Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Diu, camisinha, pílula anticoncepcional: conheça os tipos de métodos contraceptivos que existem

Diu, camisinha, pílula anticoncepcional: conheça os tipos de métodos contraceptivos que existem

Não existe só pílula anticoncepcional e camisinha para evitar a gravidez, sabia? Encontramos no mercado diversos métodos contraceptivos para quem tem a vida sexual ativa e não quer saber de bebês tão cedo. Na lista do Só Delas falamos da injeção, do adesivo e até do implante para você levar ao seu ginecologista e ele dizer o que funciona para o seu estilo de vida. Confira!

 

1) Pílula anticoncepcional
 

O método que faz parte da vida da maioria das mulheres, a pílula oral tem tantas composições e dosagens, que deve ser indicava especificamente de acordo com a saúde de cada mulher. No dia a dia, o uso é bem simples: deve-se ingerir uma pílula por dia, sempre no mesmo horário, durante 21 dias. No intervalo de uma semana entre uma cartela e outra é que a sua menstruação vai chegar, mesmo dia em que você volta com a nova cartela da medicação.

 

2) Injeção de anticoncepcional mensal ou trimestral
 

A versão do anticoncepcional em injeção age da mesma forma que as pílulas, mas sua formulação é mais potente. É por isso que existem as doses que protegem de uma concepção por um mês ou três meses. Conheça as diferenças:

 

Mensal: tem as mesmas vantagens da pílula, mas é uma dose única de injeção, que vale por 21 dias e deve ser reaplicada quando a menstruação descer;

 

Trimestral: indicada para mulheres com problemas cardiovasculares, já que não contém estrogênio. Apesar disso, pode causar ganho de peso e dificuldade de engravidar durante alguns meses após parar o tratamento. Pode levar cerca de 9 meses até que a fertilidade volte ao normal.

 

3) DIU E SIU
 

Dispositivos de “barreira”, ambos são colocados dentro da vagina e impedem que os espermatozóides se encontrem com o óvulo. No entanto, existe uma diferença entre eles:
 

DIU (Dispositivo Intra-uterino): é feito de cobre e não possui nenhuma taxa hormonal.
 

SIU (Sistema Intra-uterino): parece um plástico maleável e, diferente do DIU, libera doses contínuas de hormônio no útero da mulher, ajudando também a reduzir o fluxo menstrual.

 

4) Adesivo transdérmico
 

O adesivo transdérmico não tem mistério: quando aplicado na pele, ele passa a transferir doses de hormônios. A troca é feita toda semana, durante três semanas. Na quarta, basta parar de usá-lo para deixar a menstruação descer e o ciclo recomeçar. Esse método contraceptivo é ideal para mulheres com intolerância à pílula.

 

5) Anel vaginal
 

Menos popular que os outros, só o nome já costuma causar um sustinho em quem não conhece, né? Apesar disso, é um método muito tranquilo, pois só precisa ser aplicado uma vez ao mês e é fácil de ser colocado: basta introduzi-lo na vagina, empurrando com o dedo - como se fosse um absorvente interno. Ele libera hormônios que entram na corrente sanguínea, inibindo a ovulação. Após 3 semanas é só retirá-lo, dar um espaço de 7 dias e voltar a utilizá-lo.

 

6) Minipílula
 

Por conter menor variedade de hormônios, as chamadas minipílulas são indicadas para mulheres intolerantes ao estrogênio, como as que têm histórico de tromboses, problemas cardiovasculares, fumantes com mais de 35 anos e mães que estão amamentando. O uso é similar ao da pílula normal: deve-se ingerir uma por dia, durante os 28 dias da cartela. A diferença é que, neste caso, não deve-se fazer um intervalo entre uma cartela e outra. A menstruação desce de acordo com o seu ciclo normal, que pode ser de 21 a 35 dias.

 

7) Implante subdérmico
 

Ao contrário dos outros métodos, o implante subcutâneo é colocado por um médico ginecologista sob a pele da paciente e tem duração de até três anos. Por ter apenas progesterona em sua formulação, diminui riscos de tromboses, além de reduzir o fluxo menstrual, evitar os sintomas da TPM e as cólicas menstruais. A maior desvantagem é que a mulher fica um bom tempo sem poder engravidar e requer um investimento financeiro mais alto no momento da aplicação.

 

Fique esperta!
 

Vale lembrar que não existe nenhum método de prevenção 100% eficaz, por isso, não deixe de usar camisinha ao se relacionar - não só para evitar a gravidez, como também doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Ah! A escolha do que funciona para você deve ser feita sob orientação médica, após uma discussão e avaliação das suas necessidades, condições de saúde e preferências.

Carefree_Lingerie_327_520

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Conheça os tipos de pílula anticoncepcional que existem no mercado
    Conheça os tipos de pílula anticoncepcional que existem no mercado
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    DIU, injeção anticoncepcional e mais: conheça os métodos contraceptivos de uso contínuo
    DIU, injeção anticoncepcional e mais: conheça os métodos contraceptivos de uso contínuo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Injeção, adesivo e pílula anticoncepcional: saiba a diferença entre estes métodos contraceptivos
    Injeção, adesivo e pílula anticoncepcional: saiba a diferença entre estes métodos contraceptivos
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • VOCÊ SABIA?
    VOCÊ SABIA?
    Sabia que existem vários aplicativos de transporte exclusivo para mulheres? Conheça alguns deles!
    Sabia que existem vários aplicativos de transporte exclusivo para mulheres? Conheça alguns deles!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula do dia seguinte e anticoncepcional: qual é a diferença entre os métodos contraceptivos?
    Pílula do dia seguinte e anticoncepcional: qual é a diferença entre os métodos contraceptivos?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Métodos contraceptivos: conheça diferentes tipos e como funcionam
    Métodos contraceptivos: conheça diferentes tipos e como funcionam
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Guia da depilação íntima: veja 6 tipos de técnicas de remoção de pelos que existem e decida-se!
    Guia da depilação íntima: veja 6 tipos de técnicas de remoção de pelos que existem e decida-se!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • VOCÊ SABIA?
    VOCÊ SABIA?
    Hímen: conheça os diferentes tipos e formatos que existem
    Hímen: conheça os diferentes tipos e formatos que existem
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Métodos contraceptivos de barreira: conheça algumas opções
    Métodos contraceptivos de barreira: conheça algumas opções
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Troca de anticoncepcional: quais são os indicativos de que é melhor mudar de pílula
    Troca de anticoncepcional: quais são os indicativos de que é melhor mudar de pílula
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • bottom1_batom_Carefree

    tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

    semprelivre_bottom1_dance_new

  • PODEROSAS
    Viajada: 7 dicas para quem quer viajar sozinha nessas férias!
    A gente sabe que as mulheres estão cada vez mais independentes, inclusive na hora de viaj..
  • PODEROSAS
    Férias em casa: 5 dicas de livros de autoras fortes para curtir o tempo livre
    Em meio a tantos best-sellers com protagonistas homens, existe um universo de autoras mulh..
  • PODEROSAS
    10 segredos para você se sentir mais confiante sem mudar o visual
    Às vezes tudo o que a gente precisa para se achar mais confiante é inserir pequenos háb..
  • PODEROSAS
    Girl power! Listamos 9 filmes para assistir com mulheres empoderadas como protagonistas
    Uma das melhores formas de descontrair e buscar se empoderar é conhecendo e se inspirando..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    Coceira dentro da vagina: o que pode ser?
    Coceira dentro da vagina, também chamada de prurido vaginal, é um incômodo que pode ter...
    Coceira dentro da vagina: o que pode ser?
  • SE CUIDA!
    Quantos dias depois da menstruação pode ter relação sexual?
    Transar menstruada ou nos dias seguintes à menstruação ainda é um assunto que gera...
    Quantos dias depois da menstruação pode ter relação sexual?
  • SE CUIDA!
    Retenção de líquido é uma das principais causas para dor nos seios. Saiba mais!
    É normal sentir os seios doloridos e inchados durante os períodos pré-menstrual e...
    Retenção de líquido é uma das principais causas para dor nos seios. Saiba mais!
  • Menstruação
    Menstruação atrasada e cólicas: devo me preocupar?
    A combinação entre menstruação atrasada e cólica costuma deixar sempre as mulheres em...
    Menstruação atrasada e cólicas: devo me preocupar?
  • VER TODAS >