Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Quando ir ao ginecologista pela primeira vez?

Quando ir ao ginecologista pela primeira vez?

Mulheres sexualmente ativas devem ir ao ginecologista pelo menos uma vez ao ano para fazer o preventivo e analisar se os órgãos do aparelho reprodutor feminino estão saudáveis. Porém, a pergunta mais comum quanto a isso é quando ir pela primeira vez. A consulta deve ser marcada antes ou depois da menarca (primeira menstruação)? Antes de iniciar a vida sexual ou em seguida? É comum ter essa dúvida na adolescência por não entender muito bem o que o especialista pode fazer pela saúde íntima feminina. Mas calma, não há nenhum mistério! Nessa matéria, o Só Delas explica tudo o que você precisa saber sobre o primeiro encontro com o profissional.

 

Ir ao ginecologista depois da primeira menstruação pode esclarecer dúvidas

 

Ir ao ginecologista depois da menarca é a indicação ideal, segundo os profissionais. Com a chegada da menstruação, o organismo da mulher passa a ser cíclico, apresentando diferentes fases hormonais que indicam o funcionamento do ciclo menstrual, que começa no primeiro dia de fluxo vermelho vivo e, quando o período menstrual acaba, a menina tem o período folicular até entrar na ovulação e depois na fase lútea, quando o útero se prepara novamente para dar origem à menstruação (reiniciando o ciclo reprodutor). Dessa forma, a visita ao especialista se torna importante para que a adolescente tenha conhecimento dos sintomas que podem acontecer em seu corpo nestas etapas, além de receber orientações sobre higiene menstrual e prevenção de infecções vaginais.

 

Antes de ter a primeira relação sexual, a consulta ao ginecologista também é indicada

 

Não há nada de errado em iniciar a vida sexual, mas é preciso ficar atenta à alguns fatores. Uma transa desprotegida, sem o uso de camisinha ou de algum método contraceptivo, pode resultar em uma gravidez indesejada. Além disso, o preservativo também é indispensável para se proteger de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), como sífilis e clamídia. Por isso, a consulta médica, nesse momento, é voltada para esclarecer possíveis dúvidas que a menina tenha sobre esses métodos, como a pílula anticoncepcional ou DIU, e também para que conheça mais sobre as DSTs e como colocar a camisinha masculina ou feminina.

 

Meninas sexualmente ativas devem ir ao ginecologista com mais frequência

 

É depois de iniciar a vida sexual que a consulta ao ginecologista é mais necessária. A partir desse momento, o profissional irá realizar exames ginecológicos mais específicos, como o papanicolau (preventivo) e a ultrassonografia transvaginal. Eles são capazes de identificar complicações que ainda estão se desenvolvendo. O preventivo consegue identificar DSTs, câncer de colo de útero e infecções e inflamações vaginais. Já o transvaginal tem por função auxiliar o especialista a visualizar as cavidades internas do órgão pélvico da mulher. O exame ainda consegue avaliar a espessura do endométrio, identificar a presença de tumores e de qualquer outra anomalia.

 

Na primeira consulta, o médico vai fazer algumas perguntas para conhecer a paciente

 

Ir ao ginecologista pode causar receio em algumas meninas, seja pela timidez de responder perguntas pessoais ou medo de ser examinada. Esses são pequenos tabus que devemos deixar de lado, pois não há o que se envergonhar na hora de tirar dúvidas ou dizer sua informações da sua vida, afinal, ele é um especialista no que faz e conhecer a paciente melhor faz parte do trabalho que vocês vão realizar juntos.

 

Em um primeiro momento, o profissional vai fazer perguntas comuns como “quando foi sua última menstruação? Com quantos anos menstruou? Já iniciou a vida sexual? Faz uso de algum método contraceptivo?” A partir das suas respostas ele pode adicionar outras perguntas importantes. Depois disso, o especialista vai examinar a vagina e a superfície do ânus para procurar qualquer sinal de infecções ou doenças. Se você não for mais virgem, há também a coleta da sua secreção vaginal para fazer o exame papanicolau. E, por fim, ele pode solicitar exames como o de sangue, urina e a ultrassonografia transvaginal.

 

Ir ao ginecologista também é importante para prevenir de doenças

 

Ir ao ginecologista deve ser um compromisso marcado, pelo menos, uma vez ao ano na agenda de todas as mulheres. A visita é muito importante para manter a saúde íntima em dia e esclarecer quaisquer dúvidas sobre seu ciclo menstrual, corrimentos, higiene, sexo, entre outros temas. Estar com os exames em dia também ajuda na prevenção do câncer de colo do útero e no tratamento precoce de diversas doenças ginecológicas.

 

O exame preventivo é o maior aliado da saúde feminina. Ele é capaz de identificar infecções e inflamação vaginais, DSTs e células do câncer de colo de útero em estágio inicial, o que ajuda na eficácia do tratamento. Para evitar esses quadros, portanto, não se esqueça de ir ao médico.

semprelivre_bottom1_dance_new

  • PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    A primeira ida ao ginecologista gera um certo receio em muitas garotas, mas não há motiv..
  • PRIMEIRA VEZ
    1º dia de aula na faculdade: a blogueira Natalia Salvador contou como encarou o medo e deu dicas de como lidar com essa mudança
    Uma das maiores mudanças do início da nossa vida adulta é a entrada para a universidade..
  • PRIMEIRA VEZ
    5 coisas que ninguém te contou sobre sua primeira menstruação
    A primeira menstruação acontece de forma inesperada, já que, na maioria das vezes a gen..
  • PRIMEIRA VEZ
    Intercâmbio: blogueira Paola Piola conta sobre a 1ª vez que lidou com a independência em outro país
    Fazer intercâmbio é o sonho de muitas adolescentes, principalmente depois dos 18 anos, q..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Saúde da mulher
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
    A Síndrome do Ovário Policístico é uma disfunção hormonal que leva ao crescimento de...
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
  • SE CUIDA!
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
    A depilação íntima faz parte da vida de muitas mulheres. Para isso, é possível encontrar...
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
  • SE CUIDA!
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
    Muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual a diferença entre corrimento e secreção vaginal...
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
  • SE CUIDA!
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
    A tabelinha é um método contraceptivo natural baseado na análise do ciclo menstrual....
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
  • VER TODAS >