Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Partes da vagina: saiba como fazer a higiene em cada região

Partes da vagina: saiba como fazer a higiene em cada região

Muitas mulheres ainda têm dúvidas em relação à melhor maneira de higienizar certas partes da vagina. É preciso utilizar um sabonete específico para a área? Tem problema usar duchas e chuveirinhos toda vez que for ao banheiro? Questões como essas podem causar confusão e acabar prejudicando a saúde íntima. Por isso, para evitar transtornos como odores desagradáveis, corrimentos em excesso e infecções vaginais, é imprescindível saber como fazer a higiene íntima corretamente.

 

Veja também: Mitos da higiene íntima: o que pode ou não usar na limpeza da vagina

 

A vulva deve ser limpa, no máximo, duas vezes ao dia. Assim como a ausência de limpeza pode ocasionar problemas para a saúde da mulher, o excesso de higiene também! Isso porque pesar a mão na quantidade de sabonete líquido e água utilizada no local pode desequilibrar o pH vaginal e afetar os mecanismos de defesa naturais da região íntima feminina. Outra dica é deixar de lado apetrechos como esponjas e cotonetes, que podem ferir ou irritar a pele do local. 

 

Quer um resultado ainda mais eficaz? Então saiba reconhecer as partes da vagina e os cuidados específicos de cada uma. Veja a seguir:

 

 

Clitóris

 

O famigerado clitóris fica localizado logo acima da vagina e conta com até 8 mil terminações nervosas. Sua única função é proporcionar prazer à mulher. Por esse motivo, a região costuma ser bastante estimulada durante o sexo e a masturbação. Dito isto, o primeiro cuidado é manusear o local com muita delicadeza.

 

A higienização do clitóris deve ser feita, preferencialmente, no banho. Faça movimentos circulares com os próprios dedos e certifique-se de retirar toda a gordura que podem ter acumulado na região. A concentração de células mortas em conjunto com a oleosidade natural da pele são responsáveis por ocasionar o surgimento do esmegma, resíduo pastoso e esbranquiçado que tende a acumular ao longo do dia e geral mau cheiro quando a higiene íntima  não é feita adequadamente. 

 

Outro detalhe essencial é a escolha do sabonete. Sempre opte por um produto específico para a região íntima, desta forma, você não estará correndo o risco de alterar o pH da vagina.

 

Pequenos e grandes lábios

 

Os grandes e os pequenos lábios não têm apenas o nome em comum, eles também compartilham a mesma função: proteger a região íntima feminina. As “dobrinhas” características dessas partes da vagina podem ser o cenário perfeito para o acúmulo de secreções, papel higiênico e bactérias. Por isso, ambos merecem bastante atenção e cuidado na hora da higienização. Usando as próprias mãos, faça uma espuma com o sabonete íntimo escolhido e lave bem o local. Prefira os produtos em forma líquida. Assim você não precisa compartilhar a superfície do sabão com nenhum(a) outro(a) familiar ou companheiro(a) de casa. 

 

Veja também: Sabonete líquido x em barra: qual o tipo ideal para a higienização feminina?

 

Uretra

 

A uretra feminina é tão pequenininha que acaba passando despercebida por muitas mulheres. Porém, assim como as demais partes da vagina, o canal responsável por expelir a urina também deve ser higienizado com água e um sabonete líquido íntimo somente na superfície. Outras medidas cotidianas também podem ser tomadas para manter o local sempre limpinho e longe de uma infecção urinária: não passar o papel higiênico com muita força, sempre se limpar de frente para trás (principalmente após evacuar) e não segurar o xixi por muito tempo são ótimos exemplos dessas precauções. 

 

Vagina

 

A parte externa da vagina leva o nome de vulva. No geral, um dos maiores erros que uma mulher pode cometer durante a limpeza da sua região íntima é confundir a vulva com o interior da vagina, que nunca deve ser higienizado internamente. Concentre a limpeza no exterior e invista em movimentos leves e circulares, sempre da vulva para o ânus.

 

A higienização deve ser feita diariamente, porém, não deve levar mais de três minutos. Lavagens excessivas podem ressecar o local e acabar com a proteção natural da região. Também por este motivo, fuja de duchas! A força e a pressão da água podem desajustar a flora vaginal e tornar o ambiente mais propício para infecções, como a candidíase e a vaginose bacteriana. Por último, mas não menos importante: seque bem a vulva e aposte em calcinhas de algodão, que permitam a circulação do ar na área. 

 

Veja também: Calcinha de algodão: entenda porque, no ponto de vista dos ginecologistas, ela é a mais indicada

 

Interior da vagina

 

O interior da vagina, também conhecido como canal vaginal, possui propriedades autolimpantes. Ué, como assim? Calma, a gente te explica! A região conta com uma flora natural rica em lactobacilos, responsáveis por manter o pH da área bem alto e, consequentemente, inibir a proliferação de fungos e bactérias. Por essa razão, é possível dizer que o canal vaginal consegue se limpar sozinho (diferente da vulva - parte externa da vagina). Dito isto: nada de usar o chuveirinho lá dentro, enfiar os dedos para limpar o local e muito menos utilizar produtos como sabonetes e desodorantes. 

 

Higiene íntima durante a menstruação: 

 

Durante a menstruação, você deve manter os mesmos cuidados que apresenta ao longo de todo o mês. A única diferença é a frequência com que a higienização poderá ser feita. Lembra que limpar a região íntima em excesso também não é legal? Então, enquanto você estiver menstruada, esse limite se tornará mais flexível. 

 

É muito importante remover os resíduos de menstruação e evitar a umidade e o abafamento excessivos na região. Por isso, nesta fase do ciclo da mulher, está permitido enxaguar a vulva mais de duas vezes por dia. Ah, também não se esqueça de trocar os absorventes externos ou internos com a regularidade necessária. Passar muito tempo com o mesmo absorvente pode provocar diversos malefícios à saúde íntima feminina. 

 

Veja também: Higiene íntima na menstruação: saiba quais cuidados que você deve ter no período menstrual

 

Higiene íntima depois do sexo:

 

Algumas mulheres acreditam que lavar a vagina com duchas e chuveirinhos após a relação sexual é uma boa ideia. Porém, isso não passa de um equívoco! Na verdade, o comportamento surte o efeito contrário: empurra o esperma do homem para o colo do útero, aumentando os riscos de contrair uma infecção ou DST. 

 

O indicado é lavar a vulva com água e sabão mesmo, repetindo os passos ensinados acima. Também recomenda-se urinar logo após a relação sexual. Isso ajuda a limpar a uretra e eliminar possíveis bactérias que possam ter entrado em contato com a área durante o sexo.

semprelivre_bottom1_dance_new

  • VOCÊ SABIA?
    Ih, choveu! Veja ideias do que fazer para se divertir com as amigas mesmo dentro de casa
    Tem dias que a gente combina de sair com as amigas, mas a previsão do tempo não colabora..
  • VOCÊ SABIA?
    6 coisas que você precisa saber antes de viajar com seus amigos
    Fazer uma viagem acompanhada de amigos é uma das melhores coisas da vida! Se divertir, pa..
  • VOCÊ SABIA?
    4 coisas que passam pela sua cabeça antes de chegar ao primeiro encontro
    Por mais que a gente seja confiante, o primeiro encontro com o carinha interessante sempre..
  • VOCÊ SABIA?
    Vai passar o dia na praia? Veja o que levar na bolsa!
    No verão, tudo o que a gente mais quer é relaxar, se divertir e ficar com aquele bronzea..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação? Teste seus conhecimentos
    A ovulação e o período fértil são duas fases do ciclo menstrual em que a mulher tem mais...
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação?  Teste seus conhecimentos
  • Menstruação
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
    Na maioria das vezes, a menstruação preta é normal e não representa problemas de saúde....
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
  • Menstruação
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
    Muitas mulheres ficam em dúvida sobre quantos dias depois de acabar o anticoncepcional...
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
  • SE CUIDA!
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
    A primeira consulta com o ginecologista é um momento muito importante para esclarecer...
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
  • VER TODAS >