Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Doenças vaginais podem ser causadas higiene inadequada. Entenda!

Doenças vaginais podem ser causadas higiene inadequada. Entenda!

O aparecimento de doenças na vagina pode ser favorecido pela falta de higiene íntima adequada. A ausência ou até mesmo o excesso de limpeza na região íntima feminina podem levar ao desequilíbrio do pH vaginal e, como resultado, tornar o ambiente mais propício para a proliferação de fungos e bactérias causadores de infecções vaginais.

 

Coceira na vagina, ardência ao urinar e vermelhidão podem ser sintomas associados a diversas doenças vaginais. Entre as principais, podemos citar a candidíase, a infecção urinária a vaginose bacteriana. Por isso, higienizar a vulva corretamente é essencial para evitar os desconfortos provocados por uma infecção na vagina.  

 

Veja a seguir quais são as principais doenças vaginais geradas pela higiene íntima feminina inadequada e como tratá-las:      

 

1. A higiene íntima inadequada favorece o aparecimento da candidíase

 

A candidíase acontece quando o fungo Candida albicans, presente na flora vaginal saudável, passa a se multiplicar e causa um desequilíbrio na acidez. Essa proliferação costuma ser provocada por alterações no pH vaginal, que, por sua vez, pode ser desencadeado por diversos fatores: imunidade baixa, diabetes, determinados medicamentos e falta de higiene íntima. 

 

Os principais sintomas da candidíase são corrimento branco e pastoso, coceira vaginal e vermelhidão na vulva. Sentir a vagina ardendo ao urinar também é uma manifestação comum da infecção. O tratamento para candidíase é feito através de medicações antifúngicas, que podem ser prescritas em forma de cremes e pomadas vaginais ou até mesmo de comprimidos via oral. 

 

A candidíase não é uma DST, já que o fungo responsável por causar a doença habita naturalmente o organismo. Porém, como homens e mulheres contam com a presença do microrganismo no corpo, a infecção pode ser transmitida sexualmente. Sendo assim, o uso da camisinha é indispensável em todas as relações sexuais. 

 

Veja também: Saiba como fortalecer a imunidade e evitar gripes, resfriados e infecções vaginais!

 

2. A vaginose bacteriana pode ser estimulada por hábitos inadequados de higiene íntima

 

A vaginose bacteriana é uma infecção vaginal provocada pelo crescimento excessivo de bactérias que já existem na flora vaginal saudável. Neste caso, os microorganismos responsáveis pela doença são a Gardnerella vaginalis e a Gardnerella mobiluncus. A infecção acomete homens e mulheres, entretanto, é mais comum entre o público feminino. 

 

A presença de um corrimento branco ou acinzentado, mau cheiro na vagina (principalmente durante a menstruação), ardência ao urinar e dor após o sexo estão entre os sintomas de vaginose bacteriana. Para tratar a vaginose bacteriana, o(a) médico(a) pode recomendar o uso de antibióticos orais ou cremes vaginais por 7 dias ou 7 noites, respectivamente. As relações sexuais devem ser evitadas ao longo desta semana de tratamento. 

 

3. Infecção urinária pode ser causada pela higiene inadequada

 

Embora a infecção urinária não seja considerada uma doença vaginal, as causas e os sintomas da doença estão diretamente ligados à região íntima feminina. A infecção é caracterizado pela entrada de bactérias no trato urinário através da uretra da mulher. A multiplicação desse microrganismo pode acometer a uretra, bexiga, rins e ureteres. Entre os principais sintomas da infecção, estão: vontade frequente de urinar (mesmo sem líquido a ser expelido), desconforto ao urinar, dor abdominal, urina com cheiro forte e, às vezes, com sangue.

 

A bactéria responsável por desencadear a infecção pertence naturalmente o sistema gastrointestinal da mulher. Por essa razão, hábitos como se limpar de forma errada após ir ao banheiro e praticar relações sexuais sem proteção podem favorecer o desenvolvimento do quadro. 

 

Dito isto, é fácil entender a importância da higiene íntima correta na prevenção da infecção urinária. Medidas como urinar após o sexo, utilizar camisinha durante todas as relações sexuais e sempre se limpar de frente para trás (da vagina em direção ao ânus) podem ser grandes aliadas para evitar o problema. 

 

9 dicas para fazer a higiene íntima adequada e evitar infecções e doenças vaginais

 

A higiene íntima adequada é essencial na prevenção de doenças na região íntima. Sendo assim, preparamos 9 dicas que podem te ajudar a manter os cuidados com a área íntima e prevenir infecções. Confira!

 

Dica 1) Faça a higiene íntima diariamente: pelo menos uma ou duas vezes. Cuidado com o excesso! Lavar a vulva muitas vezes ao dia pode destruir a barreira de proteção natural da mulher e, portanto, é prejudicial;

 

DIca 2) Prefira um sabonete íntimo líquido: o sabonete específico para a região íntima possui o pH adequado e, desta forma, não desequilibra a acidez da vagina. Também opte pelo produto em forma líquida, visto que os sabonetes em barra acabam sendo compartilhados por outras pessoas da casa e favorecem possíveis contaminações;

 

Dica 3) Evite usar esponjas ou cotonetes na higiene íntima: use os próprios dedos para limpar a vagina. Outros apetrechos podem acabar lesionando ou irritando a região íntima, que é bastante sensível. Faça movimentos delicados em todas as partes da vagina, inclusive no clitóris (o esmegma, resíduo branco formado por células mortas e a oleosidade natural da pele, costuma se concentrar neste local);

 

Dica 4) Evite deixar calcinhas secando no box: você pode lavar as calcinhas durante o banho, porém, lembre-se de pendurá-las em um local arejado. O banheiro é um lugar úmido e quente e, por isso, pode favorecer a proliferação de bactérias na peça íntima;

 

Dica 5) Dê preferência por calcinhas de algodão: evite tecidos sintéticos, esses materiais impedem a circulação de ar na região íntima e favorecem a umidade e o calor no local;

 

Dica 6) Lembre de não limpar de trás para frente: quando for ao banheiro, sempre se limpe da vagina em direção ao ânus. Desta forma, você impede o contato das bactérias da região gastrointestinal com a vulva;

 

Dica 7) Evite ficar com o biquíni molhado por muito tempo: assim que sair da piscina ou do mar, troque a peça íntima por uma seca. A mesma lógica também se aplica aos dias de academia e quaisquer outros exercícios físicos. Nestes casos, a calcinha tende a ficar molhada de suor e também pode favorecer a proliferação de fungos e bactérias;

 

Dica 8) Use camisinha nas relações sexuais: é importante usar o preservativo em todas as relações sexuais e durante todo o sexo, não apenas na hora da penetração;

 

Dica 9) Procure trocar o absorvente com mais frequência: ficar com o mesmo absorvente (interno ou externo) por muito tempo pode ser bastante prejudicial à saúde íntima. Avalie o seu fluxo menstrual e lembre-se de trocar o absorvente sempre que necessário; 


Veja também: Partes da vagina: saiba como fazer a higiene em cada região

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Mudança de hábitos pode ser a principal prevenção de muitas doenças vaginais. Veja dicas!
    Mudança de hábitos pode ser a principal prevenção de muitas doenças vaginais. Veja dicas!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Da coceira ao odor forte: saiba quais são os problemas vaginais comuns e que não podem ser ignorados
    Da coceira ao odor forte: saiba quais são os problemas vaginais comuns e que não podem ser ignorados
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Higiene íntima
    Higiene íntima
    Higiene íntima feminina e prevenção de doenças infecciosas: o que você precisa saber
    Higiene íntima feminina e prevenção de doenças infecciosas: o que você precisa saber
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • VOCÊ SABIA?
    VOCÊ SABIA?
    7 ensinamentos sobre a série Sex Education que podem servir para a sua vida
    7 ensinamentos sobre a série Sex Education que podem servir para a sua vida
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Sintomas que podem ser percebidos quando você para o anticoncepcional
    Sintomas que podem ser percebidos quando você para o anticoncepcional
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Menstruação atrasada pode ser culpa de noites mal dormidas. Entenda!
    Menstruação atrasada pode ser culpa de noites mal dormidas. Entenda!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Higiene íntima precisa ser feita todos os dias?
    Higiene íntima precisa ser feita todos os dias?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Bebida alcóolica durante o período menstrual pode ser prejudicial? Entenda!
    Bebida alcóolica durante o período menstrual pode ser prejudicial? Entenda!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    7 perguntas para fazer sobre sexo no ginecologista que podem ser esclarecedoras
    7 perguntas para fazer sobre sexo no ginecologista que podem ser esclarecedoras
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Fique de olho! Erros na higiene íntima feminina que podem estar prejudicando sua saúde
    Fique de olho! Erros na higiene íntima feminina que podem estar prejudicando sua saúde
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    Posso estar grávida mesmo menstruando? Veja quais os sintomas da gravidez
    Se você já se perguntou - ou anda se perguntando - se tem como estar grávida e menstruar...
    Posso estar grávida mesmo menstruando? Veja quais os sintomas da gravidez
  • SE CUIDA!
    Sempre Livre Adapt Plus não embola e não enrola na calcinha. Saiba mais!
    Você não precisa escolher entre se sentir segura ou confortável durante a menstruação!...
    Sempre Livre Adapt Plus não embola e não enrola na calcinha. Saiba mais!
  • SE CUIDA!
    3 motivos para usar o absorvente Sempre Livre Adapt Plus
    Para passar pela menstruação sem dificuldades, não basta escolher um absorvente adequado...
    3 motivos para usar o absorvente Sempre Livre Adapt Plus
  • SE CUIDA!
    Carefree® Proteção absorve fluxos leves e reduz chances de vazamento. Veja!
    Manchar a calcinha de sangue no início e no finalzinho do período menstrual é um...
    Carefree® Proteção absorve fluxos leves e reduz chances de vazamento. Veja!
  • VER TODAS >