Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Não tive sangramento na primeira vez. Sou virgem?

Não tive sangramento na primeira vez. Sou virgem?

O sangramento na primeira vez está historicamente ligado à virgindade da mulher. Se a mulher não tinha sangramento na relação sexual, acreditava-se que ela ainda era virgem. Em décadas passadas, isso era motivo para preocupação de algumas mulheres e alguns parceiros faziam disso um conflito. De um lado, a menina achava que havia algo errado com ela. Do outro lado, muitas vezes isso se tornava uma desconfiança para o rapaz, questionando se ela não havia perdido a virgindade com outro. Hoje em dia, com mais conhecimento sobre sexualidade disponível, pode-se afirmar que isso não passa de um mito ultrapassado. O sangramento na primeira vez é comum, mas não é obrigatório para todas as mulheres. Conversamos com a ginecologista Mariana Conforto sobre o tema.

 

Sangramento ocorre quando há rompimento do hímen

 

De acordo com a médica, é muito comum ocorrer um sangramento vaginal na primeira relação sexual da menina. Afinal, a entrada da vagina é parcialmente coberta por uma fina membrana chamada hímen. Antes mesmo da menina nascer, uma parte do hímen se rompe e o que sobra é apenas uma película fina que estreita o canal vaginal. No entanto, nem sempre essa parte muda completamente após o nascimento e segue intacta, dando origem a diversos tipos de hímen. 

 

Quando ocorre a penetração do pênis durante a relação, essa membrana, que é rica em pequenos vasos de sangue que nutrem essa região, se rompe gerando um pequeno sangramento. Isso pode acontecer ou não na primeira transa, vai depender do tipo de hímen que a menina possui. O hímen anular, por exemplo, possui uma abertura em formato de anel, que vai se adaptando e rompendo aos poucos durante a penetração, podendo gerar nenhum ou um sangramento mínimo. O hímen complacente, por sua vez, é aquele mais grosso e elástico, que não necessariamente irá romper, mas vai se adaptar ao espaço preciso, voltando ao normal depois da penetração. 

 

Há três tipo menos comuns e que podem gerar um sangramento um pouco maior e dor. O hímen septado: é o que possui uma pele bem no meio do canal vaginal, dividindo a passagem. O hímen cribiforme, em vez de ter um furo maior, esse tipo possui diversos pequenos furos, o que dificulta um pouco mais a ruptura. Já o hímen imperfurado, tipo mais raro, é fruto de uma malformação da membrana que se encontra totalmente fechada, causando dor incomum durante a tentativa de penetração. O tratamento é cirúrgico. 

 

Não ter sangramento na primeira vez significa que a menina ainda é virgem?

 

Segundo a ginecologista, não ter sangramento vaginal na primeira relação sexual não é motivo para preocupação. “O sangramento não é obrigatório. Pode ser bem pequeno sem que a paciente note que sangrou”, diz Mariana Conforto. O fato de nem toda mulher sangrar na primeira vez acaba gerando dúvidas quanto a virgindade: “será que ainda sou virgem?”, elas se perguntam. Segundo a médica, o sangramento não é o responsável pela definição de virgindade e, sim, anatomicamente, o rompimento do hímen, que pode gerar ou não o sangramento. Algumas meninas podem não sangrar ao ter a primeira relação sexual, como, por exemplo, as que possuem o hímen complacente, que é mais elástico e pode somente esticar em vez de romper. Nesse caso, o hímen pode ficar intacto mesmo após algumas relações sexuais. 

 

Veja mais: Existe idade certa para perder a virgindade?


Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Mariana Conforto - Ginecologista e obstetra da Perinatal
CRM: 5296454-9

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    Assadura na virilha? Veja como prevenir e tratar o incômodo
    A assadura na virilha feminina pode coçar, arder, causar feridas na pele da região e...
    Assadura na virilha? Veja como prevenir e tratar o incômodo
  • SE CUIDA!
    A pílula do dia seguinte funciona no período fértil?
    A pílula do dia seguinte é um método de emergência que só deve ser utilizado em casos...
    A pílula do dia seguinte funciona no período fértil?
  • Menstruação
    Período fertil: sintomas emocionais podem estar associados à ovulação
    Você sabia que, assim como a TPM (Tensão Pré-Menstrual), o período fértil também provoca...
    Período fertil: sintomas emocionais podem estar associados à ovulação
  • SE CUIDA!
    O que pode causar escape menstrual?
    É normal ter escape menstrual em circunstâncias específicas, como quando a mulher é...
    O que pode causar escape menstrual?
  • VER TODAS >