Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Corrimento anormal: saiba quando é necessário procurar um ginecologista

Corrimento anormal: saiba quando é necessário procurar um ginecologista

O corrimento anormal ocorre quando há um desequilíbrio na flora vaginal, que pode ser causado por diversos agentes como fungos, bactérias e protozoários. A presença dessa secreção se diferencia pela cor, consistência, volume e mau cheiro. Além disso, os corrimentos patológicos podem vir acompanhados de outros sintomas como coceira, ardência vaginal e vermelhidão na vulva. Por isso, o quadro precisa ser investigado por um ginecologista para ter um diagnóstico correto e um tratamento adequado. Saiba como identificar um corrimento de origem patológica, quais as principais causas e como tratar.

 

Características de um corrimento anormal

 

Toda mulher produz uma secreção vaginal fisiológica, que varia em volume e aspecto de acordo com a época do ciclo menstrual. A secreção natural da vagina é é transparente ou levemente esbranquiçada, tem uma aparência semelhante à clara de ovo e costuma ser fluida no dia a dia e um pouco mais gelatinosa nos dias férteis. Além disso, a secreção fisiológica não possui cheiro e não provoca ardência ou coceira na região íntima. 

 

o corrimento anormal tem origem patológica. Isso significa que ele sempre está relacionado com uma infecção vaginal, indicando que há um desequilíbrio no ambiente natural da vagina provocado pelo crescimento de bactérias, fungos ou protozoários. Ao notar qualquer alteração, marque uma consulta com seu ginecologista para que ele possa avaliar o quadro e orientá-la sobre o tratamento indicado. 


 

Coloração e aspecto do corrimento variam de acordo com a causa. Confira os principais tipos de corrimento vaginal 

 

O corrimento branco leitoso acompanhado de coceira intensa é o principal sintoma de candidíase. A infecção é causada pelo fungo Candida Albicans e além do corrimento manifesta sintomas como vermelhidão na vulva, ardor e dor ao urinar ou durante a relação sexual. 

 

Além da candidíase, outra infecção vaginal que também causa corrimento anormal é a vaginose bacteriana. Seu principal sintoma é o corrimento com odor forte semelhante a peixe podre, que pode ser amarelado ou cinza. 

 

O corrimento provocado por infecção vaginal pode ser causado por diversos fatores. Os mais frequentes são baixa imunidade e higiene íntima inadequada. Alguns hábitos também aumentam a recorrência de infecções, como manter a região íntima úmida e abafada, vestir roupas muito apertadas, fazer uso de duchas vaginais e ficar com biquínis e maiôs molhados por muito tempo. 


 

Infecções transmitida por via sexual podem causar corrimento vaginal 

 

Algumas Infecções Sexualmente Transmissíveis também podem provocar corrimento vaginal anormal. Uma delas é a tricomoníase, causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis. A infecção pode ser assintomática ou manifestar sintomas como corrimento esverdeado com odor, coceira, dor ou ardor ao urinar e aumento da frequência urinária. 

 

Além da tricomoníase, outras duas ISTs também causam corrimento amarelado. É o caso da clamídia e da gonorréia. A clamídia manifesta um corrimento amarelo claro, normalmente sem cheiro. Já o corrimento da gonorréria é amarelo e abundante e com um cheiro mais forte. 

 

Corrimento anormal é tratado com medicação antifúngica e antibióticos. Veja como tratar corrimento e como se prevenir

 

O corrimentos patológicos têm tratamento específico de acordo com o agente causador. A candidíase é tratada com medicação antifúngica, enquanto o tratamento da vaginose é feito com antibióticos. As ISTs também são tratadas com uso de antibiótico e é fundamental que o parceiro também seja incluído no tratamento para evitar futuras contaminações. Vale ressaltar que a medicação é um tratamento pontual e não tem validade como método de prevenção. Para se prevenir de corrimento causado por infecção vaginal, vale a pena repensar certos hábitos que possam prejudicar a sua saúde íntima.

 

Confira alguns cuidados que ajudam a reduzir os riscos de corrimento e são eficazes para manter a flora e o pH vaginal em equilíbrio

 

  • Utilizar sabonete íntimo líquido com pH neutro durante a higienização; 

  • Evitar usar roupas apertadas e abafadas, principalmente em dias quentes; 

  • Não ficar com biquíni e maiô molhados por muito tempo; 

  • Dar preferência a calcinhas de algodão; 

  • Fazer a higiene íntima apenas na área externa; 

  • Lavar calcinha com sabão neutro e deixar a peça secar em um ambiente seco e arejado; 

  • Usa camisinha em todas as relações sexuais; 

  • Após evacuar, se limpar sempre de frente para trás; 

  • Não ficar com o mesmo absorvente por mais de 4 horas; 

  • Evitar uma dieta com excesso de açúcar e carboidratos. 

 

Já para as ISTs, a melhor prevenção das DSTs sempre será o uso da camisinha em todas as relações sexuais. 

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Corrimento marrom: entenda quando é normal e quando você deve procurar um médico
    Corrimento marrom: entenda quando é normal e quando você  deve procurar um médico
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Estou com corrimento esverdeado: preciso procurar ajuda de um ginecologista?
    Estou com corrimento esverdeado: preciso procurar ajuda de um ginecologista?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    É normal ter corrimento? Veja o que um ginecologista tem a dizer
    É normal ter corrimento? Veja o que um ginecologista tem a dizer
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula anticoncepcional causa corrimento? Tiramos essa dúvida com um ginecologista!
    Pílula anticoncepcional causa corrimento? Tiramos essa dúvida com um ginecologista!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Ginecologista lista sinais que o seu corpo costuma dar quando algo não vai bem com a saúde do seu útero
    Ginecologista lista sinais que o seu corpo costuma dar quando algo não vai bem com a saúde do seu útero
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Dormir na mesma posição quando está menstruada para não vazar? Não é necessário! Saiba qual absorvente usar
    Dormir na mesma posição quando está menstruada para não vazar? Não é necessário! Saiba qual absorvente usar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como acabar com corrimento: confira 12 dicas de uma ginecologista
    Como acabar com corrimento: confira 12 dicas de uma ginecologista
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Testosterona na mulher: saiba identificar quando os níveis estão fora do comum
    Testosterona na mulher: saiba identificar quando os níveis estão fora do comum
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Sintomas de DST: saiba quando é necessário fazer exames
    Sintomas de DST: saiba quando é necessário fazer exames
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    5 posições que podem ajudar a aliviar cólica menstrual
    A cólica menstrual é uma consequência das contrações que o útero faz para expelir a...
    5 posições que podem ajudar a aliviar cólica menstrual
  • Menstruação
    Menstruação com cheiro forte é normal?
    A menstruação com cheiro forte é sempre um sinal de alerta. Normalmente, ela está...
    Menstruação com cheiro forte é normal?
  • Menstruação
    Infográfico mostra como acontece a menstruação
    O período menstrual é um processo conhecido por todas as mulheres em idade fértil, ou...
    Infográfico mostra como acontece a menstruação
  • Menstruação
    Menstruação irregular tomando anticoncepcional: o que pode ser?
    A pílula anticoncepcional interrompe a produção hormonal natural da mulher e passa a...
    Menstruação irregular tomando anticoncepcional: o que pode ser?
  • VER TODAS >