Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Mudar de profissão no meio do caminho: por que isso não é tão absurdo

Mudar de profissão no meio do caminho: por que isso não é tão absurdo

Escolher uma profissão já é um processo difícil, no qual precisamos tomar uma decisão importante, na maioria das vezes quando ainda somos muito novas. Trocar de profissão no meio do caminho, então, pode ser ainda mais complicado. No entanto, o que antes era visto com grande tabu, hoje em dia tem se tornado cada vez mais comum. Veja nossa entrevista com a Camila Oliveira, jornalista formada, que saiu do seu emprego como editora de dois veículos online para investir no trabalho como ceramista. Dá para imaginar? Ela deu algumas dicas para quem está passando por esse momento!

 

Desde pequena sempre teve paixão por moda e beleza

 

Camila conta sempre ter sido apaixonada por moda e beleza, e ainda na faculdade começou a trabalhar na área. “Primeiro, moda era o foco, mas foi a beleza que me tomou, fiquei totalmente envolvida e amando saber as novidades, entender os ingredientes dos produtos, cobrir eventos, participar de imersões”, conta ela.

 

O processo de autoconhecimento

 

Alguns anos depois, ela começou o que chama de processo de autoconhecimento, o que transformou sua forma de olhar e sentir o mundo. “Yoga, meditação, terapia e conversas infinitas com as minhas amigas que estavam no mesmo barco que eu foram essenciais para esse resgate de algo mais profundo. Foi um mergulho interno mesmo”, relembra.  

 

Esse processo fez com que Camila abrisse seu olhar e passasse a enxergar a vida cheia de possibilidades, e que nada precisava ser tão definitivo e marcado como ela pensava. “Mas, claro, falando isso como uma pessoa branca privilegiada, que teve acessos”, ela destaca. Nesse momento ela passou a se permitir pensar em novas formas de se expressar profissionalmente, até que chegou à cerâmica.
 

A descoberta da cerâmica

 

“Desde pequena, eu tenho fascínio por antiguidades, coisinhas, artesanato, garimpos de feiras e brechós e foi aí meu primeiro contato com as peças de utilitário”, lembra Camila. Ela conta que isso aumentou principalmente quando começou a morar sozinha e montou um apartamento todo do seu jeito.

 

“Há algum tempo, eu via um movimento de mais pessoas se envolvendo com cerâmica, especialmente uma galera nova, mas como eu nunca tinha feito algo tão manual assim, achei que não era pra mim”, diz ela. Até que resolveu fazer uma aula experimental, em agosto de 2017, e depois disso não largou mais a argila.
 

O momento de decisão

 

“Fiz aula durante seis meses e só pensava em cerâmica, processos, esmaltes, materiais, design”, conta. Paralelamente, continuava seu trabalho como editora de dois veículos online. Em janeiro de 2018, depois de cinco anos na mesma empresa, ela viu que era a hora de se transformar mais uma vez e se abrir pra esse algo novo. Meses depois, ela encontrou outro ateliê, no qual tem a oportunidade de ser aprendiz e participar de todos as etapas da argila até chegar à cerâmica. “Também montei um espaço de criação em casa, que me permite fazer tudo devagar, no tempo do barro, com a minha cachorra por perto, ouvindo as músicas que eu amo, cercada de plantinhas e das minhas coisinhas”, explica ela. Hoje, Camila vende peças por encomenda, mas não é sua total fonte de renda.

 

Sobre o julgamento das pessoas

 

“Não acho que eu tenha sofrido”, afirma. Pelo contrário, conta que seus amigos e pessoas próximas a incentivaram muito e acreditaram no seu potencial, algumas vezes mais do que ela mesma. “Além disso, tenho o privilégio de ter uma mãe incrível, que faz o mesmo por mim.”

 

Dicas para quem está passando por isso

 

Toda mudança é complexa, mexe com o ego, com as memórias e no bolso. Isso pode parecer motivo para travar e não se permitir experimentar novas opções. “Eu acho que o importante é sempre estar com o coração e a mente conectados para escolher o melhor caminho”, recomenda Camila. No caso de mudar de profissão, a questão financeira sempre vai pesar, então ela indica também jogo de cintura para lidar com a nova situação. “E muita terapia”, completa.

Bottom_OB_celebration

tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação? Teste seus conhecimentos
    A ovulação e o período fértil são duas fases do ciclo menstrual em que a mulher tem mais...
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação?  Teste seus conhecimentos
  • Menstruação
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
    Na maioria das vezes, a menstruação preta é normal e não representa problemas de saúde....
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
  • Menstruação
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
    Muitas mulheres ficam em dúvida sobre quantos dias depois de acabar o anticoncepcional...
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
  • SE CUIDA!
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
    A primeira consulta com o ginecologista é um momento muito importante para esclarecer...
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
  • VER TODAS >