Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Pílula do dia seguinte: 8 coisas que toda mulher precisa saber sobre o método de emergência

Pílula do dia seguinte: 8 coisas que toda mulher precisa saber sobre o método de emergência

A pílula do dia seguinte é um método contraceptivo de emergência, que só deve ser utilizado em situações específicas, como quando a menina esquece de tomar o anticoncepcional e tem relação sexual desprotegida, por exemplo. Essa, inclusive, é uma das informações mais importantes sobre o medicamento: a PDS não deve ser utilizada como um método contraceptivo de uso contínuo sob hipótese alguma. Além de não funcionar desse jeito e aumentar as chances de gravidez, as altas doses hormonais contidas em sua fórmula podem causar diversos efeitos colaterais. Entendeu, né? Ótimo! Mas, não para por aí.

 

Outros detalhes sobre a pílula do dia seguinte também merecem - e precisam - ser falados. Pensando nisso, conversamos com a ginecologista Adriana de Mattos, que esclarece 8 dúvidas relevantes a respeito da contracepção de emergência. Confira:

 

  1. Como tomar pílula do dia seguinte?

 

A pílula do dia seguinte deve ser tomada até 72 horas após a relação sexual desprotegida. De acordo com a ginecologista, “quanto antes a mulher utilizar o método, maior a sua eficácia”. A PDS está disponível em duas versões: dose única e dose dupla. Ambas são eficazes. A única diferença é que, no caso da pílula do dia seguinte com dois comprimidos, recomenda-se fazer um intervalo de 12 horas entre uma dose e outra. Na dúvida, confira as orientações do fabricante na bula. 

 

  1. Posso tomar pílula do dia seguinte tomando anticoncepcional?

 

Sim, você até pode tomar pílula do dia seguinte tomando anticoncepcional, mas, geralmente, não é necessário. “Não há necessidade de se tomar a pílula do dia seguinte em caso de a mulher estar usando o anticoncepcional corretamente. Porém, se o uso do anticoncepcional foi realizado de forma errônea ou a mulher esqueceu de tomá-lo, nesse caso, pode fazer uso da pílula do dia seguinte”, explica a doutora Adriana de Mattos. 

 

Ou seja, tomar pílula do dia seguinte tomando anticoncepcional é uma opção para mulheres que cometeram algum erro na administração do método contraceptivo tradicional. Nessas circunstâncias, a ginecologista orienta: “o uso do anticoncepcional deve ser interrompido e retornado assim que a paciente menstruar”.

 

  1. A pílula do dia seguinte desregula a menstruação?

 

A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação ou até mesmo causar um sangramento antes da hora. Geralmente, isso depende do momento do ciclo menstrual em que a PDS foi utilizada. Quando a mulher usa a pílula do dia seguinte antes da ovulação, o mais provável é que a menstruação atrase. “A pílula do dia seguinte pode atrasar o próximo ciclo menstrual em até 7, 10 dias, fazendo com que a menstruação fique irregular”, explica a médica. 

 

Em outras circunstâncias, quando a pílula do dia seguinte é ingerida após a ovulação, pode haver um sangramento de escape. 

 

  1. Quais são os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte? 

 

Como explicamos acima, a pílula do dia seguinte desregula a menstruação nos meses seguintes. Mas, esse não é o único efeito colateral da pílula do dia seguinte! O método contraceptivo de emergência também pode causar dor de cabeça, enjôo, vômito, sensibilidade mamária e maior oleosidade na pele e no cabelo (é por isso que, em algumas mulheres, a pílula do dia seguinte dá espinha). 

 

Se você já ouviu falar que a pílula do dia seguinte engorda, saiba que não é bem assim. Ela pode causar retenção de líquidos e inchaço, mas não provoca aumento de gordura corporal. Portanto, engordar não é um dos sintomas da pílula do dia seguinte. 

 

  1. Quais são as chances de falha da pílula do dia seguinte? 

 

De acordo com a ginecologista, o índice de falha da pílula do dia seguinte “está em torno de 2%”. No entanto, a especialista ressalta que a “eficácia da contracepção de emergência pode variar de forma importante em função do tempo entre a relação sexual e a sua administração”. Ou seja, quanto mais tempo você demorar para tomar a PDS após a relação desprotegida, maiores serão as chances de falha. 

 

  1. Quantas vezes posso tomar a pílula do dia seguinte?

 

Não existe uma resposta exata para quantas vezes pode tomar a pílula do dia seguinte. Porém, já se sabe que o uso frequente do método contraceptivo de emergência deve ser evitado. “Os riscos de se tomar a pílula do dia seguinte repetidas vezes são: comprometer e diminuir a sua eficácia e aumentar os seus efeitos colaterais, como náuseas, vômitos e cefaleia”, alerta a médica. 

 

  1. O álcool corta o efeito da pílula do dia seguinte? 

 

Depende! “A bebida alcóolica em pequena quantidade não altera a eficácia da pílula do dia seguinte. Em casos de ingestão alcoólica exagerada, pode interferir na absorção da pílula, sim. Além disso, se a mulher vomitar após ingerir a pílula do dia seguinte, ela deve tomá-la novamente”, esclarece a ginecologista. 

 

  1. A pílula do dia seguinte é abortiva? 

 

Não! A pílula do dia seguinte previne a gravidez, mas não interrompe uma gestação que já está concretizada. Segundo a doutora Adriana de Mattos, “a contracepção de emergência funciona interrompendo o momento da ovulação ou evitando a fertilização de um óvulo já ovulado. Portanto, não é um método considerado abortivo”. 

 

Este artigo tem a contribuição da especialista:

Adriana de Mattos - ginecologista da Perinatal da Rede D’Or

CRM - RJ: 52769770

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    Adesivo anticoncepcional: 10 dúvidas sobre o método contraceptivo
    O adesivo anticoncepcional ou patch anticoncepcional é um método contraceptivo hormonal...
    Adesivo anticoncepcional: 10 dúvidas sobre o método contraceptivo
  • SE CUIDA!
    Pode usar pomada vaginal menstruada? Veja quais são os principais cuidados durante o tratamento ginecológico
    Embora boa parte das mulheres já saiba para que serve a pomada vaginal, ainda existem...
    Pode usar pomada vaginal menstruada? Veja quais são os principais cuidados durante o tratamento ginecológico
  • Menstruação
    "Como é o sangue da primeira menstruação?" Tire 8 dúvidas sobre a menarca
    A primeira menstruação (nome científico: menarca) marca o fim da puberdade e o início da...
    "Como é o sangue da primeira menstruação?" Tire 8 dúvidas sobre a menarca
  • SE CUIDA!
    Posso fazer transvaginal menstruada? Tire suas dúvidas sobre o exame ginecológico
    A ultrassonografia transvaginal (ou ultrassom transvaginal) é um exame de imagem usado...
    Posso fazer transvaginal menstruada? Tire suas dúvidas sobre o exame ginecológico
  • VER TODAS >