Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Inflamação pélvica: aprenda o que é, as causas e como tratar

Inflamação pélvica: aprenda o que é, as causas e como tratar

Já imaginou uma doença que começa em um lugar e, aos poucos, se espalha por toda uma região? Pois é assim que a inflamação pélvica, também chamada de DIP, age no organismo feminino. Ela é uma infecção que, nas mulheres, começa na vagina, se entende para o útero e depois para as trompas uterinas. Existem diferentes causas para essa complicação e também muitos sintomas. Mas não se assuste, a doença é bem fácil de entender e a ginecologista Renata de Camargo ajudou a gente a esclarecer ainda mais para vocês! Confira nossa entrevista com ela.

 

É uma doença sexualmente transmissível

 

Como uma grande parte das doenças que acomete a área genital, a inflamação pélvica tem o contágio por meio de relações sexuais. A causa pode ser variada, mas envolve principalmente o sexo desprotegido ou a contaminação por agulhas. A DIP também pode aparecer como um desenvolvimento de alguma outra DST que não foi inteiramente tratada, como a gonorreia e a clamídia.

 

Existe também o contágio por fatores atípicos, como inserir o dispositivo intrauterino (DIU), passar por algum aborto ou parto. Isso acontece devido ao aumento de bactérias na área vaginal. Depois de proliferadas, elas podem se desenvolver para um quadro maior, como o da DIP.

 

Descubra se você se enquadra dentro dos fatores de risco

 

Hábitos e costumes, às vezes, podem definir quais as chances de contrair a doença. Como em muitas outras complicações da DST, existem fatores de riscos, principalmente os voltados para o estilo de vida da paciente. “Vida sexual ativa, múltiplos parceiros, inserção de dispositivo intra-uterino (DIU) há menos de 20 dias e história pregressa de DIP são alguns deles”, comenta Renata. É importante entender essas questões, já que não se enquadrar nelas é também uma forma de prevenção.

 

Quais são os sintomas?

 

Os sintomas da doença inflamatória pélvica são variados. O primeiro é um certo incômodo na parte inferior abdominal. Em seguida, a DIP pode evoluir e apresentar sintomas mais complexos. “Dor na relação sexual, acompanhados de febre, corrimento vaginal mucopurulento, sangramento fora de época, sangramento após o ato sexual e dor para urinar”, lista a especialista. Em casos mais sérios, pode precisar de internação.

 

O tratamento da inflamação pélvica envolve o uso de antibióticos

 

O tratamento deve ser feito assim que possível. Dra. Renata explica como é essencial que a mulher, ao sentir os primeiros sintomas, procure um ginecologista para investigar as possíveis causas. “A precocidade das medidas terapêuticas é importante na prevenção de sequelas de longo prazo”, explica ela. A especialista ainda comenta que o tratamento é bem fácil e envolve o uso de antibióticos de amplo espectro. Mas tudo só pode ser indicado depois da consulta médica. Não deixe de se visitar os profissionais, já que a inflamação pode desenvolver outros problemas de saúde.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Renata de Camargo Menezes - Ginecologista, Obstetra, Diretora da Clínica Engravide e especialista em Reprodução Humana
CRM: 99227

Bottom_OB_celebration

tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >