Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Menopausa precoce: condição pode atingir mulheres na faixa dos 30 anos

Menopausa precoce: condição pode atingir mulheres na faixa dos 30 anos

PRODUTO
Relacionado

Boa parte das mulheres já está familiarizada com o conceito de menopausa: o fim da fase reprodutiva e da menstruação, que, geralmente, ocorre entre os 45 e 55 anos de idade. Entretanto, nem todas sabem o que é menopausa precoce, um fenômeno que pode acometer algumas mulheres antes da idade considerada normal para entrar na menopausa.

 

A menopausa precoce é caracterizada pelo fim do ciclo reprodutivo e queda na produção hormonal antes dos 40 anos de idade. “Após os 40 anos, já não é considerada menopausa precoce”, enfatiza a ginecologista Carolina Ambrogini, com quem conversamos sobre o assunto. A condição também é conhecida como Insuficiência Ovariana Prematura (IOP), já que, a partir deste período, os ovários deixam de funcionar normalmente e interrompem a produção normal de hormônios. 

 

Veja também: O ciclo menstrual pode mudar a partir dos 30 anos?

 

Sintomas da menopausa precoce incluem irregularidade menstrual, ondas de calor e dificuldade para dormir

 

Algumas mulheres podem passar pela menopausa precoce sem observar sintomas atípicos, com exceção da impossibilidade de engravidar. Em outras circunstâncias, os sintomas da menopausa precoce são semelhantes aos indícios de uma menopausa comum, dentro da faixa etária considerada normal. 

 

“Inicia-se, geralmente, com irregularidade menstrual, porque há uma falha na ovulação e é a ovulação que dá cadência à menstruação”, cita a doutora Carolina. Tendo isso em vista, mulheres que passam meses sem menstruar ou apresentam menstruação prolongada por mais de 15 dias podem estar, na verdade, manifestando um sinal de menopausa precoce. Havendo suspeitas, vale buscar uma investigação mais aprofundada. 

 

Além irregularidade no ciclo menstrual, outros sintomas de menopausa precoce incluem ondas de calor, dificuldade para dormir, irritabilidade, sudorese noturna, oscilações de humor, secura vaginal e indisposição. 

 

“Para considerar menopausa, a pessoa tem que ficar um ano sem menstruar. Porém, as alterações (que a gente chama de transição menopausal) acontecem, geralmente, um ano ou um ano e meio antes dessa menopausa definitiva. Então, se a pessoa inicia esses sintomas antes dos 40 anos, a gente já trata e considera como menopausa precoce”, finaliza a profissional. 

 

Fatores genéticos e doenças autoimunes estão entre as causas da menopausa precoce

 

Segundo a doutora Carolina, “a menopausa precoce pode ser idiopática”, ou seja, não apresentar causa específica. Porém, existem algumas condições capazes de desencadear a antecipação do fim da fase reprodutiva, como fatores genéticos. “É interessante observar se a mãe ou alguma familiar também teve menopausa precoce”, indica a especialista. As principais causas genéticas associadas à menopausa precoce são a Síndrome do X Frágil (ligada ao cromossomo X, provoca deficiência intelectual leve a grave) e a Síndrome de Turner (quando o par de cromossomos X é incompleto, também gera atraso da puberdade).

 

Outros transtornos, como doenças autoimunes (quando o organismo produz anticorpos anormais que atacam os próprios tecidos do corpo, incluindo os ovários), deficiências enzimáticas e alguns tratamentos para o câncer, também podem favorecer o desenvolvimento do quadro. “Se a mulher fez quimioterapia, radioterapia na pelve ou fez a retirada cirúrgica dos ovários, isso pode levar à menopausa precoce”, exemplifica a ginecologista. 

 

Sendo assim, infelizmente, não é possível prever ou evitar a menopausa precoce. “A gente [comunidade médica] não tem essa visão de quando a mulher vai entrar na menopausa, então, não existe um tratamento preventivo”, esclarece. 

 

Riscos da menopausa precoce

 

A médica destaca que a menopausa precoce pode ter bastante consequências negativas para o organismo. “Além do envelhecimento, uma chance altíssima de osteoporose e uma importante atrofia genital”, diz a especialista. A osteoporose (diminuição da densidade óssea) e a atrofia genital (ressecamento do revestimento vaginal) mencionados pela ginecologista estão associados à falta do hormônio estrogênio. Essa deficiência acontece graças ao comprometimento do funcionamento dos ovários, comportamento característico da menopausa precoce. “Por isso que, quando não há contraindicação, como um câncer de mama, por exemplo, a mulher deve fazer a reposição hormonal”, orienta a profissional. 

 

Tratamento para menopausa precoce é feito através da reposição hormonal

 

O tratamento para menopausa precoce deve ser feito de forma individual, levando em consideração as necessidades e especificidades da paciente. De modo geral, o tratamento visa aliviar os sintomas da condição e prevenir possíveis complicações futuras. “Quando a mulher entra na menopausa antes dos 40 anos, é muito importante que ela faça a reposição hormonal”, alerta a médica. A reposição do hormônio estrogênio reduz os sintomas e, por isso, costuma ser o caminho escolhido para o tratamento. No entanto, quando administrado sozinho, o estrogênio aumenta as chances de câncer de endométrio na mulher. Por essa razão, seu uso é frequentemente combinado com a progesterona.

 

Essa abordagem hormonal deve ser mantida, pelo menos, até a idade média para a chegada da menopausa (por volta dos 51 anos de idade). Após este período, a paciente e o(a) médico(a) devem decidir, em conjunto, como e se vão prosseguir com o tratamento. Vale ressaltar que a reposição hormonal diminui os riscos de transtornos de humor, doença de Parkinson, demência e doença arterial coronariana. 

 

A mulher com menopausa precoce pode engravidar?

 

De acordo com a ginecologista, a mulher pode engravidar enquanto estiver na transição menopausal. Nestes casos, os ovários podem funcionar, mesmo que por um curto período de tempo, e acabar liberando um óvulo maduro, possibilitando a fecundação pelo espermatozóide. “Os ovários não param de funcionar de uma hora para a outra. Então, se, ocasionalmente, você pode ovular [nessa transição], também pode engravidar, sim”, explica a profissional. 

 

De todo modo, as chances de engravidar na menopausa precoce são significativamente reduzidas. Portanto, se a gestação for um desejo da paciente, vale considerar procedimentos de reprodução assistida, como a fertilização in vitro.

 

Menopausa precoce deixa o metabolismo mais lento e pode levar ao ganho de peso

 

De fato, a menopausa precoce engorda. Segundo a doutora Carolina, “a menopausa por si só já é um mecanismo que transfere o acúmulo de gordura do quadril para o abdômen”. Além disso, o metabolismo da mulher após a menopausa também se torna bem mais lento. “Então, ela pode engordar, sim. Mas, depende da tendência de cada uma”, ressalta a especialista. 

 

Esta publicação teve a contribuição do especialista:

Dra. Carolina Ambrogini - Ginecologista 

CRM: 102706-SP

PRODUTOS
Relacionado

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    O ciclo menstrual pode mudar a partir dos 30 anos?
    O ciclo menstrual pode mudar a partir dos 30 anos?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Métodos contraceptivos sem hormônio: saiba como funciona e se você pode utilizar
    Métodos contraceptivos sem hormônio: saiba como funciona e se você pode utilizar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Exercícios para a vagina podem melhorar o prazer sexual das mulheres
    Exercícios para a vagina podem melhorar o prazer sexual das mulheres
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Chocolate? Pode! Veja os principais cuidados para ter com você mesma naqueles dias
    Chocolate? Pode! Veja os principais cuidados para ter com você mesma naqueles dias
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PODEROSAS
    PODEROSAS
    Mulher Maravilha, Divinas Divas e Cidade de Deus: confira uma lista de filmes influentes que foram dirigidos por mulheres
    Mulher Maravilha, Divinas Divas e Cidade de Deus: confira uma lista de filmes influentes que foram dirigidos por mulheres
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    4 motivos ilustrados com gifs que vão explicar como a menstruação faz das mulheres ainda mais poderosas
    4 motivos ilustrados com gifs que vão explicar como a menstruação faz das mulheres ainda mais poderosas
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Da coceira ao odor forte: saiba quais são os problemas vaginais comuns e que não podem ser ignorados
    Da coceira ao odor forte: saiba quais são os problemas vaginais comuns e que não podem ser ignorados
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PODEROSAS
    PODEROSAS
    Vai passar o Dia dos Namorados solteira? Pensamos em 7 coisas mais legais que você pode fazer
    Vai passar o Dia dos Namorados solteira? Pensamos em 7 coisas mais legais que você pode fazer
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PODEROSAS
    PODEROSAS
    Sororidade entre mulheres no período menstrual: veja que cuidados você pode ter com uma amiga nesses dias
    Sororidade entre mulheres no período menstrual: veja que cuidados você pode ter com uma amiga nesses dias
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Absorvente pode marcar na roupa? Confira o poder dos modelos anatômicos e fique livre de preocupações
    Absorvente pode marcar na roupa? Confira o poder dos modelos anatômicos e fique livre de preocupações
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    Menstruar duas vezes no mês: quando devo me preocupar?
    Menstruar duas vezes no mês pode gerar uma certa preocupação, afinal, estamos acostumadas...
    Menstruar duas vezes no mês: quando devo me preocupar?
  • SE CUIDA!
    Toda mulher tem secreção vaginal. Entenda porque isso é normal!
    Se você é uma mulher em idade reprodutiva (ou seja, já teve a primeira menstruação e...
    Toda mulher tem secreção vaginal. Entenda porque isso é normal!
  • SE CUIDA!
    5 métodos contraceptivos que cortam a menstruação
    Todo método contraceptivo hormonal causa alguma interferência no padrão menstrual. Alguns...
    5 métodos contraceptivos que cortam a menstruação
  • Menstruação
    Diário da menstruação: 4 motivos para fazer o seu!
    Você já ouviu falar no diário de menstruação? Só pelo nome já dá para ter uma ideia do...
    Diário da menstruação: 4 motivos para fazer o seu!
  • VER TODAS >