Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Espinha na vagina: causas e tratamentos

Espinha na vagina: causas e tratamentos

Você já teve ou ouviu falar em espinha na vagina? É muito comum o surgimento da acne no rosto ou em outras partes do corpo, mas sabia que elas também podem aparecer na região íntima? Pelos encravados e foliculite podem dar origem a pequenos carocinhos na vulva, virilha, grandes e pequenos lábios, ou até mesmo na entrada da vagina, causando algum tipo de irritação ou alergia. Na maioria das vezes, não costumam ser um problema grave, mas é importante ficar atenta e procurar um médico ao notar qualquer sintoma diferente como dor, coceira, ardência ou mau cheiro. Para entender melhor qual a principal causa de espinhas na região genital e quais os cuidados para evitar que elas apareçam, nós batemos um papo com a dermatologista Gabriella Albuquerque. Confira:

 

O surgimento de espinha na vagina pode ser causado pela depilação e excesso de oleosidade na região

 

A região íntima, assim como qualquer parte do corpo, não está isenta do aparecimento de acne, já que também possui glândulas sebáceas. Essas glândulas são responsáveis pela produção de sebo, que tem a função de lubrificar a pele e pelos evitando o ressecamento. Quando o sebo é produzido em excesso, ele fica acumulado obstruindo os poros. O entupimento gera uma inflamação que conhecemos como acne. Como a genital feminina é bem mais interna e úmida, ela pode acabar sofrendo com excesso de transpiração e oleosidade. 

 

Mas a produção de sebo nem sempre é a maior responsável pelo aparecimento de espinhas na pele da região íntima. A Dra. Gabriella explica que depilação e a roupa que usamos também podem favorecer irritações na genital. “As foliculites na vulva podem surgir por conta do atrito feito pela depilação ou pelo uso de roupas apertadas”. A foliculite é uma inflamação dos folículos pilosos, pequenos orifícios que crescem os pelos. Alguns tipos de depilação, como principalmente a lâmina e cera quente, acabam favorecendo lesões nos folículos e a contaminação de bactérias. Por isso, às vezes surgem aqueles carocinhos, principalmente na virilha, que dependendo da profundidade da lesão, podem inflamar e ficar com pus. A mesma coisa com os pelos encravados, que também inflamam e causam vermelhidão. 

 

Ter espinha na vagina de forma frequente e em excesso pode se tornar problemas de pele mais sérios 

 

O surgimento de espinha na vagina não é um problema grave e costuma ser fácil de tratar. Mas dependendo da quantidade e frequência, é bom ficar em alerta e começar a considerar outras causas para o surgimento. A médica chama atenção para os casos em que elas evoluem para se tornarem uma inflamação local, causando dor, inchaço e vermelhidão. Em alguns casos, elas também podem ser um sinal de hidradenite, uma inflamação crônica dos folículos pilosos parecida com acne, só que mais severa. Ela é mais comum em regiões com dobras, como axilas, nádegas e virilhas. 

 

Para evitar o surgimento de espinha na vagina, é essencial manter boa limpeza da região e não compartilhar materiais de higiene pessoal 

 

Manter a região íntima bem higienizada é o primeiro passo para evitar espinhas, foliculite e qualquer outro tipo de inflamação dermatológica. “Evite manipular o local com mão suja ou tentar espremer porque pode piorar o processo”, diz a médica que também sugere o uso de sabonetes antissépticos para ajudar no tratamento. Outra dica da ginecologista é evitar usar roupas muito apertadas, principalmente calcinhas, e dar preferência a peças mais leves. Por fim, ela pede para as mulheres fiquem atentas ao tipo de depilação íntima e que não compartilhem material de higiene pessoal.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Gabriella Albuquerque - Dermatologista
CRM-RJ: 71503-4 

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Coceira na vagina: causas e tratamentos
    Coceira na vagina: causas e tratamentos
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Mau cheiro na vagina: 4 causas que você deve ficar de olho
    Mau cheiro na vagina: 4 causas que você deve ficar de olho
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Foliculite na virilha: veja causas e tratamentos para esse problema
    Foliculite na virilha: veja causas e tratamentos para esse problema
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Você sabe o que é melasma? Entenda as causas, sintomas e tratamentos para as manchas na pele
    Você sabe o que é melasma? Entenda as causas, sintomas e tratamentos para as manchas na pele
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Ardência na vagina: 5 possíveis causas para o problema
    Ardência na vagina: 5 possíveis causas para o problema
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Ardência na vagina: veja as principais causas e como tratar o problema
    Ardência na vagina: veja as principais causas e como tratar o problema
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    coceira na vagina, o que pode ser? Veja causas e tratamentos
    coceira na vagina, o que pode ser? Veja causas e tratamentos
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Polimenorreia: o que é, causas e tratamentos
    Polimenorreia: o que é, causas e tratamentos
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Coceira na vagina: o que pode ser e como tratar o desconforto?
    Coceira na vagina: o que pode ser e como tratar o desconforto?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Menstruação atrasada: 9 causas do atraso menstrual que não representam gravidez
    Menstruação atrasada: 9 causas do atraso menstrual que não representam gravidez
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • A MÚSICA ME MOVE
    Sem tempo de ir à academia? Veja 5 canais no Youtube para dançar e queimar calorias em casa
    Trabalhar, se divertir, dormir direito e ainda se preocupar com a saúde… Ufa! Taí uma ..
  • A MÚSICA ME MOVE
    12 músicas para animar sua viagem de férias na praia com amigos
    Com o verão rolando, nada melhor do que viajar com os amigos e curtir uns dias na praia. ..
  • A MÚSICA ME MOVE
    Conheça Kiana Léde, a menina que está bombando no Youtube com versões acústicas de hits!
    Já ouviu algum cover de Kiana Ledé? Não? Então fica a dica: procura o canal dela no Yo..
  • A MÚSICA ME MOVE
    Ouvir música, dançar, ler: 5 coisas que você pode fazer para esquecer a TPM!
    A gente já falou por aqui que a TPM é supernormal e toda mulher tem, pelo menos, algum s..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Higiene íntima
    Higiene íntima no banho: o jeito certo de lavar a vulva e outras regiões femininas
    A higiene íntima feminina da vulva deve ser feita entre uma a duas vezes por dia. É...
    Higiene íntima no banho: o jeito certo de lavar a vulva e outras regiões femininas
  • SE CUIDA!
    Injeção de 3 meses engorda? Saiba tudo sobre o método contraceptivo
    Existem dois tipos de anticoncepcional injetável: a injeção mensal, composta por uma...
    Injeção de 3 meses engorda? Saiba tudo sobre o método contraceptivo
  • SE CUIDA!
    Tive sangramento durante a relação sexual: o que pode ser?
    O sangramento durante a relação sexual ou o sangramento após relação sexual é considerado...
    Tive sangramento durante a relação sexual: o que pode ser?
  • SE CUIDA!
    10 fatos sobre higiene íntima que não são ensinados às mulheres
    Fazer a higiene íntima feminina correta é essencial para prevenir infecções vaginais e...
    10 fatos sobre higiene íntima que não são ensinados às mulheres
  • VER TODAS >