Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Endometriose: o que é, sintomas, tratamento e tudo o que você precisa saber sobre a doença

Endometriose: o que é, sintomas, tratamento e tudo o que você precisa saber sobre a doença

A endometriose é uma doença que acomete cerca de 6 milhões de brasileiras e, ainda assim, muita gente não sabe exatamente do que se trata. O distúrbio é caracterizado pelo crescimento do endométrio (tecido que reveste as paredes intrauterinas) fora do útero, podendo atingir outros órgãos como ovários, trompas, bexiga e intestino. Entre os principais sintomas está a dor intensa na região pélvica, menstruação irregular e fluxo muito intenso.

 

A endometriose, em alguns casos, pode ser silenciosa. Isto quer dizer que nem sempre há manifestação de sintomas, o que dificulta muito o diagnóstico precoce. Embora, geralmente, seja diagnosticada entre 25 e 35 anos, a doença pode começar alguns meses após o início da primeira menstruação. Estima-se, internacionalmente, que o atraso no diagnóstico chegue a 8 anos. Em muitos casos, isso acontece porque não é dada a devida importância para dores intensas no período menstrual, sendo esse o principal sintoma da doença.

 

Quando a endometriose não é tratada de forma adequada, pode provocar sérios danos à saúde da mulher, como a infertilidade. Saiba mais a respeito da doença:

 

Endometriose: o que é 

 

Antes de compreender mais a fundo o que é endometriose, também é preciso entender o papel do endométrio no organismo feminino. O endométrio é uma membrana que reveste as paredes internas do útero e tem como principal função preparar o órgão do aparelho reprodutor para uma possível gestação. Todo mês, esse tecido se “alinha” para a fecundação e passa por um processo de expansão. Quando a gestação não acontece, o endométrio é expelido através da menstruação. 

 

Dito isto, fica mais fácil entender no que consiste a endometriose. A doença nada mais é que uma má formação do endométrio, que, nestes casos, cresce fora do útero e pode atingir outras partes do corpo, como as trompas, os ovários, a bexiga e até mesmo o intestino. Durante o período menstrual, essas células mal localizadas também provocam sangramentos e dores, como a cólica. 

 

Endometriose: quais são as causas da doença?

 

Um dos grandes desafios relacionados à doença é que ainda não se sabe ao certo as causas da endometriose. Porém, alguns fatores considerados de risco podem incentivar o surgimento da condição, incluindo a presença de familiares próximas (mãe ou irmã) que já tenham apresentado o transtorno. 

 

A menstruação retrógrada, quando o sangue menstrual vai direto para a cavidade pélvica, também pode ser citada como um agente motivador da condição. Em vez de ser expelida pela vagina, parte da menstruação acaba se desviando de seu trajeto habitual e migra em direção aos ovários. O evento pode causar algumas lesões no tecido e acabar ocasionando o problema. 

 

Outro fator que favorece o desenvolvimento da endometriose é o sedentarismo. Uma rotina de exercícios adequada pode melhorar anormalidades posturais, frequentemente associadas às dores pélvicas da endometriose, e ainda estimula a produção de endorfina, substância responsável por provocar a sensação de felicidade e prazer. O que nos leva a outro elemento de forte relevância: o estresse.

 

O mal do século provoca alterações hormonais que podem favorecer o desenvolvimento excessivo das células endometriais. Por isso, tente adotar um estilo de vida mais saudável. Controlar os níveis de estresse e ansiedade e relaxar o máximo possível. Lembre-se: sua saúde é prioridade.

 

Veja também: Estilo de vida pode deixar mulheres mais propensas a desenvolver endometriose. Entenda!

 

Endometriose: sintomas para identificar e procurar ajuda médica 

 

Para muitas mulheres, a endometriose pode ser uma doença silenciosa. Isto porque, nem sempre o distúrbio apresenta sintomas iniciais, sendo assim, muitas vezes as dores só surgem quando a doença já evoluiu. 

 

Algumas mulheres com endometriose sofrem com dores muito intensas antes e depois da menstruação. Confira as principais manifestações da doença:

 

  • Cólica menstrual intensa: pode aumentar com a evolução da doença, podendo muitas vezes incapacitar a mulher de realizar suas atividades cotidianas; 

  • Dor ao praticar relações sexuais (dispareunia);

  • Fluxo menstrual muito intenso;

  • Dor na região pélvica;

  • Fadiga e exaustão;

  • Dificuldade para engravidar;

  • Infertilidade (em casos mais graves);

  • Dor e sangramento ao evacuar ou urinar;

 

Veja também: Endometriose pode levar à infertilidade. Ginecologista fala em que faixa etária ela costuma dar sinais e como diagnosticar a doença

 

Endometriose: como é feito o diagnóstico? 

 

A demora ao diagnosticar a endometriose é um dos grandes perigos associados à doença. Algumas mulheres podem desenvolver a condição e não apresentar nenhum sintoma aparente, o que dificulta a identificação do problema. A melhor maneira de evitar que isso aconteça é estar sempre atenta às características do seu ciclo menstrual. O fluxo está mais intenso do que o normal ou você está sentindo mais cólica do que costuma sentir nesta etapa do mês? Alterações como essas podem ser indícios de que algo está errado. Ao notar a presença destes sinais, procure um(a) ginecologista. 

 

Vale ressaltar que a endometriose tende a aparecer a partir da primeira menstruação, também conhecida como menarca. Quanto antes o problema for detectado, melhor. 

 

O(a) profissional habilitado deverá fazer uma série de testes para verificar a origem do problema e confirmar o possível diagnóstico de endometriose. O exame clínico, geralmente realizado no próprio consultório, nem sempre é o suficiente para atestar a doença. Por isso, os exames laboratoriais e de imagem costumam ter maior eficácia neste diagnóstico. 

 

Veja quais exames podem identificar a endometriose:

 

-  Exame de pélvico com toque vaginal e retal

- Ultrassonografia pélvica

- Ressonância magnética

- Laparoscopia

 

Como prevenir a endometriose? Alimentação adequada e exercícios físicos são fundamentais

 

Como ainda não existe um consenso sobre os possíveis agentes causadores da endometriose, a melhor estratégia para evitar o problema é investir em hábitos saudáveis. Aposte em uma alimentação mais equilibrada, que não dependa tanto de alimentos que podem favorecer o fator inflamatório do organismo. Frituras, gorduras, álcool e café estão entre os alimentos que devem ser consumidos de forma moderada. 

 

Exercícios físicos também são recomendados para combater a endometriose. Atividades corporais estimulam a produção de endorfina, substância responsável pela sensação de felicidade capaz de provocar um efeito vasodilatador e analgésico, que pode reduzir consideravelmente o estresse. 

 

Donas de um fluxo menstrual muito intenso também estão mais propensas ao aparecimento da endometriose. Por este motivo, é válido conversar com o(a) seu(a) médico(a) para avaliar a necessidade de reduzir ou não este fluxo. 

 

Endometriose tem cura? Tratamento pode ser cirúrgico ou através de medicamentos 

 

Ainda não existe cura definitiva para a endometriose. O tratamento visa aliviar os sintomas e combater à dificuldade em engravidar que algumas mulheres podem apresentar ao sofrer com a doença. Reposições hormonais e procedimentos cirúrgicos estão entre as formas mais comuns de tratamento. O caminho mais adequado para tratar as pacientes depende de diversos fatores e deverá ser definido pelo(a) profissional. Entenda melhor cada estratégia: 

 

  • Uso de medicamentos: além de reposições hormonais através da pílula anticoncepcional, o tratamento por meio de medicamentos também pode incluir substâncias analgésicas e antiinflamatórias. 

 

  • Cirurgia: o procedimento cirúrgico mais comum no tratamento da doença é a laparoscopia, que objetiva remover o foco da endometriose e suas aderências. Em casos mais graves, pode haver a necessidade de remoção de outros órgãos pélvicos já comprometidos pela condição. 

 

Se a mulher estiver tentando engravidar, é bem provável que o(a) especialista a encaminhe para um Centro de Reprodução Humana, visto que a doença dificulta a gestação e, na maioria dos casos, faz com que a melhor alternativa acabe sendo a fertilização in vitro.

 

 

Março Amarelo é o Mês Mundial de Conscientização da Endometriose. Em 2020, CAREFREE® está apoiando o movimento Juntas Contra a Endometriose. O objetivo é trazer mais informações sobre a doença que é tão invisibilizada, apesar de acometer cerca de 6 milhões de mulheres brasileiras. 


Acesse o site, veja depoimentos de mulheres que passaram ou passam por esse problema e apoie você também. Estamos juntas nessa causa!

https://www.juntascontraaendometriose.com.br/

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    DIU de prata: tudo o que você precisa saber sobre o método contraceptivo
    DIU de prata: tudo o que você precisa saber sobre o método contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Colocando DIU pela primeira vez? Tudo o que você precisa saber sobre esse dispositivo
    Colocando DIU pela primeira vez? Tudo o que você precisa saber sobre esse dispositivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    Vai dividir um apê com o namorado? Tudo o que você precisa saber sobre essa experiência antes de se mudar!
    Vai dividir um apê com o namorado? Tudo o que você precisa saber sobre essa experiência antes de se mudar!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    O que é clitóris: tudo que você precisa saber sobre o órgão do prazer feminino
    O que é clitóris: tudo que você precisa saber sobre o órgão do prazer feminino
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    DIU: tudo o que você precisa saber sobre o método contraceptivo intrauterino
    DIU: tudo o que você precisa saber sobre o método contraceptivo intrauterino
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    Primeira vez comprando absorvente? Tudo que você precisa saber sobre o item
    Primeira vez comprando absorvente? Tudo que você precisa saber sobre o item
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Anel vaginal: tudo que você precisa saber sobre o método contraceptivo
    Anel vaginal: tudo que você precisa saber sobre o método contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Transvaginal: tudo o que você precisa saber sobre o exame ginecológico
    Transvaginal: tudo o que você precisa saber sobre o exame ginecológico
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Anticoncepcional adesivo: tudo o que você precisa saber sobre o método contraceptivo
    Anticoncepcional adesivo: tudo o que você precisa saber sobre o método contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Menstruação de um jeito descomplicado: tudo o que você precisa saber sobre o sangramento
    Menstruação de um jeito descomplicado: tudo o que você precisa saber sobre o sangramento
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • PODEROSAS
    Pressão estética: o que é e como isso afeta as mulheres diariamente
    Uma pesquisa realizada pela empresa Sophia Mind, voltada para a inteligência de mercado...
    Pressão estética: o que é e como isso afeta as mulheres diariamente
  • Menstruação
    Menstruação irregular: como calcular quando será a próxima?
    Mulheres com ciclo menstrual irregular têm mais dificuldade para calcular a próxima...
    Menstruação irregular: como calcular quando será a próxima?
  • SE CUIDA!
    Corrimento esverdeado: o que pode ser e como tratar
    O corrimento esverdeado ou amarelo-esverdeado é um sinal de alerta para a saúde vaginal....
    Corrimento esverdeado: o que pode ser e como tratar
  • VOCÊ SABIA?
    8 perfis no Instagram que podem melhorar seu dia
    Tem dias que tudo o que a gente precisa é de uma dose extra de positividade. Como...
    8 perfis no Instagram que podem melhorar seu dia
  • VER TODAS >