Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Ovulação e sintomas: saiba quais são os sinais de que você está ovulando

Ovulação e sintomas: saiba quais são os sinais de que você está ovulando

Os sintomas de ovulação mais comuns são aumento da libido, elevação da temperatura corporal basal (TCB) e secreção vaginal mais abundante e espessa. No entanto, quando o assunto é ovulação, sintomas físicos menos conhecidos também podem ocorrer. Alguns exemplos são o sangramento de ovulação e o inchaço na região íntima feminina.

 

Veja também: O que é ovulação: quando acontece, sintomas e como calcular essa fase do seu ciclo menstrual

 

Se a questão é “como saber que estou ovulando?”, tenha em mente que a melhor forma de identificar esse momento do mês é se conhecer e observar os sinais do próprio corpo. Afinal, os sintomas do período de ovulação não são iguais para todas as mulheres e podem, inclusive, variar a cada ciclo menstrual. 

 

Para te ajudar a reconhecer a ovulação e período fértil, reunimos 10 sintomas característicos dessa fase do ciclo menstrual, que costuma ocorrer 14 dias antes da próxima menstruação. Confira a seguir. 

 

Período de ovulação: sintomas físicos e emocionais podem ser notados

 

1) Elevação da Temperatura Corporal Basal

 

A temperatura corporal basal (TCB) é a temperatura do corpo em repouso. Essa temperatura tende a ser constante antes da ovulação e, imediatamente após o processo ovulatório, aumenta drasticamente (cerca de 0,5 graus). 

 

Para conferir a TCB, é importante acompanhar a temperatura da mulher diariamente após acordar. Dessa forma, você chegará a um padrão e poderá reconhecer o tal aumento. Fatores como privação de sono, consumo de álcool, entre outros, são variáveis que devem ser levadas em consideração na hora dessa medição. Na dúvida, peça orientações ao(a) ginecologista. 

 

2) Corrimento “clara de ovo”

 

No período fértil e ovulação, é possível observar um aumento significativo na saída de secreção vaginal, que se torna mais abundante, espessa e elástica (semelhante à clara de ovo). Essa alteração tem finalidade reprodutiva e auxilia a movimentação do espermatozoide dentro do sistema reprodutor feminino (facilitando, portanto, a fecundação).  

 

3) Aumento da libido feminina

 

Durante o período ovulatório, há um aumento na produção do hormônio estrogênio. Como resultado, a mulher passa a se sentir mais disposta e com mais desejo sexual. Esse é outro “empurrãozinho” da natureza a fim de favorecer a reprodução. Afinal, quanto mais relações sexuais a mulher tiver durante o período fértil, maiores serão as chances de engravidar. 

 

4) Pequeno sangramento na ovulação

 

O sangramento de ovulação não acontece com todas as mulheres, nem em todos os ciclos menstruais. Ou seja, é possível manifestar o sintoma em um mês e não manifestar no ciclo seguinte. Isso não significa que algo está errado e nem indica que a ovulação não aconteceu. É normal! 

 

Ainda não existe uma justificativa exata para o sangramento na ovulação. Mas o evento pode estar associado às alterações hormonais do período ovulatório ou até mesmo ao rompimento do folículo responsável por liberar o óvulo em direção à tuba uterina. De qualquer forma, sempre surge a dúvida: “o sangramento de ovulação dura quantos dias?”. Geralmente, esse tipo de escape é leve e não persiste por mais de três dias.  

 

5) Cólica de ovulação

 

Algumas mulheres relatam sentir dor na ovulação. Essa dor de ovulação é considerada normal e pode surgir como uma espécie de fisgada em um dos lados do baixo ventre (geralmente, no lado do ovário responsável por liberar o óvulo naquele mês). Também conhecida como cólica na ovulação ou “dor do meio”, a dor da ovulação não representa problemas de saúde. No entanto, se o incômodo persistir mesmo após o período ovulatório, consulte um(a) médico(a). 

 

6) Gases

 

Com a proximidade da ovulação, o hormônio progesterona também passa a ser produzido em maior quantidade, o que contribui para o intestino “lento” e o surgimento de gases intestinais. Para combater o desconforto, é importante manter uma alimentação balanceada, com ingredientes ricos em fibras, e beber bastante água. 

 

7) Vulva e vagina inchadas

 

Durante o período fértil e a ovulação, a mulher pode perceber um leve inchaço na região íntima feminina (vulva e vagina), além de um aumento na sensibilidade no local - inclusive, no clitóris. Esse é um dos fatores que levam a mulher a se sentir mais excitada e com a libido acentuada nesse momento do mês.

 

8) Olfato mais apurado

 

Esse sintoma de ovulação pouca gente conhece! Graças ao aumento na produção de feromônios (substâncias químicas que são exaladas pelo corpo e geram resposta sexual), a mulher tende a ficar com o olfato mais apurado durante a ovulação. Consequentemente, o paladar também pode ser afetado positivamente. 

 

9) Dor de cabeça

 

É comum sentir dor de cabeça na ovulação. A dor é associada às mudanças hormonais que acontecem nesse período e, geralmente, aparece somente em um dos lados da cabeça. Embora seja considerado normal, fique atenta e observe se o incômodo vai desaparecer após o fim da ovulação e período fértil. Caso permaneça ou seja incapacitante (a ponto de atrapalhar atividades como escola, trabalho e lazer), vale buscar uma avaliação médica.

 

10) Retenção de líquidos

 

O aumento nos níveis de estrogênio pode gerar acúmulo de líquidos no corpo da mulher durante a ovulação. Como consequência, incômodos como inchaço e sensibilidade mamária também podem acontecer. Para aliviar a retenção de líquidos, beba bastante água, invista na prática de exercícios físicos e evite o consumo de alimentos ricos em sódio.

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação? Teste seus conhecimentos
    A ovulação e o período fértil são duas fases do ciclo menstrual em que a mulher tem mais...
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação?  Teste seus conhecimentos
  • Menstruação
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
    Na maioria das vezes, a menstruação preta é normal e não representa problemas de saúde....
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
  • Menstruação
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
    Muitas mulheres ficam em dúvida sobre quantos dias depois de acabar o anticoncepcional...
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
  • SE CUIDA!
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
    A primeira consulta com o ginecologista é um momento muito importante para esclarecer...
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
  • VER TODAS >