Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Pílula anticoncepcional dá enjoo? Veja 5 sintomas causados por métodos hormonais

Pílula anticoncepcional dá enjoo? Veja 5 sintomas causados por métodos hormonais

A pílula anticoncepcional é o método contraceptivo mais utilizado. Além de prevenir uma gravidez indesejada, o medicamento também auxilia no controle de disfunções hormonais, sendo uma opção para problemas como cistos nos ovários, menstruação irregular e endometriose. No entanto, sua ação no organismo pode provocar alguns efeitos colaterais, entre eles a náuseas, principalmente nos três primeiros meses. No geral, o incômodo desaparece após o período de adaptação, contudo, há casos em que o enjoo e outros sintomas persistem e tornam a experiência com a pílula muito desagradável. Por isso, é preciso ficar atento às reações do seu corpo com o uso do contraceptivo e conversar com o ginecologista sobre formas de reduzir os desconfortos causados pela medicação. Em certas situações, se faz necessária até mesmo a troca de método.

 

Por isso, é preciso ficar atento às reações do seu corpo com o uso do contraceptivo e conversar com o ginecologista sobre formas de reduzir os desconfortos causados pela medicação. Em certas situações, se faz necessária até mesmo a troca de método.

 

Saiba porque para algumas pessoas a pílula anticoncepcional dá enjoo e outros sintomas provocados por métodos hormonais. 

 

 

Pílula anticoncepcional pode causar enjoo em pessoas com histórico de sensibilidade gástrica

 

Enjoos são efeitos colaterais recorrentes nos primeiros meses de uso da pílula anticoncepcional. Ao ser ingerido, parte das doses hormonais do comprimido pode chegar ao estômago e provocar náuseas, pois o organismo não está completamente adaptado à composição química do medicamento. No geral, o incômodo é normalizado em até três meses, considerado o período de adaptação da pílula. Entretanto, se os enjoos continuam nos meses seguintes, é necessário investigar o que está causando o efeito colateral.

 

As pessoas mais propensas a sentir enjoos tomando pílula anticoncepcional  são aquelas que já possuem um histórico de problemas gástricos. Pacientes com gastrite, por exemplo, têm o estômago mais sensível e precisam tomar cuidado com qualquer tipo de medicação oral. Assim como os alimentos, o comprimido ao chegar no intestino estimula a produção de ácidos para a digestão. Em alguns casos, o órgão pode ter uma maior sensibilidade aos hormônios da medicação, especialmente o estrogênio.

 

Conheça outros de efeitos colaterais da pílula anticoncepcional 

 

1. Dor de cabeça

 

Os efeitos colaterais da pílula anticoncepcional costumam ter relação com a composição hormonal do medicamento. As pílulas combinadas, formuladas com estrogênio e progesterona, podem provocar cefaléia e até episódios de enxaqueca. O motivo é que o estrogênio aumenta a dilatação dos vasos sanguíneos da região da cabeça. O processo libera substâncias inflamatórias que ativam as terminações nervosas da região, ocasionando a dor. 

 

2. Sangramento de escape

 

Escapes são sangramentos que ocorrem fora do período menstrual. Sua principal causa são as alterações hormonais provocadas pelo uso da pílula. Os escapes são mais recorrentes nas pílulas compostas apenas por progesterona, pois estas deixam o endométrio muito fino e mais fragilizado. Com isso, eventualmente vasos sanguíneos da região se rompem e causam uma liberação de sangue. O sangramento irregular também pode ser resultado da má administração da pílula, ou seja, esquecimentos frequentes ou quando o comprimido é ingerido em horários alternados. 

 

O escape não é um indício de falha da pílula, mas é um efeito colateral que pode indicar a necessidade de troca do contraceptivo. Por isso, se após o período de adaptação os sangramentos não cessarem, o ideal é buscar outras alternativas de contracepção. 

 

3. Inchaço e ganho de peso

 

Muitas pessoas acreditam que o anticoncepcional engorda. Na realidade, a pílula pode aumentar a retenção hídrica em pessoas que já possuem tendência a acumular líquidos no corpo. O quadro é mais frequente na minipílula, versão formulada apenas com progesterona. O hormônio dificulta a liberação de líquido pelo corpo, causando edemas nas células dos tecidos. Por isso, algumas pessoas que tomam pílula anticoncepcional se sentem mais inchadas, o que pode ser confundido com ganho de peso. Na realidade, não há um aumento de gordura, apenas um inchaço. 

 

4. Alterações no fluxo menstrual 

 

A ação da pílula reduz a espessura do endométrio. Sendo assim, é normal que o volume do sangue menstrual fique bem menor. Esse efeito dura além dos três meses de adaptação e persiste por todo o período de uso do medicamento. Em alguns casos, a pílula pode até causar ausência de menstruação, mesmo nas cartelas com pausa. 

 

A ausência de menstruação não chega a ser um problema de saúde, mas sinaliza uma atrofia do endométrio. Por isso, é importante consultar um ginecologista quando o fluxo não aparece no intervalo entre as cartelas. 

 

5. Redução do desejo sexual

 

A falta de libido é um efeito colateral controverso. Não existe uma comprovação científica que associe a redução do desejo sexual com o uso da pílula. Mesmo assim, algumas usuárias de anticoncepcional se sentem menos estimuladas sexualmente durante o tempo de uso da medicação. Uma possível causa é a ação hormonal que leva ao bloqueio da ovulação. As pílulas de progesterona, por exemplo, reduzem os níveis de estrogênio, um hormônio importante para o estímulo sexual. Porém, a libido também está relacionada com questões físicas, emocionais e ambientais. 

 

 

Anticoncepcional pode causar trombose? 

 

A trombose não é um efeito colateral da pílula frequente. Entretanto, pessoas que tomam anticoncepcional estão mais propensas a desenvolver o problema. A relação entre os dois ocorre devido aos hormônios presentes no medicamento, que alteram o processo de coagulação do corpo. Contudo, os riscos são maiores em quem já possui uma tendência prévia a desenvolver trombose e não acontece de uma maneira isolada, mas existe junto com outros fatores, como sedentarismo, presença de varizes, tabagismo, entre outros. 

 

A trombose é a formação de um coágulo sanguíneo nas veias das pernas e coxas, causando uma obstrução e dificultando o caminho do sangue até o coração, o que pode trazer sérios riscos para a circulação. Os principais sintomas de trombose são sensação de pernas pesadas, inchaço nos membros inferiores, veias arroxeadas e falta de ar.  O coágulo pode, inclusive, sair das pernas e afetar outros órgãos, como o pulmão, por exemplo, onde causa uma embolia pulmonar. Se não for tratado, o problema pode trazer risco de morte. 

 

 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >