Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Endometriose: mitos e verdades sobre a doença

Endometriose: mitos e verdades sobre a doença

Estima-se que a endometriose acometa cerca de 5 a 15% das mulheres brasileiras em idade fértil (ou seja, aquelas que já menstruaram e ainda não passaram pela menopausa). O distúrbio é caracterizado por uma má formação do endométrio - tecido que reveste o interior do útero e, todos os meses, é expelido pela vagina em forma de menstruação. Quando esse revestimento intrauterino cresce em outras partes do corpo, a endometriose acontece.

 

Embora seja comum, muitas dúvidas ainda envolvem a doença: o que é endometriose? Quais são os sintomas? Tem cura? Para esclarecer essa e outras questões, o Só Delas reuniu 10 mitos e verdades sobre a endometriose. Confira:

 

  1. A endometriose pode ser assintomática 

 

Verdade

 

Sim, a endometriose pode não apresentar sintomas ou se manifestar de maneira sutil, o que tende a atrasar o diagnóstico e agravar o estágio da doença. Quando aparecem, os principais sintomas de endometriose são cólica menstrual forte, menstruação irregular, dor ao praticar relações sexuais e dificuldade para engravidar (podendo levar até mesmo à infertilidade se não for tratada). 

 

  1. Endometriose engorda

 

Mito

 

A endometriose não está associada ao ganho de peso e, portanto, não engorda. O que pode acontecer é a mulher sentir o abdômen mais inchado por conta das células endometriais presentes na região. Por essa razão, é possível afirmar que, em alguns casos, a endometriose aumenta a barriga.  

 

  1. A endometriose pode afetar o intestino

 

Verdade

 

A endometriose intestinal realmente existe. Lembra que a doença é caracterizada pelo crescimento indevido do endométrio fora do útero? Então, isso pode acontecer em órgãos como ovários, trompas, bexiga e, no caso da endometriose intestinal, intestino.

 

Esse tipo de endometriose é classificada como superficial ou profunda. A superficial ocorre quando as células endometriais estão localizadas na parte externa do intestino. Já a endometriose profunda acontece quando as células endometriais acometem a parede interna do intestino. 

 

Os sintomas característicos da endometriose intestinal são alterações intestinais e dores intensas durante a menstruação e ao evacuar.

 

  1. Quem tem endometriose não deve fazer exercícios físicos

 

Mito

 

Muito pelo contrário! A prática regular de atividades físicas é recomendada tanto para o tratamento da endometriose, quanto para a prevenção. Fazer exercícios físicos promove a liberação de endorfina - que é conhecida como a substância do prazer e bem-estar - e contribui para a redução do estresse e para a regulação dos níveis de estrogênio (hormônio que “alimenta” o desenvolvimento indevido do endométrio fora do útero). 

 

Entre as modalidades de exercícios físicos mais indicados para pacientes de endometriose estão as atividades aeróbicas, como correr e andar de bike. Para orientações individualizadas, converse com o médico que te acompanha. 

 

  1. Endometriose atrapalha engravidar

 

Verdade

 

Sim. Quando o assunto é endometriose, sintomas como dificuldade para engravidar e até mesmo infertilidade podem acontecer. Isso porque as lesões inflamatórias características da endometriose podem formar aderências entre os órgãos pélvicos e o peritônio (camada que reveste o interior da cavidade abdominal) e acabar obstruindo as tubas uterinas. Como resultado, a gravidez seria impossibilitada. 

 

Outro fator associado à endometriose que pode dificultar a gravidez é o surgimento de cistos nos ovários (responsáveis por regular a produção dos hormônios que controlam as fases do ciclo menstrual, como a ovulação e o período fértil).

 

De todo modo, não se desespere! Se a doença for diagnosticada e tratada a tempo, quem tem endometriose pode engravidar.

 

  1. Endometriose tem cura 

 

Mito

 

Ainda não existe cura definitiva para a endometriose. Os tratamentos para endometriose disponíveis visam amenizar os sintomas, combater a infertilidade e melhorar a qualidade de vida da mulher. A melhor abordagem será definida pelo médico com base no estágio da doença e do desejo (ou não) de engravidar da paciente. 

 

No geral, a endometriose pode ser tratada por meio de medicamentos anti-inflamatórios e hormonais (como a pílula anticoncepcional) ou através de procedimentos cirúrgicos, como a laparoscopia (que tem como objetivo retirar os focos da doença e suas aderências no corpo). 

 

  1. Endometriose causa enjôo 

 

Verdade

 

O enjôo pode ser um reflexo das dores severas da endometriose ou estar diretamente associado à doença - o que é mais comum em casos de endometriose intestinal. Outro sinal que merece a sua atenção é a presença de vômitos agudos, que podem indicar uma obstrução do intestino delgado (condição rara e bastante séria). 

 

  1. Gravidez cura endometriose

 

Mito

 

A gravidez não cura a endometriose, mas pode gerar um alívio momentâneo dos sintomas da doença. As principais justificativas para essa melhora no quadro da endometriose durante a gravidez são: um aumento significativo nos níveis do hormônio progesterona e a ausência de ovulação e menstruação (que estimulam o desenvolvimento do endométrio e, consequentemente, as lesões da endometriose). 

 

Considerando esses fatores, a endometriose pode estagnar ou até mesmo regredir um pouco enquanto a mulher estiver grávida. Mas, por se tratar de uma doença crônica, ela tende a voltar com o tempo. 

 

  1. Endometriose causa gases intestinais

 

Verdade

 

Os gases intestinais estão entre os sintomas de endometriose intestinal, assim como fortes dores abdominais, dor e sangramento ao evacuar, volume no abdômen e alterações intestinais (como diarreia e prisão de ventre). 

 

  1. Menopausa cura a endometriose 

 

Mito

 

A endometriose é estimulada pela produção hormonal dos ovários e, por isso, algumas pessoas acreditam que a menopausa pode representar a cura para a doença. Mas, saiba que não é bem assim! De fato, o fim da vida reprodutiva da mulher pode reduzir ou sanar completamente os focos de endometriose no organismo (dependendo de fatores como o estágio da doença, por exemplo). 

 

No entanto, embora seja menos comum, não é impossível afirmar que mulheres que já passaram pela menopausa continuem a sofrer com o distúrbio ou até mesmo desenvolvam a doença durante essa fase da vida. 

 

Caso você tenha notado algum sintoma no seu organismo, procure um ginecologista de sua confiança. Ele é o profissional mais capacitado para o diagnóstico e prescrição do tratamento adequado para você. 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    Adesivo anticoncepcional: 10 dúvidas sobre o método contraceptivo
    O adesivo anticoncepcional ou patch anticoncepcional é um método contraceptivo hormonal...
    Adesivo anticoncepcional: 10 dúvidas sobre o método contraceptivo
  • SE CUIDA!
    Pode usar pomada vaginal menstruada? Veja quais são os principais cuidados durante o tratamento ginecológico
    Embora boa parte das mulheres já saiba para que serve a pomada vaginal, ainda existem...
    Pode usar pomada vaginal menstruada? Veja quais são os principais cuidados durante o tratamento ginecológico
  • Menstruação
    "Como é o sangue da primeira menstruação?" Tire 8 dúvidas sobre a menarca
    A primeira menstruação (nome científico: menarca) marca o fim da puberdade e o início da...
    "Como é o sangue da primeira menstruação?" Tire 8 dúvidas sobre a menarca
  • SE CUIDA!
    Posso fazer transvaginal menstruada? Tire suas dúvidas sobre o exame ginecológico
    A ultrassonografia transvaginal (ou ultrassom transvaginal) é um exame de imagem usado...
    Posso fazer transvaginal menstruada? Tire suas dúvidas sobre o exame ginecológico
  • VER TODAS >