Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Pílula do dia seguinte: posso tomar menstruada?

Pílula do dia seguinte: posso tomar menstruada?

A pílula do dia seguinte é um método de emergência que gera dúvidas entre as mulheres. Composta por hormônios presente em contraceptivos combinados, mas em dose mais elevada, a pílula de emergência tem como principal função impedir que ocorra a liberação do óvulo (ovulação), retardando a fertilização e evitando a gravidez. É muito comum pacientes perguntarem ao ginecologista se pode tomar a pílula do dia seguinte menstruada. Porém, o primeiro ponto a entender, nesse caso, é que a ovulação ocorre antes da menstruação e, durante o período menstrual, as chances de engravidar são muito baixas. Portanto, a pílula de emergência se torna dispensável.

 

Embora transar menstruada não traga riscos consideráveis de gravidez, a camisinha é indispensável em toda relação sexual, já que é o principal método de prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). Conversamos com a ginecologista Lívia Migowski para saber se como tomar pílula do dia seguinte corretamente, entender os riscos e como ela age no organismo. Confira:

 

Veja também: Mitos e verdades sobre a pílula do dia seguinte que você precisa saber

 

Tomar pílula do dia seguinte menstruada não é necessário. Entenda! 

 

Segundo Dra. Lívia, tomar a pílula do dia seguinte menstruada é dispensável. A médica explica que durante o período menstrual, as condições da mulher engravidar são mínimas. “Mulheres que têm ciclos curtos com 22-24 dias ou que menstruam por longos períodos podem ter um risco maior. Mas normalmente, o risco é baixo”. As chances de engravidar menstruada são quase nulas por conta  da descamação do endométrio (parede interna do útero) que torna o útero um ambiente hostil para a implantação do embrião. 

 

Fique atenta para não confundir o sangramento de ovulação com menstruação 

 

A médica chama atenção para os casos em que algumas mulheres acabam confundindo outros tipos de sangramento com fluxo menstrual. “Pode haver sangramento desencadeado pela relação sexual, nos casos em que o colo do útero está inflamado (cervicite)”. Outra confusão pode acontecer no período ovulatório é que algumas mulheres podem apresentar um sangramento próximo à ovulação. “Muitas vezes, esse momento acaba sendo confundido com o período menstrual”, explica. Nesse caso, usar camisinha na relação sexual é fundamental para quem não deseja engravidar agora, pois é durante o período fértil que as chances de engravidar são maiores.

 

Pílula do dia seguinte: saiba como tomar e como ela funciona no organismo 

 

A pílula do dia funciona como um método de emergência. Por conter alta dose hormonal, não deve ser utilizada com frequência e muito menos como método regular. Tomar a pílula do dia seguinte corretamente é fundamental para obter eficácia. Deve ser tomada até 72 horas após a relação sexual, mas, o ideal é que a mulher tome o comprimido o mais rápido possível. “Quanto mais rápido é a ingestão, mais eficaz a pílula é. Portanto, não vale a pena esperar. Os estudos mostram que após 72 horas ela já tem pouca ação”. A pílula do dia seguinte age de duas formas no organismo dependendo do período do ciclo em que for ingerida. Ela pode inibir ou atrasar a ovulação ou modificar a consistência do muco cervical, atrapalhando o caminho do espermatozóide até o útero. 

 

A pílula do dia seguinte de dose única ou dupla pode ser encontrada em farmácias. A de dose única pode ser ingerida imediatamente. Na versão em duas doses, o recomendado é que a mulher tome o segundo comprimido 12 horas após o primeiro. 

 

Pílula do dia seguinte atrasa menstruação: conheça os principais efeitos colaterais

 

A pílula do dia seguinte possui uma dosagem hormonal muito alta e, por isso, não deve ser usada com frequência, pois pode causar irregularidades na menstruação. Seus efeitos colaterais incluem enjôo, tontura, vômitos, acne, dor de cabeça e diarreia que costumam desaparecer em poucos dias após a ingestão do medicamento. Há quem acredite que a pílula do dia seguinte engorda, mas a verdade é que a progesterona presente no contraceptivo causa retenção de líquido, levando a um leve inchaço que será reduzido em poucos dias. De todo modo, os efeitos variam para cada mulher da mesma forma que algumas podem não sentir nada. 

 

Segundo Dra. Lívia, dependendo da fase do ciclo menstrual em que a mulher se encontra, a pílula do dia seguinte também pode adiantar ou atrasar a descida do fluxo. “Quando tomamos esta pílula logo após a menstruação, pode apresentar um sangramento 7 dias depois”. O sangramento não é uma confirmação de que a pilula fez efeito e não é necessariamente menstruação, mas pode surgir devido às altas doses hormonais.  

 

Veja também: Pílula do dia seguinte: 9 dúvidas comuns sobre o método contraceptivo

 

Pílula do dia seguinte não deve ser tomada com frequência

 

Outro motivo para não abusar do uso da pílula do dia seguinte é que a repetição pode diminuir a sua eficácia nas próximas vezes. O recomendado é que mulheres com vida sexual ativa façam uso de um método contraceptivo de rotina. Além disso, uma gravidez indesejada não é o único risco de ter relações sexuais sem proteção. As DSTs são transmitidas independente do uso de métodos contraceptivos. A melhor maneira de se prevenir uma gravidez indesejada e evitar uma DST é sempre usar camisinha. 

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Livia Migowski, ginecologista e obstetra da Perinatal
CRM: 52.90682-4

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula do dia seguinte: veja como tomar corretamente e os possíveis efeitos colaterais
    Pílula do dia seguinte: veja como tomar corretamente e os possíveis efeitos colaterais
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    Pílula do dia seguinte: o que acontece depois de tomar o contraceptivo de emergência?
    Pílula do dia seguinte: o que acontece depois de tomar o contraceptivo de emergência?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula do dia seguinte: 9 dúvidas comuns sobre o método de emergência
    Pílula do dia seguinte: 9 dúvidas comuns sobre o método de emergência
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula do dia seguinte: como saber se funcionou?
    Pílula do dia seguinte: como saber se funcionou?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula do dia seguinte: você sabe o que é e como ela deve ser usada?
    Pílula do dia seguinte: você sabe o que é e como ela deve ser usada?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Posso usar pomada para candidíase quando estiver menstruada?
    Posso usar pomada para candidíase quando estiver menstruada?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Tomar pílula do dia seguinte no meio da cartela de anticoncepcional pode ser prejudicial?
    Tomar pílula do dia seguinte no meio da cartela de anticoncepcional pode ser prejudicial?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Pílula do dia seguinte atrasa a menstruação?
    Pílula do dia seguinte atrasa a menstruação?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    Quando começar a tomar pílula anticoncepcional pela primeira vez?
    Quando começar a tomar pílula anticoncepcional pela primeira vez?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    A pílula do dia seguinte pode causar irregularidade na menstruação?
    A pílula do dia seguinte pode causar irregularidade na menstruação?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    A primeira ida ao ginecologista gera um certo receio em muitas garotas, mas não há motiv..
  • PRIMEIRA VEZ
    1º dia de aula na faculdade: a blogueira Natalia Salvador contou como encarou o medo e deu dicas de como lidar com essa mudança
    Uma das maiores mudanças do início da nossa vida adulta é a entrada para a universidade..
  • PRIMEIRA VEZ
    5 coisas que ninguém te contou sobre sua primeira menstruação
    A primeira menstruação acontece de forma inesperada, já que, na maioria das vezes a gen..
  • PRIMEIRA VEZ
    Intercâmbio: blogueira Paola Piola conta sobre a 1ª vez que lidou com a independência em outro país
    Fazer intercâmbio é o sonho de muitas adolescentes, principalmente depois dos 18 anos, q..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • VOCÊ SABIA?
    Clitóris: 10 coisas que toda mulher precisa saber sobre o órgão do prazer
    Se você ainda não sabe exatamente o que é o clitóris, a gente te explica agora. O pequeno...
    Clitóris: 10 coisas que toda mulher precisa saber sobre o órgão do prazer
  • SE CUIDA!
    Sintomas de DST: saiba quando é necessário fazer exames
    Conhecer os sintomas de DST (Doença Sexualmente Transmissível) é fundamental para buscar...
    Sintomas de DST: saiba quando é necessário fazer exames
  • Menstruação
    Como diminuir o fluxo intenso: ginecologista comenta possibilidades de tratamentos
    O fluxo menstrual intenso é caracterizado por uma menstruação que dura mais de 7 dias ou...
    Como diminuir o fluxo intenso: ginecologista comenta possibilidades de tratamentos
  • Menstruação
    Polimenorreia: o que é, causas e tratamentos
    A polimenorreia é o termo utilizado para descrever ciclos menstruais com duração inferior...
    Polimenorreia: o que é, causas e tratamentos
  • VER TODAS >