Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Hímen: conheça os diferentes tipos e formatos que existem

Hímen: conheça os diferentes tipos e formatos que existem

Você sabe o que é hímen e quais os seus tipos? O hímen feminino é uma membrana, de consistência e formatos variáveis, que fica localizada na entrada da vagina de meninas virgens. Normalmente, essa película possui uma pequena perfuração pela qual a menstruação e outras secreções vaginais são expelidas. Entretanto, em alguns casos, o hímen pode ser completamente fechado e provocar certos desconfortos. No geral, o hímen feminino não apresenta nenhuma utilidade biológica conhecida e costuma ser rompido durante a primeira relação sexual da mulher, salvo algumas exceções. Para entender melhor essas diferenças, é preciso conhecer os cinco tipos de hímen existentes: o anular (mais comum entre as mulheres), septado (um pouco mais resistente), complacente (flexível e, por isso, demora mais a ser rompido), cribiforme (contém vários buraquinhos pelos quais o fluxo menstrual atravessa) e imperfurado (mais raro, não deixa a menstruação passar e deve ser removido cirurgicamente).

 

Veja também: Hímen: 5 coisas que você precisa saber

 

Rompimento do hímen não é o responsável pela dor sentida por algumas mulheres durante a primeira relação sexual

 

Não é raro ouvir falar que o rompimento do hímen é o grande responsável pela dor que algumas mulheres sentem na primeira vez fazendo sexo. Porém, isso não é verdade! O hímen é apenas um resquício da formação embrionária e não possui terminações nervosas. Além disso, o rompimento do hímen nem sempre acontece com a primeira penetração vaginal. Dependendo do tipo de hímen em questão, a membrana pode ser mais resistente ou flexível e demorar um tempo para romper. No caso do hímen complacente, por exemplo, o rompimento pode ocorrer apenas durante o parto normal. Sendo assim, na realidade, a dor da primeira relação sexual está associada aos movimentos e contrações dos músculos da vagina e não tem nada a ver com o hímen feminino.

 

Tipos de hímen: conheça as características de cada um!

 

1) Hímen anular possui o formato de um anel e é o mais comum entre as mulheres

 

O hímen anular é o tipo mais comum entre as mulheres e, como o próprio nome sugere, tem o formato de um anel. Ou seja, apresenta um furo central. Esse orifício permite a passagem da menstruação e, durante a penetração vaginal, se expande gradativamente até que seja rompido por completo. Em alguns casos, o processo de rompimento pode causar um pequeno sangramento (conhecido como o sangramento da primeira vez).

Ele vai se acomodando e se rompendo conforme acontece a penetração

Fonte: Delas - iG @ https://delas.ig.com.br/amoresexo/2018-08-10/rompimento-do-himen-delas-responde.html

Ele vai se acomodando e se rompendo conforme acontece a penetração

Fonte: Delas - iG @ https://delas.ig.com.br/amoresexo/2018-08-10/rompimento-do-himen-delas-responde.html

 

2) Hímen septado ou biperfurado apresenta uma pele no orifício central da membrana

 

Diferente do hímen anular, o hímen septado conta com uma cadama extra de pele no meio do furo central, o que divide a abertura visível e cria a impressão de que são dois orifícios. Também conhecido como hímen biperfurado, esse tipo de membrana costuma romper logo na primeira penetração vaginal. O hímen septado ou biperfurado pode gerar um certo desconforto durante a relação sexual, mas não chega a causar dor. Meninas com este tipo de hímen também podem encontrar dificuldade na inserção e na remoção de absorventes internos.

 

3) Hímen complacente é bastante elástico e, por isso, pode levar mais tempo para romper

 

O hímen complacente funciona como um espécie de hímen elástico. Esse tipo de membrana é bastante flexível e, por isso, tende a se alargar durante a penetração e retornar ao tamanho normal logo em seguida. Devido a esse comportamento, o rompimento do hímen complacente nem sempre ocorre na primeira vez e pode levar algumas relações sexuais até acontecer. Em algumas mulheres, o hímen complacente só é rompido na hora do parto (natural, é claro).

 

Embora seja mais grosso e resistente, o hímen complacente apresenta o mesmo formato que o anular e também conta com um orifício central que viabiliza a passagem do fluxo menstrual. Graças a essa anatomia, geralmente, não é preciso se preocupar quando este tipo de hímen demora a romper. Por ser elástico, o hímen complacente não costuma gerar incômodo ou dor durante o sexo. Caso haja algum desconforto ao praticar relações sexuais, é válido procurar uma avaliação médica individualizada.

 

Veja também: Conhecendo seu corpo: entenda o que é hímen complacente

 

4) Hímen cribiforme é mais resistente e possui vários furinhos em sua membrana

 

O hímen cribiforme tem vários buraquinhos, parecido com uma rede na abertura da vagina. Esse tipo de hímen é ainda mais resistente que os anteriores e sua ruptura é bem mais difícil. Assim como nos outros exemplos, o hímen cribiforme não prejudica a passagem da menstruação (graças aos seus furinhos), entretanto, tende a causar incômodo e sangramento durante a relação sexual. Em casos raros, pode ser necessário intervir cirurgicamente para estimular o rompimento do hímen cribiforme.

 

5) Hímen imperfurado bloqueia a passagem da menstruação e precisa ser rompido cirurgicamente

 

O hímen imperfurado é o único tipo capaz de impedir a passagem do fluxo menstrual da mulher. Neste caso, a membrana é completamente fechada e precisa ser rompida através de um procedimento cirúrgico. Justamente por bloquear o sangue menstrual, o hímen imperfurado costuma ser descoberto já na adolescência, com a chegada da menarca (primeira menstruação) e antes mesmo de qualquer tentativa de relação sexual. Isso porque o acúmulo do fluxo menstrual (bloqueado pelo hímen imperfurado) no canal vaginal tende a causar fortes dores abdominais (e/ou nas costas) e ainda pode levar a outras complicações. 

 

É possível identificar este tipo de hímen logo após o nascimento, através de uma observação do canal vaginal feita pelo(a) médico(a). Nestes casos, a cirurgia para romper o hímen imperfurado pode ser feita mais tarde ou enquanto a menina ainda é um bebê. O rompimento cirúrgico do hímen imperfurado consiste em um pequeno corte na membrana a fim de remover o tecido em excesso. Desta forma, cria-se uma abertura parecida com a natural. Depois da cirurgia do hímen, pode haver a necessidade de utilizar um pequeno dilatador, semelhante a um absorvente interno, por 15 minutos ao dia. A recomendação é realizada para evitar que o hímen feche novamente.

 

A virgindade da mulher vai muito além do rompimento do hímen. Entenda o porquê!

 

O rompimento do hímen é popularmente conhecido como um verdadeiro marco do início da vida sexual da mulher. Porém, será que isso verdade? A penetração não é a única forma de romper a membrana presente na entrada do canal vaginal. Inclusive, esse rompimento pode acontecer em atividades simples, como a prática de algum esporte, uma queda, um movimento de abertura das pernas, entre outros. Além disso, é possível ter uma ou mais relações sexuais sem que o hímem seja rompido. Ou seja, essa pequena película vaginal não deve ser considerada um símbolo de virgindade.

 

Perder a virgindade está muito mais ligado à experiência de fazer sexo e ter um contato íntimo com alguém, do que simplesmente a existência ou não de uma membrana na entrada da sua vagina. Sem falar que o sexo não está resumido apenas à penetração, né? Em resumo, o hímen é apenas uma parte da anatomia feminina que pode ou não ser influenciado pela primeira relação sexual.

 

Entretanto, existem alguns casos raros em que a mulher pode nascer sem ele.... - Veja mais em https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2018/09/03/todo-himen-sangra-na-primeira-vez-dez-perguntas-e-respostas-sobre-ele.htm?cmpid=copiaecola

Matéria atualizada em: 03 de junho de 2020

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    Mudar anticoncepcional pode atrasar menstruação?
    Você sabia que mudar anticoncepcional pode atrasar a menstruação ou até mesmo provocar...
    Mudar anticoncepcional pode atrasar menstruação?
  • Menstruação
    Candidíase atrasa a menstruação?
    Muitas mulheres têm dúvidas se a candidíase atrasa a menstruação. A infecção fúngica,...
    Candidíase atrasa a menstruação?
  • Menstruação
    Antibiótico atrasa menstruação? Veja quais compostos podem interferir no ciclo menstrual
    Muitas mulheres acreditam que o uso de antibiótico atrasa a menstruação. Isso porque...
    Antibiótico atrasa menstruação? Veja quais compostos podem interferir no ciclo menstrual
  • Quiz
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação? Teste seus conhecimentos
    A ovulação e o período fértil são duas fases do ciclo menstrual em que a mulher tem mais...
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação?  Teste seus conhecimentos
  • VER TODAS >