Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Corrimento esverdeado: o que pode ser e como tratar

Corrimento esverdeado: o que pode ser e como tratar

O corrimento esverdeado ou amarelo-esverdeado é um sinal de alerta para a saúde vaginal. Geralmente, o corrimento verde surge associado a sintomas como mau cheiro, coceira e vermelhidão na vulva e ardência ao urinar. A tricomoníase é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) que gera os sintomas citados. Em outros casos, a secreção com coloração esverdeada também pode ter relação com a vulvovaginite, inflamação que acontecem na vulva e na vagina ao mesmo tempo. Ao perceber qualquer alteração na cor e no cheiro da secreção vaginal comum, o ideal é buscar ajuda médica para investigar a causa e iniciar o tratamento.

 

 

Corrimento esverdeado com coceira e ardência na vagina são sintomas associados à infecções e inflamações na vagina

 

  • Tricomoníase

 

A tricomoníase é uma infecção vaginal provocada pelo protozoário Trichomonas vaginalis que pode acometer tanto homens como mulheres. Sua principal via de transmissão é o sexo sem proteção. A infecção pode ser assintomática ou provocar sintomas como corrimento esverdeado com odor, coceira, dor ou ardor ao urinar e aumento da frequência urinária. Em alguns casos, a Tricomoníase também pode apresentar sintomas semelhantes ao quadro de vulvite, cistite e infecção urinária. Isso porque ela pode atingir áreas como a vulva, uretra e bexiga.

 

  • Vulvovaginite: 

 

A inflamação chamada vulvovaginite tem sintomas semelhantes, mas não é considerada uma IST. O incômodo acontece na vulva e na vagina simultaneamente e muitas vezes é resultado de infecções vaginais causadas por fungos e bactérias, como a candidíase e a vaginose bacteriana

 

A candidíase vaginal é uma infecção que tem como principal sintoma o corrimento branco e pastoso. Porém, em alguns casos, a secreção pode adotar uma coloração mais amarelada ou esverdeada. Outros sintomas característicos são coceira na vagina e na vulva, vermelhidão e dor ou ardência ao urinar. A infecção é causada pelo crescimento excessivo do fungo Candida albicans, que pode acontecer devido a higiene inadequada, imunidade baixa, umidade excessiva na região íntima, entre outros fatores. 

 

A vaginose bacteriana tem como principal sintoma o corrimento amarelo, que pode apresentar uma coloração esverdeada. Essa infecção também pode causar ardência na hora de urinar e um odor desagradável, que fica mais intenso durante o período menstrual.   A vaginose bacteriana é causada pela bactéria Gardnerella vaginalis, provocando alterações na flora vaginal. Assim como a candidíase,  ela não é considerada uma Doença Sexualmente Transmissível. 

 

Outra justificativa para desenvolver a vulvovaginite é a reação alérgica à substâncias químicas encontradas em produtos como sabonetes, sabão em pó, papel higiênico ou uso de produtos perfumados que prometem eliminar o odor vaginal. Além do corrimento esverdeado, os sintomas da vulvovaginite incluem irritação, coceira, vermelhidão nos pequenos e grandes lábios, sensação de queimação ao urinar e mau cheiro. 

 

 

Corrimento esverdeado na gravidez: o que pode ser?

 

O corrimento verde na gravidez também é um sinal de infecção vaginal ou de ISTs. A causa mais comum é tricomoníase, que não chega a apresentar risco para o bebê, mas aumenta as chances de um parto prematura. Por isso, é importante iniciar o tratamento assim que for confirmado o diagnóstico. O tratamento é feito com medicação antibiótica oral ou local e o tempo varia entre 5 a 7 dias, de acordo com a prescrição médica. 

 

 

Diagnóstico e tratamento para corrimento esverdeado é direcionado a causa da infecção

 

O método diagnóstico da Tricomoníase e da vulvovaginite são parecidos. Ambos são feitos por meio do exame papanicolau (também conhecido como preventivo), em que o médico colhe uma amostra do corrimento a fim de investigar a presença de protozoários, fungos e bactérias no material.

 

O tratamento da tricomoníase é feito com um tipo de antibiótico oral. É importante que o(a) parceiro(a) também seja incluído no tratamento, mesmo que não apresente nenhum sintoma da infecção. Além disso, o casal deve evitar ter relações sexuais enquanto estiverem em tratamento. 

 

Já a vulvovaginite pode ser tratada com remédios antibióticos, antifúngicos ou antialérgicos, depende da causa da inflamação. Além da medicação, certos cuidados com a higiene íntima e mudanças de hábitos podem ajudar a evitar o corrimento esverdeado. São eles:

 

  • Lavar região íntima diariamente, apenas na parte externa e sem uso de duchas vaginais. Se possível, use um sabonete íntimo líquido;

 

  • Evitar o uso de roupas apertadas na região íntima, como calças, principalmente nos dias quentes. O ideal é apostar em peças mais leves e frescas; 

 

  • Dar preferência por calcinhas de algodão. Tecidos sintéticos abafam a região íntima prejudicam a circulação de ar;

 

  • Usar camisinha em todas as relações sexuais; 

 

  • Evitar usar biquíni e maiô úmidos durante muitas horas. O ideal é trocar por uma peça seca ao sair da praia ou piscina para evitar o abafamento e desequilibrar a flora vaginal. 

 

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Estou com um corrimento marrom: o que pode ser e como devo tratar?
    Estou com um corrimento marrom: o que pode ser e como devo tratar?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Estou com um corrimento esverdeado: o que pode ser?
    Estou com um corrimento esverdeado: o que pode ser?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    O que pode ser a ardência na vagina e como tratar?
    O que pode ser a ardência na vagina e como tratar?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Corrimento amarelo esverdeado: o que pode ser?
    Corrimento amarelo esverdeado: o que pode ser?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Mau cheiro na virilha e região íntima da mulher o que pode ser e como tratar?
    Mau cheiro na virilha e região íntima da mulher o que pode ser e como tratar?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Cólica e corrimento marrom: o que pode ser?
    Cólica e corrimento marrom: o que pode ser?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Dor na vagina: 6 fatores que podem provocar o desconforto e como tratar
    Dor na vagina: 6 fatores que podem provocar o desconforto e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Estou com corrimento branco. O que pode ser?
    Estou com corrimento branco. O que pode ser?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • VOCÊ SABIA?
    VOCÊ SABIA?
    O que é sororidade e como ela pode ser empregada no seu dia a dia?
    O que é sororidade e como ela pode ser empregada no seu dia a dia?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Coceira na virilha: o que pode ser e como acabar com esse incômodo
    Coceira na virilha: o que pode ser e como acabar com esse incômodo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    A primeira ida ao ginecologista gera um certo receio em muitas garotas, mas não há motiv..
  • PRIMEIRA VEZ
    1º dia de aula na faculdade: a blogueira Natalia Salvador contou como encarou o medo e deu dicas de como lidar com essa mudança
    Uma das maiores mudanças do início da nossa vida adulta é a entrada para a universidade..
  • PRIMEIRA VEZ
    5 coisas que ninguém te contou sobre sua primeira menstruação
    A primeira menstruação acontece de forma inesperada, já que, na maioria das vezes a gen..
  • PRIMEIRA VEZ
    Intercâmbio: blogueira Paola Piola conta sobre a 1ª vez que lidou com a independência em outro país
    Fazer intercâmbio é o sonho de muitas adolescentes, principalmente depois dos 18 anos, q..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • PRIMEIRA VEZ
    Primeira menstruação: 11 fatos importantes para te ajudar a se preparar para a menarca
    A primeira menstruação, chamada de menarca pela ciência, marca o início da vida...
    Primeira menstruação: 11 fatos importantes para te ajudar a se preparar para a menarca
  • Menstruação
    Absorvente Sempre Livre Adapt Plus proporciona conforto flexibilidade e discrição. Confira!
    Toda mulher merece um absorvente que a deixe confortável e segura sem precisar abrir mão...
    Absorvente Sempre Livre Adapt Plus proporciona conforto flexibilidade e discrição. Confira!
  • Menstruação
    O.B.® Médio ProComfort é a melhor opção para fluxo moderado: conheça os benefícios
    A maneira ideal de escolher o absorvente interno é saber identificar qual é a intensidade...
    O.B.® Médio ProComfort é a melhor opção para fluxo moderado: conheça os benefícios
  • Menstruação
    Cor da menstruação: vermelha, marrom ou preta pode mudar com o tempo?
    Você já deve ter percebido que a cor da menstruação muda ao longo do período menstrual. A...
    Cor da menstruação: vermelha, marrom ou preta pode mudar com o tempo?
  • VER TODAS >