Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?

Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?

A primeira consulta com o ginecologista é um momento muito importante para esclarecer dúvidas sobre saúde íntima. O ideal é que a visita ao médico aconteça logo após a chegada da menarca - primeira menstruação -, evento que ocorre, normalmente, entre os 10 e 14 anos. Contudo, com a pandemia do novo Coronavírus, muitas pessoas ficam com receio de ir ao consultório pessoalmente e dão preferência ao atendimento online. Mas será que vale a pena realizar a primeira consulta com o ginecologista pela internet?

 

Nós conversamos com a Dr. Lívia Migowski, ginecologista e obstetra da Perinatal, para saber se a primeira consulta com ginecologista pode ser online e o que esperar desse momento. 

 

 

A primeira consulta com o ginecologista pode ser online? 

 

A Dra. Lívia afirma que a primeira consulta com um ginecologista pode ser online, pois geralmente o atendimento é apenas uma conversa para saber um pouco mais sobre a paciente. “A primeira consulta com o ginecologista visa informar sobre a periodicidade dos exames, conhecer a paciente e sua dinâmica familiar, conversar sobre método contraceptivo e planejamento familiar. Tudo isso pode ser substituído por uma consulta online”, explica. 

 

De acordo com a médica, o momento ideal para se consultar com um ginecologista pela primeira vez é depois da chegada da menarca, nome atribuído à primeira menstruação da vida da mulher. Entretanto, meninas que nunca menstruaram também podem marcar uma visita a um ginecologista, principalmente se passar muito da janela de tempo da menarca. Essa demora pode ser um indicativo de puberdade tardia ou disfunções hormonais. Sendo assim, é válido começar a considerar uma visita ao ginecologista assim que os primeiros sinais da puberdade começam a ser observados, como aumento das mamas e crescimento dos pelos pubianos. 

 

 

Aproveite a primeira consulta com o ginecologista para tirar todas as dúvidas sem tabus

 

A primeira consulta com ginecologista costuma causar sentimentos como ansiedade e vergonha em algumas meninas e isso se deve ao fato de ainda vivermos em uma sociedade cercada de tabus com relação a assuntos íntimos, como sexualidade e menstruação. Entretanto, silenciar esses temas só gera mais desinformação. Por isso, tente deixar a vergonha de lado e aproveite para tirar todas as dúvidas que você tem sobre cuidados íntimos e processos reprodutivos, como sexo, métodos contraceptivos, ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), higiene íntima, entre outros. 

 

Outra informação importante é saber como funciona o ciclo menstrual. Não deixe de perguntar sobre TPM, quais sintomas da menstruação são normais e quais são suspeitos, como ocorre as oscilações hormonais e como calcular a data do próximo período menstrual. A consulta precisa ser um momento de diálogo aberto sobre as suas questões. Escolha um(a) profissional de confiança e que te deixe confortável. 

 

 

Como fica o exame ginecológico na consulta com o ginecologista online?

 

Uma dúvida comum sobre o atendimento médico online é sobre os exames físicos. Raramente o ginecologista fará um exame ginecológico na primeira consulta, principalmente quando a jovem for virgem. Caso a adolescente relate alguma queixa, o médico então solicitará uma consulta presencial ou prescreverá exames mais específicos. “Mulheres em idade reprodutiva costumam apresentar corrimento vaginal, sangramentos, atrasos menstruais, cólica menstrual e dor pélvica e acabam precisando de consultas frequentes”, comenta a médica. 

 

Sobre o check-up ginecológico, a Dra. Lívia afirma que os exames variam de acordo com a idade e necessidade de cada paciente. “A mulher pode precisar mais do ginecologista dependendo das fases de sua vida. Em relação ao exame preventivo para o câncer de colo uterino, o Ministério da Saúde recomenda o rastreamento com intervalo anual. Após dois exames normais, o intervalo entre as coletas pode ser feito a cada 3 anos”, explica a médica. 

 


 

Meninas virgens podem se consultar com um ginecologista?

 

Segunda a Dra. Lívia, meninas virgens podem e devem fazer acompanhamento ginecológico regular. A médica comenta que o ginecologista é uma espécie de clínico geral de assuntos relacionados à saúde íntima, logo, sua abordagem não se resume somente a questões relacionadas ao sexo. “Mulheres que nunca tiveram relação sexual com penetração só estão liberadas do exame especular (bico de pato) e da coleta do preventivo (método de rastreamento para o câncer de colo uterino). Isso acontece porque o câncer de colo uterino está relacionado com a infecção pelo HPV, vírus de transmissão sexual”, orienta.

 

É importante reforçar que mulheres virgens também podem manifestar problemas como sangramento irregular, corrimentos, cólica menstrual atípica e dores pélvicas. “Além disso, uma outra etapa importante da consulta ginecológica é a avaliação de fatores de risco para cânceres ginecológicos e o rastreamento do câncer de mama”, cita a Dra. Lívia. Por isso, o acompanhamento por um ginecologista é imprescindível em todas as fases da vida, inclusive para mulheres que já estão na menopausa. “Mulheres no climatério podem apresentar sintomas relacionados a baixa do estrogênio, como os calores e irritabilidade, além da maior fragilidade óssea que pode aparecer”, explica. 

 
 
Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Livia Migowski, ginecologista e obstetra da Perinatal
CRM: 52.90682-4
 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Saúde da mulher
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
    A Síndrome do Ovário Policístico é uma disfunção hormonal que leva ao crescimento de...
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
  • SE CUIDA!
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
    A depilação íntima faz parte da vida de muitas mulheres. Para isso, é possível encontrar...
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
  • SE CUIDA!
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
    Muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual a diferença entre corrimento e secreção vaginal...
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
  • SE CUIDA!
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
    A tabelinha é um método contraceptivo natural baseado na análise do ciclo menstrual....
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
  • VER TODAS >