Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Dor na vagina: 6 fatores que podem provocar o desconforto e como tratar

Dor na vagina: 6 fatores que podem provocar o desconforto e como tratar

A dor na vagina pode ser provocada por diversos favores. As causas mais comuns são infecções vaginais ou urinárias e inflamações como vulvovaginites e bartolinite. Ao notar o aparecimento da dor vaginal, observe se há outros sintomas na região genital como inchaço, vermelhidão e ardência ao urinar. Informações como essas farão toda a diferença na hora do diagnóstico médico. Em seguida, marque uma consulta com um(a) ginecologista. O profissional vai buscar a origem do problema e, a partir disso, dar início ao tratamento adequado. Confira, a seguir, 6 causas para a dor dentro da vagina e indicações de tratamentos.

 

Veja também: Doenças na vagina: conheça as principais e saiba como se prevenir

 

1) Infecções urinárias podem provocar dor vaginal e ardência ao urinar

 

Também conhecida como cistite, a infecção urinária baixa (aquela que acomete a uretra e a bexiga) é um problema bastante comum entre as mulheres. Um dos primeiros sinais do transtorno é a vontade de ir ao banheiro mais vezes do que o normal, mesmo sem conseguir fazer muito xixi. A dor na vagina e ardência ao urinar também são sintomas da infecção.

 

A infecção urinária é provocada pelo contato com bactérias que, na maioria das vezes, são de origem intestinal. Fatores como higiene inadequada, sistema imunológico enfraquecido, alterações hormonais e relações sexuais podem favorecer o desenvolvimento da condição. 

 

Tratamento: a infecção urinária baixa é tratada com remédio antibiótico. No caso da infecção urinária alta, caracterizada por atingir os rins, essa abordagem pode exigir internação hospitalar. Hábitos como praticar relações sexuais com camisinha, se limpar corretamente (sempre da vagina em direção ao ânus), não segurar a urina muito tempo e beber, pelo menos, 2 litros de água por dia são algumas formas de se proteger contra o problema. 

 

2) Cisto de Bartholin é a inflamação das glândulas de lubrificação e tem como sintoma a dor na vagina

 

Cisto de Bartholin consiste na inflamação das glândulas responsáveis por produzir a lubrificação vaginal. São glândulas redondas e bem pequenas que ficam localizadas uma em cada lado da abertura da vagina. Normalmente, não é possível sentí-las por meio do toque. Porém, quando a glândula inflama, esse esse canal fica obstruído e o fluido lubrificante não consegue ser expelido. Nesse caso, ocorre o aparecimento dos cistos. 

 

Os sintomas da condição podem demorar a aparecer. Em muitos casos, a mulher só apresenta uma certa dificuldade em lubrificar a vagina naturalmente durante o sexo. Porém, quando o cisto aumenta de tamanho, é possível sentir incômodo e dor na vagina.

 

O próprio cisto de Bartholin também pode passar por um processo inflamatório e gerar a bartolinite aguda, caracterizada pela formação de um abscesso. Nestas circunstâncias, a mulher pode sentir bastante dor na região genital. Na maioria das vezes, as causas para o problema não são reconhecidas. Em ocasiões raras, os cistos de Bartholin podem ser ocasionados por alguma DST.

 

Tratamento: quando há a inflamação do cisto, pode ser indicado o uso de um antibiótico e drenar o abscesso. Ao notar o aparecimento dos sintomas, procure um(a) ginecologista!

 

3) ISTs como a herpes genital e o cancro mole, podem ser responsáveis pela dor vaginal

 

ISTs ou Infecções Sexualmente Transmissíveis (também conhecidas como DSTs) formam um conjunto de doenças que podem ser transmitidas pelo contato sexual sem camisinha com uma pessoa contaminada. A herpes genital é uma infecção deste grupo e é provocada pelo vírus HSV (herpes simples). Seus principais sintomas são verrugas e lesões na vulva e na vagina bastante sensíveis ao toque, que ainda provocam dor vaginal, coceira e ardência ao urinar.  

 

Assim como a herpes, o cancro mole também está entre os possíveis responsáveis pela dor na vagina. A IST é caracterizada pelo aparecimento de feridas dolorosas nos órgãos genitais (com pus e odor desagradável) e ainda pode levar ao desenvolvimento de ínguas na virilha. 

 

Tratamento: após a avaliação de um ginecologista, o tratamento adequado vai depender da DST em questão. No caso da herpes genital, o caminho mais comum costuma ser o uso de medicamentos antivirais, capazes de cicatrizar as feridas e aliviar a dor provocada pela doença. O cancro mole, por sua vez, é tratado através de antibióticos, cujas doses são escolhidas de acordo com a gravidade da infecção.

 

4) Inflamação na glândula de Skene, responsável pela ejaculação feminina, também podem ocasionar dor vaginal

 

Diferente das glândulas de Bartholin (responsáveis por produzir um lubrificante natural), as glândulas de Skene têm como função liberar, através da uretra, um líquido esbranquiçado ou transparente associado à ejaculação feminina. Essas glândulas estão localizadas ao lado do canal uretral, perto da entrada da vagina, e podem passar por um processo de inflamação provocado por obstruções no local. 

 

Quando isso acontece, em vez de ser liberado, o líquido acaba gerando um acúmulo na glândula e dando origem ao cisto de Skene. É possível que a condição não manifeste sintomas. Porém, em alguns casos, o transtorno pode tornar a região genital inflamada, inchada, avermelhada e dolorida. 

 

A inflamação das glândulas de Skene pode se agravar com a presença de algumas bactérias, como a Trichomonas vaginalis (agente causador da tricomoníase), e dar origem a abscessos com pus. Nestas condições, a mulher pode sentir dor na vagina ao transar, urinar, sentar e caminhar. 

 

Tratamento: normalmente, o tratamento para o cisto da glândula de Skene é feito com medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios. Em casos mais graves, o(a) médico(a) pode recomendar a retirada da glândula inflamada através de um procedimento cirúrgico.

 

5) Infecção por fungos, como a candidíase, podem provocar leve dor na vagina 

 

Quando se fala em infecções vaginais por fungo, os primeiros sintomas que vem à mente são o corrimento branco, coceira e a ardência ao urinar. Em alguns casos, a dor na vagina também está entre as manifestações desse tipo de doença, já que a ação dos fungos afeta o interior da vagina e provoca inchaço e vermelhidão na região genital. 

 

A mais conhecida infecção vaginal provocada por fungo é a candidíase. O problema é ocasionado pela proliferação excessiva do fungo Candida albicans, que pode ser encontrada em pequenas quantidades em uma flora vaginal saudável. A multiplicação do microrganismo é favorecida por fatores como baixa imunidade, hábitos de higiene inadequados, abafamento da região íntima pelo uso de calça jeans e calcinhas de tecidos sintéticos e consumo excessivo de carboidratos. Se suspeitar dessa ou de outras infecções vaginais, busque a avaliação de um(a) ginecologista. 

 

Tratamento: o tratamento da candidíase pode ser feito a base de medicamentos antifúngicos, que podem ser em forma de cremes, pomadas e comprimido oral.  

 

6) Vulvodínia é caracterizada pela dor vaginal crônica

 

Você já ouviu falar em vulvodínia? A condição é caracterizada por uma dor vaginal crônica que ainda não é tão bem compreendida pelos(as) médicos(as). As causas para a vulvodínia não são reconhecidas, porém, alguns ginecologistas acreditam que a dor possa vir a ocorrer graças ao excesso de fibras nervosas na parte externa da vagina. Geralmente, a dor na vagina típica da vulvodínia aparece durante a penetração vaginal. Porém, algumas mulheres também relatam o surgimento do incômodo no clitóris. 

 

Tratamento: o uso da lidocaína em forma de pomada costuma ser o caminho escolhido para tratar a dor vaginal crônica provocada pela vulvodínia. A substância também é utilizada no tratamento da fibromialgia, outra condição sem causa conhecida. O medicamento deve ser prescrito por um médico.

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Odor forte na vagina: o que pode ser e como evitar?
    Odor forte na vagina: o que pode ser e como evitar?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    Dor na vagina após a primeira relação sexual é normal? 4 motivos que podem levar ao desconforto
    Dor na vagina após a primeira relação sexual é normal? 4 motivos que podem levar ao desconforto
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    pH da vagina: 6 coisas que podem desregular a acidez da região íntima feminina
    pH da vagina: 6 coisas que podem desregular a acidez da região íntima feminina
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Fatores que podem alterar o odor ou a duração da menstruação
    Fatores que podem alterar o odor ou a duração da menstruação
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Coceira vaginal: saiba o que dá origem ao incômodo e como tratar
    Coceira vaginal: saiba o que dá origem ao incômodo e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Sintomas de herpes genital: fique atenta aos sinais e saiba como tratar
    Sintomas de herpes genital: fique atenta aos sinais e saiba como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    6 coisas que não podem faltar no seu nécessaire para o verão
    6 coisas que não podem faltar no seu nécessaire para o verão
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Coceira na vulva: saiba o que pode causar e como tratar
    Coceira na vulva: saiba o que pode causar e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Cisto de Bartholin: o que é e como tratar a inflamação na vulva
    Cisto de Bartholin: o que é e como tratar a inflamação na vulva
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Cravos no nariz: saiba como os pontinhos pretos aparecem na sua pele e como se livrar deles
    Sabe aqueles pontinhos escuros que vez ou outra surgem na nossa pele? Eles são chamados d..
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Aprenda 5 truques de maquiagem que vão levantar sua autoestima!
    Sabe aqueles dias que você não acorda muito satisfeita com o espelho? Ou quando você es..
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Confira 4 dicas para ter unhas fortes e saudáveis!
    Ter unhas bonitas não é uma tarefa tão simples como parece, né? Mas com cuidado a gent..
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Vai sair com um boy novo? Veja 8 dicas para um encontro perfeito!
    Pode ser aquela pessoa que pega o mesmo transporte que você todos os dias ou o garoto da ..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • PRIMEIRA VEZ
    Primeira menstruação: 11 fatos importantes para te ajudar a se preparar para a menarca
    A primeira menstruação, chamada de menarca pela ciência, marca o início da vida...
    Primeira menstruação: 11 fatos importantes para te ajudar a se preparar para a menarca
  • Menstruação
    Absorvente Sempre Livre Adapt Plus proporciona conforto flexibilidade e discrição. Confira!
    Toda mulher merece um absorvente que a deixe confortável e segura sem precisar abrir mão...
    Absorvente Sempre Livre Adapt Plus proporciona conforto flexibilidade e discrição. Confira!
  • Menstruação
    O.B.® Médio ProComfort é a melhor opção para fluxo moderado: conheça os benefícios
    A maneira ideal de escolher o absorvente interno é saber identificar qual é a intensidade...
    O.B.® Médio ProComfort é a melhor opção para fluxo moderado: conheça os benefícios
  • Menstruação
    Cor da menstruação: vermelha, marrom ou preta pode mudar com o tempo?
    Você já deve ter percebido que a cor da menstruação muda ao longo do período menstrual. A...
    Cor da menstruação: vermelha, marrom ou preta pode mudar com o tempo?
  • VER TODAS >