Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

DIU: tudo o que você precisa saber sobre o método contraceptivo intrauterino

DIU: tudo o que você precisa saber sobre o método contraceptivo intrauterino

DIU é a sigla de dispositivo intrauterino, um pequeno objeto plástico em formato de T que é inserido no útero para atuar como contraceptivo. O método tem longa duração e pode ser encontrado em duas versões: DIU de cobre e o hormonal. Mas, muito além disso, o DIU tem características que chamam a atenção das mulheres como a longa duração, fácil manutenção e administração do método, redução da menstruação e a opção de escolher um contraceptivo sem hormônio. Para quem está pensando em adotar essa alternativa, reunimos informações importantes que você precisa saber sobre o método anticoncepcional.

 

Tipos de DIU: a versão de cobre e o hormonal

 

O DIU de cobre não têm a presença de hormônios para bloquear a ovulação. Ele possui grande concentração de cobre, substância cria no útero uma toxicidade aos espermatozóides, impedindo que eles encontrem o óvulo para fecundar. Esse tipo de DIU, portanto, funciona quase que como um espermicida. Já o DIU hormonal aumenta a espessura do muco cervical com a liberação do hormônio sintético derivado da progesterona, também dificultando a passagem do espermatozóides. Ambos os tipos estão disponíveis no Brasil.

 

O DIU é essencialmente um método contraceptivo de longa duração. Assim, uma das características que distingue os tipos desse dispositivo é justamente esse tempo. Enquanto o DIU hormonal pode durar entre 3 e 5 anos, o DIU de cobre dura até 10. Esse fator torna o dispositivo intrauterino uma boa alternativa para mulheres que têm dificuldade de administrar o contraceptivo oral e costumam esquecer de tomar a pílula anticoncepcional. Para escolher qual método é o mais indicado para você, não se esqueça de conversar com o seu ginecologista.

 

A inserção do DIU é feita por um médico

 

Uma dúvida de muitas meninas está relacionada à inserção do DIU. O dispositivo deve ser inserido por um profissional, de preferência o seu ginecologista. Para isso, não é necessário passar por uma cirurgia e nem tomar anestesia, a menos que seja um pedido da paciente. O procedimento é rápido e pode gerar somente um pequeno desconforto. Normalmente, os primeiros dias podem ser marcados por cólicas, mas depois desse período, não é comum sentir a presença do DIU ou dores relacionadas ao contraceptivo. Se esse não for o caso, procure seu ginecologista para uma avaliação cuidadosa.

 

O corpo pode não se adaptar e expulsar o DIU

 

Por o DIU ser um objeto completamente novo no organismo, pode acontecer de o corpo expulsar o dispositivo em defesa. Essa é uma resposta simples do corpo ao dispositivo. Não é tão comum, mas se isso acontecer, procure imediatamente seu ginecologista para que ele possa colocar o objeto no lugar novamente ou avaliar a necessidade de procurar outros métodos contraceptivos.

 

Como saber se o DIU está no lugar certo?

 

A principal preocupação depois do DIU inserido é ter certeza de que ele está no local certo. Para isso, não tem muito mistério: se você estiver sentindo incômodos ou dores abdominais pode ser que o dispositivo tenha se deslocado. Ainda há casos em que o DIU pode chegar a espetar o músculo. Portanto, não se esqueça de consultar o seu ginecologista anualmente para que o profissional possa checar se o dispositivo está no lugar certo.

 

A menstruação para com o DIU?

 

A menstruação vai depender muito do tipo do DIU e também da resposta do organismo ao método. Com o DIU de cobre, a menstruação pode sofrer um leve aumento ou pode continuar igual, como o seu ciclo menstrual de costume. Já o DIU hormonal diminui os sangramentos, podendo até mesmo inibir completamente o período menstrual - o que faz ele ser a escolha de mulheres que querem reduzir o fluxo intenso ou parar de menstruar. Tudo isso varia de acordo com o organismo de cada uma.

 

Durante as relações sexuais, o DIU não traz incômodo

 

Você pode ter relações sexuais tranquila, porque o DIU não é sentido pelo seu parceiro e nem por você. Ele fica na cavidade uterina, bem acima do canal vaginal, e não mexe durante a penetração. Se isso acontecer, pode ser que o dispositivo tenha saído do lugar e, então, você deve procurar seu ginecologista para ajustar.

 

Mesmo usando o DIU, não se esqueça da camisinha

 

A principal função do DIU é impedir a gravidez, mas isso não impossibilita a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, as DSTs. Essas patologias são transmitidas sempre que há o contato sexual com alguém contaminado por alguma doença, como clamídia, herpes e sífilis. A camisinha, assim, pode proteger esse contato e impedir o contágio. Não se esqueça dela!

 

Há possibilidade de engravidar usando o DIU?

 

Todos os métodos contraceptivos podem ser falhos e apresentar casos raros. Com o DIU não é tão diferente. Sempre haverá aquela possibilidade mínima de gravidez. Mas, indo ao ginecologista anualmente para checar a se o dispositivo está no lugar certo, as chances são mínimas.

 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    A primeira ida ao ginecologista gera um certo receio em muitas garotas, mas não há motiv..
  • PRIMEIRA VEZ
    1º dia de aula na faculdade: a blogueira Natalia Salvador contou como encarou o medo e deu dicas de como lidar com essa mudança
    Uma das maiores mudanças do início da nossa vida adulta é a entrada para a universidade..
  • PRIMEIRA VEZ
    5 coisas que ninguém te contou sobre sua primeira menstruação
    A primeira menstruação acontece de forma inesperada, já que, na maioria das vezes a gen..
  • PRIMEIRA VEZ
    Intercâmbio: blogueira Paola Piola conta sobre a 1ª vez que lidou com a independência em outro país
    Fazer intercâmbio é o sonho de muitas adolescentes, principalmente depois dos 18 anos, q..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >