Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Menstruar duas vezes no mês: é normal? Descubra se o sangramento pode ser sinal de problema

Menstruar duas vezes no mês: é normal? Descubra se o sangramento pode ser sinal de problema

É normal menstruar duas vezes no mês para mulheres que possuem o ciclo menstrual curto, ou seja, com duração inferior a 21 dias. Portanto, este grupo pode menstruar no início e no final do mesmo mês sem que isso represente um problema de saúde. O escape provocado pelo anticoncepcional também pode ser confundido com uma repetição da menstruação no mesmo ciclo.

 

No entanto, se a paciente não faz uso de um método contraceptivo hormonal e continua tendo episódios de sangramentos que não correspondem ao fluxo menstrual, deve-se investigar causas como alterações hormonais, infecções e a endometriose. Antes de tirar conclusões precipitadas, procure um ginecologista para fazer uma avaliação detalhada e encontrar a verdadeira origem do problema. Conversamos com o ginecologista e obstetra Alexandre Pupo sobre o assunto. Confira!

 

Mulheres com o ciclo menstrual curto podem menstruar duas vezes no mês

 

Segundo o especialista, quanto mais curto for o ciclo menstrual da mulher, mais chances ela tem de menstruar duas vezes no mesmo mês. “Se você tem um ciclo menstrual de 28 dias e o mês tem 31 dias, isso significa que, se a menstruação acontecer no dia 1º, você menstruará novamente no dia 28 ou 29 daquele mesmo mês”, explica. “Então, mesmo com ciclos normais, é possível menstruar duas vezes ao mês. Isso não representa, de pronto, um problema de saúde. Pode ser simplesmente o fato de que o seu óvulo fica pronto mais cedo e isso diminui o tamanho do ciclo”, tranquiliza o médico. 

 

No geral, ciclos menstruais considerados normais podem variar entre 21 a 35 dias. Quando este período é inferior a 21 dias, o ciclo menstrual é classificado como curto. Se você faz parte deste grupo, fique tranquila. Normalmente, a característica do ciclo reprodutivo não representa nenhum problema de saúde, principalmente se a duração sempre esteve dentro desta média. Porém, se o ciclo menstrual da mulher passa a reduzir com o tempo, recomenda-se uma avaliação médica para confirmar ou descartar possíveis complicações.  

 

Sangramento de escape provocado pelo anticoncepcional pode ser confundido com a menstruação

 

A distinção entre o escape e a menstruação propriamente dita ainda pode causar confusão na cabeça de algumas mulheres. Porém, os conceitos não são tão complicados. A menstruação acontece quando o endométrio, tecido que reveste as paredes intrauterinas e tem como função preparar o útero para a gravidez, passa por um processo de descamação e é expelido pela vagina em forma de sangue. Esse processo ocorre quando a fecundação do óvulo liberado durante a ovulação não é realizada. “No ponto de vista estritamente médico, para você menstruar, você tem que ter ovulado. A menstruação tem que conter células endometriais descamadas. Quando falamos de escape, normalmente, estamos nos referindo a pequenos fluxos de sangue que ocorrem durante o uso da pílula anticoncepcional”, esclarece o obstetra. 

 

Ou seja, mulheres que fazem uso de algum método contraceptivo hormonal, que tem como função inibir a ovulação, não menstruam. Os sangramentos que acontecem no intervalo destes medicamentos são, na verdade, “sangramentos limpos, sem células endometriais descamadas”. De acordo com o Dr. Alexandre, o episódio pode ser chamado de “sangramento por deprivação hormonal da pílula” e, como o nome já diz, está associado a ausência das dosagens hormonais características do medicamento anticoncepcional. 

 

Por esse motivo, adeptas ao anticoncepcional, seja a pílula, a injeção ou o adesivo, estão mais suscetíveis a observar o aparecimento de escapes ao longo do mês. Essa incidência é ainda maior em mulheres que acabaram de dar início ao uso do medicamento ou naquelas que já utilizam o recurso há bastante tempo. Para evitar o inconveniente, talvez seja preciso ajustar a dose hormonal do anticoncepcional ou até mesmo trocar o método contraceptivo.  

 

Menstruar duas vezes no mês: quando devo me preocupar? Confira quais complicações podem gerar sangramentos

 

Observar e acompanhar o próprio ciclo menstrual está entre as recomendações do Dr. Alexandre. “Esse é o relógio biológico da mulher. Muitas das doenças da mulher podem ser identificadas através de mudanças no padrão do ciclo natural dela”, enfatiza o especialista. Caso o sangramento vaginal fora da menstruação seja algo pontual, é bem provável que não represente grandes ameaças. Porém, se este episódio acontecer mais de duas vezes ao mês ou por vários meses seguidos, é válido procurar um(a) ginecologista. 

 

“Se você tem sangramentos recorrentes e que não encontram uma causa na parte menstrual, tem que pesquisar e observar o colo do útero. [Conferir] se não há nenhuma lesão ali que poderia justificar esse sangramento”, alerta o obstetra. “Pode estar relacionado a problemas como endometrite, como alguma ferida no colo do útero e coisas do gênero”, acrescenta. 

 

Veja possíveis causas para o sangramento duas vezes no mesmo mês que devem ser investigadas:

 

  • Pólipos ou miomas uterinos: transtornos uterinos, como os pólipos e miomas, têm a capacidade de gerar a suposta “menstruação” fora de hora. Além do sangramento, sintomas como dor e incômodo ao praticar relações sexuais também podem ser observados. 

 

  • Infecções Sexualmente Transmissíveis: a tricomoníase é um exemplo de infecção vaginal que pode provocar sangramentos fora da menstruação. Outras doenças transmissíveis sexualmente, como a gonorreia e a clamídia, também estão entre as possíveis responsáveis pelo episódio. Ao notar a presença do sintoma, o recomendado é procurar uma avaliação ginecológica para identificar e tratar o problema.

 

  • Problemas na tireóide: deficiências na tireoide provocam alterações hormonais capazes de desregular as etapas do ciclo menstrual, como a ovulação e a própria menstruação. Por isso, o sangramento vaginal irregular não é raro em mulheres com problemas na tireoide. 

 

  • Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP): além de incômodos como aumento na oleosidade da pele e dificuldade para engravidar, a SOP também pode provocar o sangramento irregular, possivelmente confundido com a menstruação. 

 

  • Endometriose: a endometriose é uma doença que acomete muitas mulheres e caracteriza-se pelo crescimento do endométrio fora de seu lugar habitual (útero). Além de aumentar a intensidade do fluxo menstrual, a frequência da menstruação também pode sofrer irregularidades. Caso a enfermidade não seja tratada, a mulher pode ter sua fertilidade comprometida. 

 

Menstruar duas vezes no mês pode ser sinal de gravidez  

 

Uma dúvida frequente entre as mulheres nos consultórios ginecológicos é: o sangramento fora do período menstrual pode significar gravidez? Sim, pode! O evento, erroneamente confundido com uma menstruação, pode se tratar do sangramento de nidação. “A nidação é quando o embrião que foi fecundado lá na trompa chega ao útero e corrói a parede intrauterina para ali se implantar”, explica o ginecologista. “Em alguns cenários, quando isso acontece, a mulher pode experimentar um pequeno sangramento, mínima quantidade, curta duração, não passa de um dia e, portanto, é totalmente diferente de uma menstruação”, acrescenta. 

 

‘“Pode vir acompanhado de uma pequena cólica, que, na maioria das vezes, não exige nenhum tipo de tratamento adicional. Fora isso, esse pequeno sangramento costuma acontecer em torno de 5 dias antes do que seria previsto a menstruação. Então, é fácil: atente-se a esse pequeno sangramento e se, após 5 dias, a menstruação nao vier, é possível que seja a nidação”, explica o Dr. Alexandre. Nestes casos, acabe com a incerteza e faça logo um exame de sangue ou um teste de gravidez de farmácia para confirmar ou descartar a suspeita de uma gestação. 

