Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Quantas vezes ao ano pode tomar a pílula do dia seguinte

Quantas vezes ao ano pode tomar a pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte é um contraceptivo de emergência que não deve ser ingerido com frequência. Essa cautela com o uso da PDS é devido à sua alta dose hormonal. Só para se ter uma ideia, estima-se que um comprimido contenha o equivalente a metade da carga hormonal de uma cartela de anticoncepcional comum. Por esse motivo, a pílula costuma causar uma série de efeitos colaterais, dos quais os mais recorrentes são desregulação do ciclo, sangramento, náuseas, dor de cabeça e vômitos.

 

O Só Delas bateu um papo com a ginecologista Fernanda Mauro para saber quantas vezes ao ano pode tomar a pílula do dia seguinte e quais as precauções necessárias ao optar pelo uso do medicamento. 

 

 

Uso frequente da pílula do dia seguinte desregula o ciclo menstrual e reduz a sua eficácia 

 

A pílula do dia seguinte é um contraceptivo de emergência que deve ser ingerido em até 72 horas após uma relação sexual desprotegida. De acordo com a Dra. Fernanda, o uso rotineiro da pílula não é indicado pelos ginecologistas devido aos efeitos colaterais no corpo. “Não existe uma regra de quantidade de vezes permitida para o uso de pílula do dia seguinte. A princípio ela está liberada para utilização uma vez a cada ciclo, mas caso isso esteja acontecendo com frequência, é preferível iniciar um anticoncepcional regular”. 

 

Segundo a médica, a pílula deve ser usada somente em situações de extrema necessidade, ou seja, quando há relação sexual desprotegida próxima ao período fértil ou falha do método contraceptivo, como ruptura do preservativo. O uso do medicamento jamais deve ser feito como uma forma de contracepção regular. “Com o uso regular ou frequente, os efeitos colaterais gerados pela mesma também aparecem mais vezes. Dessa forma, náuseas, vômitos, inchaço, sangramento irregular, sensibilidade nos seios entre outros são comuns”, afirma. 

 

Outra consequência do uso frequente da pílula do dia seguinte é a redução do efeito no organismo. Ingeri-la muitas vezes ao ano provoca alterações no ciclo menstrual e deixa a menstruação desregulada. “A pílula do dia seguinte funciona de diversas formas para evitar a gestação. Uma delas é impedir e adiar a ovulação. Quando usada repetidas vezes o ciclo menstrual fica extremamente desregulada, ocorrendo maiores chances de falha do método”, explica a médica. 

 

 

A pílula do dia seguinte protege durante o mês todo?

 

Uma dúvida comum é sobre quanto tempo dura o efeito da pílula do dia seguinte. O medicamento tem eficácia apenas em relações feitas desprotegidas até 72 horas antes e não garante um efeito contraceptivo pelo mês inteiro. Por isso, caso a próxima relação sexual seja desprotegida, os riscos de gravidez são os mesmos. A proteção prolongada só é possível com uso de métodos contraceptivos contínuos, como a pílula anticoncepcional. Aliás, quem já faz uso de anticoncepcional hormonal não precisa tomar a pílula do dia seguinte. A combinação causa um excesso de hormônios no organismo e pode provocar efeitos colaterais intensos. 

 

Para quem quer saber se pode tomar pílula do dia seguinte menstruada, a resposta é que não faz diferença. As chances de engravidar durante a menstruação são muito baixas, pois o endométrio em descamação se torna um ambiente hostil para o embrião. Por outro lado, não existe óvulo disponível para a fecundação, portanto, não há fertilidade no período menstrual. De todo modo, a camisinha continua sendo indispensável nas relações sexuais durante a menstruação. O preservativo não apenas protege contra uma gravidez indesejada, mas também reduz os riscos de contrair doenças sexualmente transmissíveis. 


 

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Dra. Fernanda Mauro - Ginecologista e Obstetra da Perinatal

CRM: 52-995185

 

 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >