Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

O que é DIU de cobre e como usá-lo? Ginecologista responde as principais dúvidas sobre o método contraceptivo

O que é DIU de cobre e como usá-lo? Ginecologista responde as principais dúvidas sobre o método contraceptivo

Já ouviu falar no DIU de cobre? É um contraceptivo de longo prazo e sem hormônios. Ele é um pequeno objeto de plástico inserido no útero e atua bloqueando o caminho do espermatozoide ao óvulo. Entre vantagens e desvantagens, o método deve ser estudado pela paciente e avaliado pelo ginecologista antes da decisão. Conversamos com a especialista em ginecologia Lívia Migowski para saber tudo sobre esse método contraceptivo.

 

DIU de cobre: ausência de hormônios e longa duração são as principais vantagens do contraceptivo
 

O DIU de cobre tem uma grande vantagem comparado com todos os outros métodos contraceptivos: não possui liberação de hormônios. Isso o torna um método de ampla indicação. “Mulheres com antecedente de câncer de mama, hipertensas e com doenças que aumentam o risco de trombose podem usar o DIU de cobre com toda segurança”, diz a ginecologista. Além disso, Lívia comenta que pacientes que não toleram uso de hormônio (estrogênio e/ou progesterona) porque se sentem inchadas, por exemplo, encontram no DIU de cobre a contracepção que precisavam.

 

Outra grande vantagem do dispositivo intrauterino é o tempo de duração. Existem alguns modelos de DIU de cobre que podem atuam no útero por 10 anos, o que torna a contracepção fácil e cômoda. “Esse é um dos métodos com maiores taxas de aceitação entre as usuárias, com índice de continuidade acima de 80%”, acrescenta a médica.

 

Aumento do fluxo e cólicas são os possíveis “efeitos colaterais” desse método contraceptivo

 

De acordo com a especialista, os principais efeitos colaterais do DIU de cobre são aumento do fluxo e cólica menstrual. “Por isso, evitamos colocar esse tipo de DIU em mulheres que já apresentam um fluxo menstrual forte e cólicas intensas, já que isso pode piorar”, esclarece. Normalmente, a cólica alivia um pouco após três meses de uso, mas pode continuar existindo.

 

A manutenção deve ser feita anualmente nos primeiros anos

 

Para se certificar que o DIU está na posição correta e não oferece nenhum risco para sua saúde, o recomendado é fazer manutenção com ultrassonografia e com avaliações ginecológicas anuais: “No primeiro ano essas avaliações são mais frequentes. A preocupação maior é o DIU sair da posição, o que pode levar a falha do método e uma gravidez indesejada”, explica a ginecologista.

 

Toda mulher pode usar o DIU de cobre? 
 

Como todo método contraceptivo, o DIU também não é indicado para todas as mulheres. “Mulheres com miomas dentro da cavidade uterina ou que nasceram com alguma malformação no útero  não podem usar DIU. Outra contraindicação são pacientes em tratamento de infecção vaginal ou no colo do útero, portanto, a inserção do dispositivo deve ser adiada”, conta a médica, acrescentando também a existência de uma doença rara onde ocorre acúmulo de cobre (Doença de Wilson) e que também é contraindicada para esse método.

 

O DIU pode sair do lugar e causar dor? O que fazer se isso acontecer?

 

Para Lívia, 1 a cada 10 mulheres pode acabar expulsando o DIU pela vagina. “Normalmente isso ocorre no primeiro ano de uso quando o DIU fica mais baixo do que deveria dentro do útero. Esse é o motivo para indicarmos ultrassonografia com maior frequência no primeiro ano”, explica. Durante esse processo de expulsão, a paciente pode sentir cólicas fortes. Mulheres com DIU que sentem cólica na menstruação é normal, mas cólica forte fora do período menstrual e deve procurar um ginecologista para avaliação imediata.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Livia Migowski, ginecologista e obstetra da Perinatal
CRM: 52.90682-4

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Injeção anticoncepcional trimestral: ginecologista responde dúvidas sobre o método
    Injeção anticoncepcional trimestral: ginecologista responde dúvidas sobre o método
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula anticoncepcional: 4 dúvidas que você provavelmente tem sobre o método contraceptivo
    Pílula anticoncepcional: 4 dúvidas que você provavelmente tem sobre o método contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    DIU: como colocar? O que você precisa saber antes de investir no método contraceptivo
    DIU: como colocar? O que você precisa saber antes de investir no método contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    DIU de cobre ou hormonal: saiba quais são as diferenças entre os métodos contraceptivos
    DIU de cobre ou hormonal: saiba quais são as diferenças entre os métodos contraceptivos
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula anticoncepcional: 10 dúvidas que você provavelmente tem sobre o método contraceptivo
    Pílula anticoncepcional: 10 dúvidas que você provavelmente tem sobre o método contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    DIU de prata: tudo o que você precisa saber sobre o método contraceptivo
    DIU de prata: tudo o que você precisa saber sobre o método contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Colocar DIU dói? Tire todas as suas dúvidas sobre o método contraceptivo!
    Colocar DIU dói? Tire todas as suas dúvidas sobre o método contraceptivo!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula do dia seguinte: 9 dúvidas comuns sobre o método de emergência
    Pílula do dia seguinte: 9 dúvidas comuns sobre o método de emergência
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    O que é menarca: 9 curiosidade respondidas por um ginecologista sobre a primeira menstruação
    O que é menarca: 9 curiosidade respondidas por um ginecologista sobre a primeira menstruação
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    As principais dúvidas sobre camisinha respondidas por um ginecologista!
    As principais dúvidas sobre camisinha respondidas por um ginecologista!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • PODEROSAS
    Viajada: 7 dicas para quem quer viajar sozinha nessas férias!
    A gente sabe que as mulheres estão cada vez mais independentes, inclusive na hora de viaj..
  • PODEROSAS
    Férias em casa: 5 dicas de livros de autoras fortes para curtir o tempo livre
    Em meio a tantos best-sellers com protagonistas homens, existe um universo de autoras mulh..
  • PODEROSAS
    10 segredos para você se sentir mais confiante sem mudar o visual
    Às vezes tudo o que a gente precisa para se achar mais confiante é inserir pequenos háb..
  • PODEROSAS
    Girl power! Listamos 9 filmes para assistir com mulheres empoderadas como protagonistas
    Uma das melhores formas de descontrair e buscar se empoderar é conhecendo e se inspirando..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • VOCÊ SABIA?
    Clitóris: 10 coisas que toda mulher precisa saber sobre o órgão do prazer
    Se você ainda não sabe exatamente o que é o clitóris, a gente te explica agora. O pequeno...
    Clitóris: 10 coisas que toda mulher precisa saber sobre o órgão do prazer
  • SE CUIDA!
    Sintomas de DST: saiba quando é necessário fazer exames
    Conhecer os sintomas de DST (Doença Sexualmente Transmissível) é fundamental para buscar...
    Sintomas de DST: saiba quando é necessário fazer exames
  • Menstruação
    Como diminuir o fluxo intenso: ginecologista comenta possibilidades de tratamentos
    O fluxo menstrual intenso é caracterizado por uma menstruação que dura mais de 7 dias ou...
    Como diminuir o fluxo intenso: ginecologista comenta possibilidades de tratamentos
  • Menstruação
    Polimenorreia: o que é, causas e tratamentos
    A polimenorreia é o termo utilizado para descrever ciclos menstruais com duração inferior...
    Polimenorreia: o que é, causas e tratamentos
  • VER TODAS >