Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Corrimento x secreção natural: entenda as diferenças

Corrimento x secreção natural: entenda as diferenças

Corrimento e secreção vaginal são frequentemente confundidos, mas possuem características bem diferentes. Enquanto a secreção é fisiológica e saudável, o corrimento geralmente aparece associado a sintomas, indicando a presença de uma infecção vaginal causada por microrganismos ou uma DST. Entender a diferença entre eles e saber reconhecer suas características é fundamental para identificar problemas com a saúde íntima. Confira quais são as principais diferenças entre os dois tipos de secreção vaginal e como evitar o corrimento causado por doenças ginecológicas.

 

Características da secreção natural na vagina 

 

A secreção vaginal é um recurso de defesa natural da vagina. Ela é produzida pela glândula de Bartholin com o intuito de dificultar a entrada de agentes externos e a proliferação de microrganismos. Este conteúdo é formado por células mortas. Durante o período fértil, o fluido também é produzido em quantidade mais abundante para lubrificar a vagina e facilitar a penetração do pênis durante a relação sexual, já que neste período a mulher está apta para engravidar o com maior desejo sexual. Veja quais são as características da secreção fisiológica:

 

- Normalmente é transparente, mas pode se apresentar levemente esbranquiçada;  

 

- É fluida no dia a dia e levemente gelatinosa no período fértil; 

 

- Não possui mau cheiro;


- Tem aparência semelhante à clara de ovo; 

 

- Fica mais abundante no período fértil. 

 

Veja também: Quando a secreção vaginal deve ser uma preocupação

 

Características do corrimento vaginal

 

O corrimento vaginal, por outro lado, não é saudável e merece ser investigado. Geralmente ele é um aviso de que algo não vai bem com a saúde íntima. Pode indicar uma infecção vaginal causada por vírus, bactéria ou parasita, assim como também pode representar um sintoma de DST (doença sexualmente transmissível). Esta secreção costuma aparecer acompanhada de sintomas, como coceira na parte externa e interna da vagina, vermelhidão da mucosa dos grandes lábios. Muitas vezes também pode surgir um mau cheiro. Para saber identificar o corrimento, veja quais são suas características mais conhecidas:

 

- O corrimento pode ser branco, amarelo, acinzentado ou esverdeado;

- Pode apresentar mau cheiro;

- Pode apresentar sintomas adicionais como coceira e vermelhidão na mucosa da vulva. 

 

Causas do corrimento vaginal

 

O corrimento vaginal pode ser causado por diversos fatores. Veja alguns: 

 

- Ter múltiplos parceiros sexuais sem uso de camisinha, além de aumentar a chance de engravidar, também é um risco para contrair doenças sexualmente transmissíveis, especialmente as que não possuem manifestação de sintomas aparentes. 

 

- O uso de antibióticos também pode provocar corrimento, já que o medicamento mata bactérias de vários tipos, inclusive as que atuam na proteção da vagina. 

 

- Estresse, alterações no sono e alimentação desregrada são hábitos ruins que também favorecem o desequilíbrio vaginal. 

 

- Deficiência de nutrientes e vitaminas, muito comum para quem faz dieta com muita restrição alimentar, também reduz a imunidade. 

 

- O uso frequente de calças apertadas e/ou calcinhas de tecidos sintéticos impede a ventilação da área íntima, aumenta a umidade diminuem a ventilação

 

- Consumo de álcool e fumo comprovadamente também diminuem a imunidade do organismo. 

 

Dicas de prevenção para evitar o corrimento vaginal 

 

  • Use mais saias e vestidos ou calças larguinhas e com tecidos que ventilam melhor;

  • Durma mais horas de sono e melhor;

  • Use calcinhas de algodão, que permitem maior ventilação;

  • Faça a higiene correta no banho com sabonete íntimo;

  •  Use camisinha em todas as relações sexuais; 

  • Mantenha uma boa alimentação (se necessário, consulte um nutricionista);

  • Evite usar o biquíni molhado por muito tempo. Leve uma calcinha seca e short para trocar;

  • Não compartilhe toalhas ou calcinhas com outras pessoas;

  • Vá ao ginecologista anualmente para fazer o preventivo.

semprelivre_bottom1_dance_new

  • VOCÊ SABIA?
    Ih, choveu! Veja ideias do que fazer para se divertir com as amigas mesmo dentro de casa
    Tem dias que a gente combina de sair com as amigas, mas a previsão do tempo não colabora..
  • VOCÊ SABIA?
    6 coisas que você precisa saber antes de viajar com seus amigos
    Fazer uma viagem acompanhada de amigos é uma das melhores coisas da vida! Se divertir, pa..
  • VOCÊ SABIA?
    4 coisas que passam pela sua cabeça antes de chegar ao primeiro encontro
    Por mais que a gente seja confiante, o primeiro encontro com o carinha interessante sempre..
  • VOCÊ SABIA?
    Vai passar o dia na praia? Veja o que levar na bolsa!
    No verão, tudo o que a gente mais quer é relaxar, se divertir e ficar com aquele bronzea..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >