Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Prolactina alta: o que significa? Conheça causas, sintomas e possibilidades de tratamento

Prolactina alta: o que significa? Conheça causas, sintomas e possibilidades de tratamento

A prolactina alta ou hiperprolactinemia é uma condição caracterizada por um aumento na produção do hormônio prolactina fora da gravidez ou do pós-parto (momentos em que isso seria considerado normal). A prolactina é o hormônio responsável por produzir o leite materno e possibilitar a amamentação. Em outros cenários, as doses elevadas de prolactina podem causar sintomas como saída anormal de secreção pelas glândulas mamárias e alterações no ciclo menstrual da mulher, que, geralmente, provocam ausência da menstruação.

 

O Só Delas conversou com a ginecologista Fernanda Mauro para saber o que a prolactina alta pode significar. Confira a seguir. 

 

A prolactina é um hormônio produzido pela glândula hipófise, que fica localizada na parte inferior do cérebro e faz parte do eixo hormonal hipotálamo-hipófise-ovário, responsável pela regulação de diversos outros hormônios importantes para o ciclo menstrual da mulher, como o estrogênio e a progesterona

 

Prolactina alta: o que pode ser? 

 

  • A principal função da prolactina é estimular a produção de leite pelas glândulas mamárias. Por isso, é natural ter um aumento nos níveis de prolactina durante o período gestacional e o pós-parto. Quando a substância é produzida em excesso em outras fases da vida, acontece o que chamamos de hiperprolactinemia (excesso de prolactina).   

 

  • Segundo a médica, existem várias causas para o aumento da produção de prolactina. Entre as causas fisiológicas, ela cita: “Gestação, amamentação, estresse, atividade física, estímulo da mama e o uso de algumas medicações. 

 

  • A dopamina é um importante hormônio neurotransmissor relacionado com o humor e o prazer. O hormônio inibe a ação da prolactina, dessa forma, medicações que bloqueiam a função da dopamina (antidepressivos, antipsicóticos, anti-hipertensivo, procinéticos, entre outros) podem alterar o nível de prolactina no organismo”, diz a ginecologista.

 

  • “O mesmo acontece com o estresse. As alterações de dopamina e serotonina gerada pelo estresse também afetam indiretamente o nível de prolactina”, esclarece a médica.

 

  • No que diz respeito às causas patológicas (ou seja, associadas a condições de saúde), a principal causa para a prolactina alta é a presença de um tumor benigno na glândula hipófise, conhecido como prolactinoma. 

 

A hiperprolactinemia (excesso de prolactina no organismo) pode ser identificada através de um exame de sangue realizado em laboratório. Vale ressaltar que fatores como uma noite de sono mal dormida ou a presença de piercing nos mamilos podem alterar o resultado do exame. Portanto, é essencial que a paciente seja devidamente orientada e que o(a) especialista encarregado(a) faça uma análise individualizada do teste. 

 

Sintomas da prolactina alta incluem alterações no ciclo menstrual e secreção nas mamas 

 

Segundo a ginecologista Fernanda Mauro, “o excesso de prolactina pode gerar a saída de secreção pelo bico do peito, além de alterações no ciclo menstrual”. No entanto, a médica alerta: “Muitas pacientes descobrem [a prolactina alta] como um achado no exame de sangue de rotina e se mantém sem sintomas”. 

 

Além da saída de secreção pelos mamilos e as alterações na menstruação (em especial, a menstruação irregular e o atraso de menstruação), outros possíveis sintomas da hiperprolactinemia são falta de libido e dificuldade para engravidar. Nos homens, a condição pode levar à disfunção erétil. 

 

Prolactina alta tem cura? Tratamento varia de acordo com a origem do problema

 

A doutora Fernanda Mauro esclarece que nem sempre é preciso tratar a prolactina alta. “Deve ser descoberta a causa, avaliar o quanto os sintomas podem afetar a paciente e, caso necessário, fazer a medicação”, orienta a ginecologista. 

 

Caso o aumento na produção de prolactina seja proveniente de algum medicamento, talvez seja preciso substituir a medicação ou até mesmo suspender o seu uso. Se, por outro lado, o distúrbio estiver associado a algum tumor na hipófise, o tratamento será mais direcionado. “Lembrando que os tumores benignos, dependendo do seu tamanho, podem ter necessidade de cirurgia”, ressalta a médica. 

 

Prolactina alta engorda?

 

De acordo com a doutora Fernanda Mauro, a prolactina alta não engorda. No entanto, a causa para o aumento na produção deste hormônio pode estar associada a sintomas como o ganho de peso e deve ser sempre investigada. “Às vezes, medicamentos utilizados [no tratamento] e condições como o hipotireoidismo [que pode estar por trás da prolactina alta] podem ser a causa do aumento de peso”, explica. 

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Dra. Fernanda Mauro - Ginecologista e Obstetra da Perinatal

CRM: 52-995185

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação? Teste seus conhecimentos
    A ovulação e o período fértil são duas fases do ciclo menstrual em que a mulher tem mais...
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação?  Teste seus conhecimentos
  • Menstruação
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
    Na maioria das vezes, a menstruação preta é normal e não representa problemas de saúde....
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
  • Menstruação
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
    Muitas mulheres ficam em dúvida sobre quantos dias depois de acabar o anticoncepcional...
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
  • SE CUIDA!
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
    A primeira consulta com o ginecologista é um momento muito importante para esclarecer...
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
  • VER TODAS >