Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Lubrificação feminina é essencial na hora do sexo

Lubrificação feminina é essencial na hora do sexo

A lubrificação feminina é um fluido produzido pela vagina como resposta à excitação sexual. Ela é muito importante na hora do sexo, pois sua função é deixar a região da vulva e do canal vaginal mais úmida, reduzindo a fricção do pênis durante a penetração. Como efeito, a lubrificação torna a relação mais prazerosa e reduz os riscos de problemas como ardência, dor e irritação na vagina durante e após o contato íntimo. Porém, alguns fatores físicos e emocionais podem deixar a região íntima menos lubrificada, ocasionando um quadro conhecido como secura vaginal.

 

Entenda a importância da lubrificação vaginal para a saúde íntima e sexual. 

 

 

Lubrificação vaginal está relacionada à satisfação sexual feminina

 

A lubrificação vaginal é um líquido produzido pelas glândulas de Bartholin e Skeene, localizadas no canal da vagina e tem como principal função deixar o canal vaginal lubrificado durante a penetração. Quanto mais “molhado”, menor o atrito entre o pênis e a vagina. Além disso, a lubrificação feminina está diretamente ligada ao prazer durante o sexo, pois quanto mais confortável for a penetração, mais satisfatória será a relação para o casal. A vagina lubrificada também é sinônimo de saúde. Os movimentos do penis no canal vaginal seco podem causar lesões na sua mucosa e facilitar infecções por fungos e bactérias. 

 

A lubrificação feminina está diretamente relacionada com a excitação e o aumento do prazer sexual. O processo ocorre da seguinte maneira: quando a libido está em alta, a pelve feminina fica mais vascularizada e o fluxo sanguíneo na região leva ao extravasamento do líquido lubrificante através das paredes da vagina. Isso explica porque a lubrificação vaginal é considerada uma resposta do organismo feminino ao estímulo sexual. Quanto mais a pessoa estiver envolvida sexualmente, mais a vagina fica lubrificada. 

 

Contudo, a produção de lubrificação não depende apenas da libido, mas da ação dos hormônios estrogênio e testosterona. Quando os dois estão em alta, a atividade das glândulas de Bartholin e Skeene aumentam, produzindo líquido lubrificante. Por esse motivo, a vagina fica mais úmida durante o período fértil, pois esta é a fase do ciclo menstrual em que as taxas de estrogênio e testosterona estão altas. Esse também é o motivo da libido aumentar durante esse período. 

 


 

Falta de lubrificação feminina reduz a libido e prejudica a vida sexual da mulher

 

 

 A falta de lubrificação feminina é uma das principais causas de dor durante o sexo. Consequentemente, quando uma pessoa sente desconforto ao ter relações, ela acaba perdendo o interesse sexual e sua libido é reduzida. A falta de prazer no contato íntimo impacta não apenas a vida sexual, mas também a autoestima de uma pessoa, que passa a sentir mais insegurança durante o sexo e com dificultade em sentir prazer. 

 

Outros efeitos colaterais físicos e emocionais da baixa lubrificação na vagina são: 

 

  • sensação de queimação durante e após o sexo; 

  • irritação e inflamação na vagina (vaginite);

  • sangramentos após a relação sexual; 

  • sentimento de ansiedade e estresse com assuntos relacionados a vida sexual;

  • coceira vaginal

  • atrofia nos músculos da vagina; 

  • aumento da frequência de infecções como candidíase. 


 

 

Baixa produção de estrogênio e falta de estímulo sexual são principais causas de baixa lubrificação feminina 

 

A produção de líquido lubrificante é um processo natural do corpo, mas não são raros os casos de secura vaginal. A baixa lubrificação é uma realidade na vida de muitas pessoas, que passam a sentir dor e outros desconfortos durante o sexo. Por isso, é importante investigar o que está acontecendo e iniciar um tratamento adequado para melhorar a lubrificação da vagina. 

 

A baixa lubrificação vaginal pode estar relacionada a fatores físicos ou emocionais, como disfunções hormonais ou questões psicológicas. Uma das causas mais recorrentes é a pouca produção de estrogênio, hormônio que estimula as glândulas de Bartholin e Skeene a produzirem líquido lubrificante. Essa é a razão da secura vaginal ser bastante comum em mulheres que estão na menopausa ou durante a amamentação, fases em que as taxas de estrogênio no organismo são mais baixas. 

 

Por outro lado, a baixa produção de lubrificação vaginal também está associada ao estado emocional de uma pessoa. Situações como pouca libido, problemas de autoestima, insegurança com o corpo, excesso de timidez, depressão, ansiedade e estresse levam a diminuição da produção de lubrificante natural e ao ressecamento vaginal. O mesmo pode acontecer com quem faz uso de medicamentos como pílula anticoncepcional, ansiolíticos e anti-histamínicos. 


 

PRODUTOS
Relacionado

CAREFREE® TodoDia
CAREFREE® TodoDia

semprelivre_bottom1_dance_new

  • PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    A primeira ida ao ginecologista gera um certo receio em muitas garotas, mas não há motiv..
  • PRIMEIRA VEZ
    1º dia de aula na faculdade: a blogueira Natalia Salvador contou como encarou o medo e deu dicas de como lidar com essa mudança
    Uma das maiores mudanças do início da nossa vida adulta é a entrada para a universidade..
  • PRIMEIRA VEZ
    5 coisas que ninguém te contou sobre sua primeira menstruação
    A primeira menstruação acontece de forma inesperada, já que, na maioria das vezes a gen..
  • PRIMEIRA VEZ
    Intercâmbio: blogueira Paola Piola conta sobre a 1ª vez que lidou com a independência em outro país
    Fazer intercâmbio é o sonho de muitas adolescentes, principalmente depois dos 18 anos, q..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >