!
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
    A tabelinha é um método contraceptivo natural baseado na análise do ciclo menstrual....
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
  • VER TODAS >