Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Doenças na vagina: conheça as principais e saiba como se prevenir

Doenças na vagina: conheça as principais e saiba como se prevenir

A região íntima feminina é um ambiente bastante propício para o desenvolvimento de doenças na vagina. Características biológicas da mulher, como a umidade e o calor da vagina, questões hormonais e hábitos de higiene inadequados favorecem bastante a proliferação de fungos e bactérias na área. Infecções como a candidíase, vaginose bacteriana e a tricomoníase são bastante comuns. Mesmo assim, muitas mulheres não sabem ao certo o que fazer para evitar esses problemas. Pensando nisso, listamos as principais doenças vaginais, seus sintomas, forma de tratamento e quais medidas tomar para prevenir infecções vaginais. Confira!

 

1) Vaginose bacteriana 

 

  • O que é? 

 

Você sabia que a vaginose bacteriana é considerada a principal causa de corrimento vaginal entre as mulheres? Pois é. O problema é bastante comum e, como boa parte das doenças vaginais, costuma ser provocado por algum tipo de desequilíbrio no pH da vagina. Como consequência desse descontrole, estão a diminuição dos lactobacilos (uma forma de proteção natural do organismo) e o crescimento excessivo de determinadas bactérias, geralmente a Gardnerella vaginalis. Aí pronto! Está formado o cenário perfeito para o desenvolvimento da doença.  

 

  • Sintomas e tratamento: 

 

O principal sintoma da vaginose bacteriana é a presença de corrimento vaginal esbranquiçado com odor desagradável, que pode ser acentuado após as relações sexuais e durante o período menstrual. Ardência ao urinar e coceira na região íntima também estão entre as manifestações da doença.  

 

Porém, é importante ressaltar que nem todas as mulheres apresentam os mesmos sinais da infecção. Na verdade, boa parte das infectadas são completamente assintomáticas (ou seja, não exprimem os sintomas). Normalmente, o caminho escolhido pelos médicos para tratar a doença é o uso de antibióticos via oral.  

 

  • Como se prevenir: 

 

A vaginose bacteriana não é uma DST (Doença Sexualmente Transmissível). Porém, mulheres suscetíveis ao transtorno podem contrair a infecção ao entrar em contato com um sêmen de pH elevado. Por isso, a utilização do preservativo em todas as relações sexuais é indispensável. Outras medidas para prevenir o problema são: não usar calça jeans muito justa todos os dias, não ficar com um biquíni molhado por muito tempo e nunca usar ducha vaginal para higienizar a vagina. 

 

2) Candidíase vaginal 

 

  • O que é? 

 

Para muitas mulheres, a candidíase é um verdadeiro pesadelo. O problema é bastante frequente e também costuma estar associado ao desequilíbrio da flora vaginal. O principal fungo responsável pelo desenvolvimento do transtorno recebe o nome de Candida albicans e pode ser encontrado normalmente em uma vagina saudável, até que se multiplique e provoque a infecção.  

 

  • Sintomas e tratamento: 

 

Entre os principais sintomas da candidíase vaginal, podemos citar: 

 

  • Coceira na região íntima; 

  • Ardência ao urinar; 

  • Corrimento esbranquiçado e espesso;

  • Vermelhidão na vagina; 

  • Desconforto durante a relação sexual.

 

  • Como se prevenir: 

 

Alguns fatores podem contribuir para o desequilíbrio do pH vaginal e, consequentemente, incentivar a proliferação da bactéria responsável pelo desenvolvimento da candidíase. É importante conhecer esses agentes causadores para corrigir hábitos errados e reforçar comportamentos corretos a fim de evitar a doença. 

 

Entre as principais causas da proliferação de fungos estão: uso de roupas de praia úmidas por muito tempo, deixando a região abafada em contato com a umidade, imunidade baixa, alimentação com excesso de doces, gravidez, diabetes, obesidade, alterações hormonais, uso de antibióticos ou corticóides por longo tempo, hábitos de higiene e sexo sem proteção são os principais fatores causadores da candidíase. 

 

3) Tricomoníase 

 

  • O que é? 

 

Embora também possa ocorrer com homens, a tricomoníase é uma doença que acomete principalmente as mulheres. A gravidade do transtorno pode variar de paciente para paciente, desde uma condição assintomática até uma inflamação mais severa. Não é raro que a tricomoníase se manifeste após o período menstrual, quando há uma mudança no pH da vagina. O protozoário responsável por causar a doença se chama Trichomonas vaginalis e conta com os seres humanos como seus únicos hospedeiros.  

 

  • Sintomas e tratamento: 

 

Um dos grandes riscos proporcionados pela tricomoníase é a maior facilidade de contrair outras DST’s, graças ao surgimento de pequenas lesões no tecido da vagina. Os principais sintomas incluem corrimento abundante, ardência, vermelhidão, inchaço e, às vezes, dor ao iniciar a relação sexual. Em casos mais graves, o transtorno pode atingir o útero e levar até mesmo à infertilidade. Na maioria das vezes, o tratamento é feito com antifúngicos por via oral. Outro detalhe importante é a necessidade de manter abstinência sexual durante todo o processo e também tratar o parceiro sexual.  

 

  • Como se prevenir: 

 

A boa notícia é que se proteger contra a tricomoníase não tem muito mistério: use sempre camisinha, masculina ou feminina, durante todas as suas relações sexuais. É essencial utilizar o preservativo durante todo o ato sexual e não apenas na penetração, como muitos acreditam.  

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Saiba quais são os primeiros sintomas de DST na mulher e como se prevenir
    Saiba quais são os primeiros sintomas de DST na mulher e como se prevenir
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Vaginose bacteriana: conheça os sintomas e como prevenir a infecção vaginal
    Vaginose bacteriana: conheça os sintomas e como prevenir a infecção vaginal
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Infecção urinária: quais são as principais causas do problema e como se prevenir?
    Infecção urinária: quais são as principais causas do problema e como se prevenir?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Conheça as doenças vaginais mais comuns e saiba como evitá-las
    Conheça as doenças vaginais mais comuns e saiba como evitá-las
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    4 DSTs mais comuns nas mulheres. Veja como se prevenir e buscar ajuda!
    4 DSTs mais comuns nas mulheres. Veja como se prevenir e buscar ajuda!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Tricomoníase: saiba o que é e como prevenir essa DST
    Tricomoníase: saiba o que é e como prevenir essa DST
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Vaginose bacteriana: quais são os sintomas e como prevenir a infecção
    Vaginose bacteriana: quais são os sintomas e como prevenir a infecção
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Quais são as principais causas de uma infecção vulvovaginal? Conheça e previna-se!
    Quais são as principais causas de uma infecção vulvovaginal? Conheça e previna-se!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como identificar o corrimento vaginal? Conheça as principais características!
    Como identificar o corrimento vaginal? Conheça as principais características!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • VOCÊ SABIA?
    Clitóris: 10 coisas que toda mulher precisa saber sobre o órgão do prazer
    Se você ainda não sabe exatamente o que é o clitóris, a gente te explica agora. O pequeno...
    Clitóris: 10 coisas que toda mulher precisa saber sobre o órgão do prazer
  • SE CUIDA!
    Sintomas de DST: saiba quando é necessário fazer exames
    Conhecer os sintomas de DST (Doença Sexualmente Transmissível) é fundamental para buscar...
    Sintomas de DST: saiba quando é necessário fazer exames
  • Menstruação
    Como diminuir o fluxo intenso: ginecologista comenta possibilidades de tratamentos
    O fluxo menstrual intenso é caracterizado por uma menstruação que dura mais de 7 dias ou...
    Como diminuir o fluxo intenso: ginecologista comenta possibilidades de tratamentos
  • Menstruação
    Polimenorreia: o que é, causas e tratamentos
    A polimenorreia é o termo utilizado para descrever ciclos menstruais com duração inferior...
    Polimenorreia: o que é, causas e tratamentos
  • VER TODAS >