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Alexandre Pupo Nogueira - ginecologista e obstetra membro do corpo clínico do Hospital Albert Einstein, é também mastologista e Membro Titular do Núcleo de Mastologia do Hospital Sírio Libanês

CRM-SP: 84.414

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Menstruar duas vezes no mesmo mês pode ser sinal de gravidez?
    Menstruar duas vezes no mesmo mês pode ser sinal de gravidez?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Menstruar mais de uma vez no mês pode ser sinal de algum problema?
    Menstruar mais de uma vez no mês pode ser sinal de algum problema?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Coceira no clitóris é normal? Saiba se isso pode ser um sinal de infecção
    Coceira no clitóris é normal? Saiba se isso pode ser um sinal de infecção
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Menstruação fraca pode ser sinal de ciclo anovulatório. Veja 7 causas para a anovulação!
    Menstruação fraca pode ser sinal de ciclo anovulatório. Veja 7 causas para a anovulação!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Da coceira ao odor forte: saiba quais são os problemas vaginais comuns e que não podem ser ignorados
    Da coceira ao odor forte: saiba quais são os problemas vaginais comuns e que não podem ser ignorados
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Menstruação fraca pode ser sinal de algum problema?
    Menstruação fraca pode ser sinal de algum problema?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Menstruar duas vezes no mês: quando devo me preocupar?
    Menstruar duas vezes no mês: quando devo me preocupar?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Menstruação muito longa pode ser sinal de problemas? Saiba o que fazer
    Menstruação muito longa pode ser sinal de problemas? Saiba o que fazer
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Absorvente noturno pode ser usado de dia? Descubra
    Absorvente noturno pode ser usado de dia? Descubra
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Ter a pele da minha região íntima mais escura é normal? O que pode ser?
    Ter a pele da minha região íntima mais escura é normal? O que pode ser?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • PODEROSAS
    Viajada: 7 dicas para quem quer viajar sozinha nessas férias!
    A gente sabe que as mulheres estão cada vez mais independentes, inclusive na hora de viaj..
  • PODEROSAS
    Férias em casa: 5 dicas de livros de autoras fortes para curtir o tempo livre
    Em meio a tantos best-sellers com protagonistas homens, existe um universo de autoras mulh..
  • PODEROSAS
    Girl power! Listamos 9 filmes para assistir com mulheres empoderadas como protagonistas
    Uma das melhores formas de descontrair e buscar se empoderar é conhecendo e se inspirando..
  • PODEROSAS
    Beyoncé parceira: listamos as 10 falas mais empoderadoras da cantora que vão te inspirar!
    A Beyoncé é uma das famosas mais inspiradoras do universo musical. A cantora é do tipo ..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    Por onde sai a menstruação?
    Você sabe dizer por onde sai a menstruação? Muitas meninas passam a infância ouvindo a...
    Por onde sai a menstruação?
  • SE CUIDA!
    Corrimento aquoso: o que é? Veja como lidar com a umidade íntima
    O corrimento vaginal (como são popularmente chamadas as secreções vaginais da mulher) nem...
    Corrimento aquoso: o que é? Veja como lidar com a umidade íntima
  • SE CUIDA!
    Ovulação e sintomas: saiba quais são os sinais de que você está ovulando
    Os sintomas de ovulação mais comuns são aumento da libido, elevação da temperatura...
    Ovulação e sintomas: saiba quais são os sinais de que você está ovulando
  • SE CUIDA!
    Corrimento vermelho claro ou escuro: o que pode ser?
    O corrimento vermelho claro ou rosado indica a presença de sangue misturado à secreção...
    Corrimento vermelho claro ou escuro: o que pode ser?
  • VER TODAS >