Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Dor no clitóris: veja o que pode estar por trás do problema

Dor no clitóris: veja o que pode estar por trás do problema

A dor no clitóris é um sintoma que costuma indicar uma possível inflamação no local. As causas são diversas, desde alergias, infecções ou até mesmo o uso de peças íntimas muito justas que pressionam a região. Outro problema relacionado ao desconforto é a vulvodínia, uma doença que provoca dor e ardência em partes da vulva, incluindo o próprio clitóris. Algumas mulheres ainda podem sentir o clitóris dolorido após a relação sexual e masturbação.

 

 

A dor no clitóris costuma ser bastante perceptível, pois o órgão possui mais de 8 mil terminações nervosas. Por essa razão, a região é naturalmente mais sensível e precisa ser manuseada com delicadeza. Ao sentir qualquer incômodo no clitóris o ideal é procurar um ginecologista para identificar a causa de origem e iniciar o tratamento adequado. 

 

Confira as causas de dor no clitóris e como tratar o quadro. 

 

Veja também: 7 coisas que você precisa saber sobre o clitóris

 

 

1. Inflamação local deixa deixa o clitóris inchado e dolorido 

 

Inflamação na região do clitóris é uma das causas mais recorrentes de dor no órgão. O problema pode ter relação com infecções vaginais, como a candidíase, vaginose bacteriana, herpes genital ou tricomoníase. Geralmente, essas infecções quando não tratadas da forma adequada provocam uma inflamação local na região íntima, atingindo até partes da vulva, como o clitoris e os grandes e pequenos lábios. Além da dor, a mulher também tende a sentir o clitóris inchado e mais sensível.

 

Além das infecções vaginais, o clitóris pode ficar inflamado devido ao uso de calcinhas e roupas muito apertadas. O atrito dessas peças com o órgão causa irritação na pele sensível da área, que evolui rapidamente para uma inflamação. É o caso da dermatite, uma inflamação na pele que provoca vermelhidão, dor e coceira no clitóris. Por isso, evite usar roupas íntimas, calças e shorts muito justos. A recomendação é que as calcinhas sejam mais largas para não ficarem encostando diretamente no órgão durante o uso e, de preferência, de algodão. 


 

 

2. Alergias e uso de produtos químicos na região íntima causam dor e ardência no clitóris 

 

 

Reações alérgicas também podem deixar o clitóris dolorido. Geralmente, a condição acomete a vulva como um todo e, consequentemente, afeta essa parte do corpo. Além da dor e aumento da sensibilidade, a mulher pode sentir coceira, vermelhidão e ardência no órgão genital. 

 

Diversos fatores podem gerar irritação no clitóris. O mais comum é o uso de produtos que são incompatíveis com a região íntima, como sabonetes corporais em barra, lenços e papel higiênico com fragrância e desodorantes íntimos. Aliás, certos hábitos ao realizar a higiene íntima podem irritar a região sensível do clitóris. É o caso de lavar o órgão com movimentos bruscos, passar o papel higiênico com força, fazer uso de esponjas, cotonetes e chuveirinho com jato de água forte. A recomendação é que qualquer toque no clitóris seja feito de forma cuidadosa e com produtos indicados especialmente para a região íntima. 

 

 

3. Vulvodínia provoca ardência e sensibilidade no clitóris 

 

A vulvodínia é uma condição que provoca ardência e dor na região da vulva, podendo se estender até o clitóris. Os sintomas costumam ser mais aparentes durante a relação sexual, já que no sexo o clitoris é mais estimulado. Contudo, também é possível sentir dor na área de forma espontânea, ou seja, sem motivo aparente. 

 

Não se sabe exatamente qual é a causa da vulvodínia, mas, alguns especialistas relacionam o quadro a fatores como predisposição genética, candidíase de repetição e maior sensibilidade à dor. Além de deixar o clitóris dolorido, o problema ainda provoca ardência na região íntima e vermelhidão. 

 

 

4. Relação sexual intensa pode deixar clitóris sensível e dolorido 

 

Durante a relação sexual, o clitóris da mulher se dilata como resposta a excitação. Isso acontece graças a suas mais de 8 mil terminações nervosas que são muito sensíveis a qualquer tipo de estímulo. No entanto, quando a relação é muito intensa, o órgão pode ficar dolorido e inchado devido a força dos movimentos. O mesmo acontece na masturbação ou quando se usa itens como o sugador de clitóris. Qualquer tipo de toque na região deve ser feito com cuidado e certa delicadeza para evitar possíveis lesões e incômodos no local.

 

Outro fator relacionado ao sexo e que pode causar dor no clitóris é a baixa lubrificação. A secura vaginal aumenta o atrito durante a relação sexual e pode acabar deixando o clitóris inchado, dolorido ou até mesmo ocasionar lesões na região.

 

 

Clitóris inchado e dolorido: como tratar?

 

 

O tratamento da dor no clitóris é feito de acordo com a causa. Quando o quadro é desencadeado por infecções vaginais, o médico receita medicações específicas, como antibióticos ou antifúngicos. O tratamento da infecção combate o agente causador do problema e impede que ela evolua para estágios mais graves. Já a inflamação é reduzida com anti-inflamatórios, que podem ser indicados via oral ou de aplicação direta no local. 

 

Alergias e outros tipos de irritações no clitóris são tratadas com pomadas ou remédios corticoides. Também é imprescindível que a paciente suspenda o uso de produtos que causam reações alérgicas. 

 

Com relação a vulvodínia, o tratamento é voltado para amenizar os sintomas, já que o quadro não tem cura. O ginecologista ainda pode recorrer a diferentes terapias além do uso de medicação, como a fisioterapia pélvica. 

 

Ao perceber qualquer sinal de dor no clitóris, não deixe de marcar uma consulta com um ginecologista. Mantenha seus exames em dia e reforce nos cuidados íntimos diários. 

 

PRODUTOS
Relacionado

CAREFREE® TodoDia
CAREFREE® TodoDia

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >