Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Hímen: 5 coisas que você precisa saber

Hímen: 5 coisas que você precisa saber

Quase toda menina já ouviu falar sobre o que é hímen nas aulas de anatomia. Mas, cá entre nós, essa breve apresentação foi o suficiente para que você saiba explicar a função do hímen feminino e quais são os seus tipos? É exatamente isso o que vamos descobrir agora! O hímen é uma membrana fina que envolve a entrada da vagina e pode ser encontrado em 5 formatos diferentes: hímen anular, hímen imperfurado, hímen cribiforme, hímen septado e hímen complacente (também conhecido como hímen elástico). Historicamente, a existência dessa película representa a virgindade da mulher. Quando ocorre o rompimento do hímen, significa que ela não é mais virgem. No entanto, esse pensamento é antigo e não corresponde, necessariamente, à realidade.

 

Veja também: Hímen: conheça os diferentes tipos e formatos que existem

 

A seguir, o Só Delas reúne 5 fatos esclarecedores sobre o hímen: tipos, o que é, qual seu papel no aparelho reprodutivo feminino e mais! Confira.

 


O hímen cobre metade da entrada da vagina, podendo ter vários formatos / Foto: Shutterstock

 

1)  O hímen é uma membrana que cobre a entrada da vagina e não tem função biológica

 

O hímen é uma película dérmica que cobre parcialmente a entrada da vagina. Há quem diga que essa membrana funciona como uma espécie de barreira para dificultar o acesso de bactérias na vagina. Contudo, sua função biológica não é esclarecida pela medicina. Acredita-se que o hímen é apenas um resquício da formação embrionária do corpo da mulher e, portanto, não desempenha nenhum papel reprodutivo determinante. Não é tão fácil visualizar sua estrutura, porém, um(a) ginecologista consegue ver a membrana fina através do exame ginecológico.

 

 

2) Nem todo hímen é igual: existem 5 tipos diferentes

 

Nem toda mulher possui o mesmo formato de hímen. Normalmente, o hímen possui um furinho no meio por onde saem a menstruação e outros fluidos vaginais. No entanto, há diversas variações: alguns são mais fechados, outros mais elásticos e existe até um tipo que é totalmente imperfurado (bloqueando, assim, a passagem do fluxo menstrual e gerando possíveis complicações). Confira os diferentes tipos de hímen e suas principais características: 

 

- Hímen anular: é o tipo mais comum de hímen. Ele leva esse nome porque lembra o formato de um anel, possuindo uma abertura no meio da membrana, por onde passam a menstruação e as secreções vaginais naturais da mulher. Geralmente, o hímen anular se expande gradativamente durante a primeira experiência sexual da menina até que se rompa por completo. O sangramento proveniente deste rompimento pode acontecer, mas não é obrigatório;

 

- Hímen septado: também conhecido como hímen biperfurado, é aquele que possui uma pele bem no meio do canal vaginal, dividindo a passagem e dando a impressão de que são dois furinhos (no lugar de apenas um). Assim como o hímen anular, este tipo de hímen também tende a ser rompido na primeira relação sexual;

 

- Hímen cribiforme: em vez de ter um furo maior como os outros, esse tipo de hímen possui diversos pequenos furos como se fosse uma rede. Sua membrana é mais resistente e, por isso, pode levar mais tempo para ser rompido naturalmente, além de gerar incômodo e sangramento durante a penetração. Em casos mais raros, pode ser necessário romper o hímen cribiforme através de procedimentos cirúrgicos;

 

- Hímen complacente: é importante saber o que é hímen complacente. Este é o tipo de hímen mais grosso e elástico e, por essa razão, pode não se romper durante a primeira relação relação sexual da mulher (esticando e voltando ao seu estado normal após a penetração). Há casos, inclusive, em que o hímen complacente só se rompe durante o parto natural. Não é possível identificar o hímen complacente através de um exame clínico, pois seu formato é parecido com o do hímen anular (ou seja, com um orifício no meio). Portanto, a menina só vai descobrir que tem hímen complacente na primeira tentativa de rompimento;

 

- Hímen imperfurado: este é o único tipo de hímen que bloqueia a passagem da menstruação da mulher, porque é completamente fechado (não possui nenhum furinho no meio da membrana). Nestas circunstâncias, o diagnóstico costuma ser feito com a chegada da primeira menstruação, pois o fluxo menstrual fica retido na vagina e acaba causando sintomas como dores abdominais e outras complicações. Por ter um visual diferente, o hímen imperfurado também pode ser identificado na infância por meio de um exame médico. O rompimento deste tipo de hímen deve ser feito através de uma cirurgia, que consiste em um pequeno corte na membrana para remover o tecido em excesso;

 

3) Sangramento após rompimento do hímen não é obrigatório

 

Ao contrário do que muita gente imagina, nem toda mulher tem sangramento vaginal com o rompimento do hímen na primeira relação sexual. Na verdade, não ter sangramento na primeira vez é bastante comum! Como explicamos, o hímen é uma fina película que encobre a entrada da vagina. Muitas vezes, essa membrana pode simplesmente se adaptar à mucosa vaginal quando é penetrada e não causar nenhum sangramento. Além disso, nas mulheres que possuem o hímen complacente (mais elástico e resistente), dificilmente haverá perda de sangue durante o rompimento.

 

Sendo assim, quando o assunto é hímen rompido: como saber que o episódio ocorreu? O ideal é procurar um(a) ginecologista para uma avaliação individualizada. Através do exame ginecológico, o(a) profissional conseguirá visualizar se ainda há a presença da membrana na entrada da vagina. 

 

Veja também: Mitos e verdades sobre a primeira vez!

 

4) Ter o hímen rompido não significa que a menina não é mais virgem

 

Da mesma forma que a presença do hímen não é garantia de virgindade (como no caso do hímen complacente que não costuma romper na primeira vez, por exemplo), o rompimento do hímen também não significa que a menina não seja mais virgem. Vale entender que a penetração durante a relação sexual não é a única maneira de romper a membrana que cobre a entrada da vagina. Atividades simples, como um movimento brusco de abertura das pernas, a prática de algum esporte, uma queda ou até mesmo a masturbação, também podem causar o rompimento do hímen.

 

Por isso, chega de associar o hímen à virgindade da mulher! Afinal, a experiência sexual tem muito mais a ver com o momento em si do que com a presença (ou ausência) de uma pequena pele no canal vaginal.

 

Veja também: Sintomas depois da primeira vez: o que é comum sentir?

 

5) Algumas mulheres podem nascer sem hímen

 

Não é tão comum, mas algumas mulheres nascem sem hímen. A explicação é simples: a membrana simplesmente não se desenvolveu na fase fetal da gravidez da mãe. Mas, a boa notícia, é que essa característica não traz nenhum prejuízo para a saúde íntima da mulher e muito menos interfere no desempenho sexual. Pois, como falamos, o hímen não possui exatamente uma função, então sua ausência nunca será um problema.

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >