Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Displasia mamária pode virar câncer?

Displasia mamária pode virar câncer?

A displasia mamária, também chamada de alteração funcional benigna da mama, é uma alteração no tecido mamário, que dá origem a áreas mais endurecidas e a presença de cistos nos seios. Suas causas estão relacionadas a atuação dos hormônios sexuais femininos durante o ciclo menstrual e mesmo não sendo um problema grave, em alguns casos, os caroços podem causar dor (mastalgia) e desconforto, principalmente durante a TPM, quando as mamas normalmente costumam ficar mais inchadas e sensíveis. Apesar de inofensivo, o problema pode ser confundido com o câncer de mama, já que os sintomas são muito semelhantes. Para entender melhor sobre o assunto, nós conversamos com o ginecologista Alexandre Pupo, que nos explicou mais sobre a anomalia e se ela tem ou não alguma relação com câncer. Confira!

 

 

Displasia Mamária é uma alteração benigna no tecido da mama 

 

O Dr. Alexandre explica que a displasia mamária é causada por uma série de alterações fibrocísticas na mama e que dão origem a formação de cistos e a irregularidades no tecido mamário. “A principal causa da displasia mamária é desconhecida. Os sintomas são relacionados a dor na mama, principalmente próximo a menstruação, áreas da mama mais endurecidas, formação de cistos nas mamas e aglomerados císticos”, comenta o médico. Ele também reforça que, mesmo com os sintomas, o caso é benigno e não apresenta riscos graves à saúde: “o nome que usamos hoje é alteração funcional benigna da mama”, esclarece. 

 

A displasia mamária é mais comum do que se imagina e geralmente acontece durante a puberdade ou menopausa e é mais comum em mulheres que não tiveram filhos. Não existe um consenso sobre qual é a sua principal causa, mas acredita-se que as oscilações hormonais do ciclo menstrual causem alterações fibrocísticas na mama. Isso porque a variação dos níveis de estrogênio e progesterona também influenciam o aspecto das glândulas mamárias, já que em determinadas fases elas aumentam e, logo depois, diminuem. Durante a TPM, por exemplo, os dutos de leite aumentam e a mama acaba retendo mais líquido. Por isso, algumas mulheres ficam com os seios mais sensíveis e podem até sentir dor nos dias pré-menstruais.  Quando a menstruação chega, os seios deixam de acumular líquido e eles voltam ao tamanho normal. Todas essas variações podem causar mudanças nas condições fibrocísticas da mama, principalmente por causa da ação do estrogênio. 

 

 

Displasia Mamária não está relacionada ao câncer de mama e não aumenta as chances de desenvolver a doença

 

 

Embora o câncer de mama seja a primeira coisa que vem na nossa mente quando pensamos em dor, sensibilidade e presença de caroços nos seios, felizmente, na maioria dos casos, esses desconfortos são na verdade um quadro de displasia mamária. Segundo o Dr. Alexandre, alterações fibrocísticas têm nenhuma relação com câncer e muito menos aumentam o risco, já que as causas e sintomas são bem diferentes. “A displasia mamária é uma alteração benigna, funcional. Já o câncer você vai notar um nódulo endurecido e regular, não doloroso e que ao examinar é possível encontrar uma massa sólida, sem cisto”. Os nódulos são sólidos e crescem em uma área mais delimitada, já os cistos são ocos e a parte oca pode ser preenchida por ar, líquido ou sangue. No caso do câncer, esses nódulos surgem por conta da multiplicação de células descontroladamente, enquanto a displasia está voltada para uma alteração no tecido, ou seja, não chega a ser uma doença em si, mas uma síndrome de causa hormonal. 

 

Veja também: Coceira nos seios que explicam o incomodo

 

 

 

Saiba como tratar a displasia mamária 

 

 

A displasia mamária não tem cura, mas com o tratamento correto é possível amenizar os sintomas.  Segundo o ginecologista, a melhora mais significativa vem apenas com a menopausa, quando a mama passa por um processo de atrofia por causa da ausência dos hormônios sexuais femininos, e consequentemente, a doença também vai se estabilizando e regredindo. Para as mulheres que menstruam e sofrem com os desconfortos mamários,  é aconselhado reduzir a ingestão de café, sal, chás com cafeína e refrigerantes, além de evitar hábitos como tabagismo. “Algumas medicações fitoterápicas e polivitamínicos também podem ser utilizados na busca de amenizar os sintomas relacionados”, orienta o médico. 

 

Outra medida simples que pode ajudar a amenizar os sintomas é evitar o uso de sutiã muito apertado, principalmente os que têm suporte de ferro, já que eles pressionam os seios e podem machucar a região. Usar tops mais confortáveis e fazer compressas de água quente para relaxar a musculatura da mama podem ajudar a aliviar a dor e dar mais conforto nesses dias. 

 

Alimentos ricos em vitamina E, como ovos, alface, espinafre e cereais também ajudam a reduzir os sintomas, pois eles têm ação antioxidante e ajudam a reduzir cistos no tecido mamário. 

 

 

 

Autoexame pode ajudar a identificar uma  alteração funcional benigna da mama

 

 

Algumas mulheres que sofrem com o problema não apresentam nenhum sintoma característico. Nesses casos, o ginecologista explica que o autoexame pode ser um grande aliado para identificar uma alteração funcional benigna da mama. “O autoexame ajuda na detecção da displasia mamária, pois você consegue identificar essas questões todas relacionadas a doença, como a saída de secreção multicolorida dos mamilos, endurecimento principalmente na parte da mama próxima à axila, ombro e você percebe que há uma área de maior densidade mas que não chega a formar um nódulo”. A melhor época para fazer o autoexame é depois da menstruação, pois é o período em que as mamas estão em um estado mais natural. De qualquer forma, assim que perceber qualquer mudança ou presença de cistos, caroços ou protuberâncias nas mamas por um período prolongado, o ideal é procurar é marcar uma consulta ao ginecologista

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Alexandre Pupo Nogueira - ginecologista e obstetra membro do corpo clínico do Hospital Albert Einstein, é também mastologista e Membro Titular do Núcleo de Mastologia do Hospital Sírio Libanês

CRM-SP: 84.414

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • VOCÊ SABIA?
    VOCÊ SABIA?
    Dominando os HQ’s: 6 super-heroínas poderosas para virar fã!
    Dominando os HQ’s: 6 super-heroínas poderosas para virar fã!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Displasia mamária: o que é, seus sintomas e tratamento para essa condição hormonal
    Displasia mamária: o que é, seus sintomas e tratamento para essa condição hormonal
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    O corpo pode enfraquecer durante a menstruação? Entenda o que acontece nessa fase
    O corpo pode enfraquecer durante a menstruação? Entenda o que acontece nessa fase
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Depilação total pode prejudicar a região íntima?
    Depilação total pode prejudicar a região íntima?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • VOCÊ SABIA?
    VOCÊ SABIA?
    6 gentilezas que você pode fazer por você mesma para dias melhores
    6 gentilezas que você pode fazer por você mesma para dias melhores
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Indicadores de que o odor vaginal pode estar relacionado a algum problema de saúde
    Indicadores de que o odor vaginal pode estar relacionado a algum problema de saúde
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • VOCÊ SABIA?
    VOCÊ SABIA?
    5 festivais de música que ainda vão rolar em 2018 e você não pode perder!
    5 festivais de música que ainda vão rolar em 2018 e você não pode perder!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    A mudança do anticoncepcional pode causar irregularidades na menstruação?
    A mudança do anticoncepcional pode causar irregularidades na menstruação?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Dor durante a relação sexual também pode ser sintoma de vulvovaginite?
    Dor durante a relação sexual também pode ser sintoma de vulvovaginite?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Meu fluxo menstrual aumentou, isso pode ser sinal de endometriose?
    Meu fluxo menstrual aumentou,  isso pode ser sinal de endometriose?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    4 formas de acabar com a vergonha de menstruar
    Menstruação ainda é um grande tabu para muitas meninas. Desde muito cedo nos fazem...
    4 formas de acabar com a vergonha de menstruar
  • Menstruação
    Absorvente interno: quais são as informações da embalagem de OB que você deve ficar atenta
    Comprar o tamanho do ob errado, confundir as linhas ou embalagens: quem nunca? Como as...
    Absorvente interno: quais são as informações da embalagem de OB que você deve ficar atenta
  • Menstruação
    Como usar OB pela primeira vez? Confira algumas dicas para iniciantes
    Quer saber como usar OB pela primeira vez? Preparamos um guia completo com tudo o que...
    Como usar OB pela primeira vez? Confira algumas dicas para iniciantes
  • SE CUIDA!
    Desvendando a embalagem de Carefree TodoDia: veja como achar as informações importantes para você
    O protetor diário é um grande aliado do público feminino nos cuidados diários de higiene...
    Desvendando a embalagem de Carefree TodoDia: veja como achar as informações importantes para você
  • VER TODAS >