Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Corrimento amarelo: o que pode ser?

Corrimento amarelo: o que pode ser?

O corrimento amarelo claro pode representar uma secreção vaginal fisiológica que, após entrar em contato com o oxigênio ou secar na calcinha, ganha essa tonalidade amarelada. O episódio é mais comum em determinadas fases do ciclo menstrual, como o período fértil e a ovulação (quando a produção de muco cervical é mais abundante e espessa). No entanto, se o corrimento amarelo for constante e surgir associado a outros sintomas, como mau cheiro, coceira na vagina, vermelhidão na vulva e ardência ao urinar, pode ser sinal de infecção vaginal. Em entrevista ao Só Delas, a ginecologista Carolina Ambrogini explica o que causa corrimento amarelo e o que fazer ao notar o incômodo.

 

Conversamos com a ginecologista Carolina Ambrogini para saber quais problemas estão relacionados ao corrimento amarelo

 

Veja também: Corrimento amarelo esverdeado: o que pode ser

 

"Logo após um dia inteiro com a mesma calcinha, a secreção acumulada pode ficar um pouco amarelada, mas sem odor", afirma a especialista. Esse tipo é o que chamamos de secreção fisiológica, porque ela é considerada natural e pode variar em quantidade durante o ciclo menstrual. Porém, quando a secreção ganha textura mais espessa, além da coloração amarelada e odor fétido, pode representar um corrimento causado por infecção vaginal. Segundo a ginecologista, o corrimento é sempre patológico: “Ele representa a presença de microorganismos que podem ou não pertencer à flora vaginal, mas que está em desequilíbrio”.

 

O que pode ser corrimento amarelo com mau cheiro? Veja 3 causas comuns para o problema

 

  • Vaginose bacteriana: o corrimento amarelo com odor é um dos principais sintomas da vaginose bacteriana, uma infecção causada pelo crescimento excessivo da bactéria Gardnerella vaginalis na flora vaginal. O odor característico do corrimento amarelo da vaginose bacteriana é semelhante ao cheiro de peixe podre e costuma ficar mais intenso durante a menstruação. Isso porque, nessa fase do ciclo menstrual, o pH da vagina está mais alcalino, o que aumenta a ação da bactéria na região íntima.

     

    Além do corrimento amarelo, outros sintomas da infecção incluem ardência ao urinar e coceira vaginal. O tratamento para a vaginose bacteriana pode variar de acordo com a gravidade da infecção, mas normalmente o antibiótico é o medicamento escolhido pelos médicos;
     

  • Candidíase: é uma infecção muito frequente entre as mulheres e acontece devido ao crescimento do fungo Candida albicans no interior da vagina. Segundo a ginecologista, o corrimento da candidíase costuma ser "branco em pedaços" e sempre vem acompanhado de outros sintomas, como irritação, coceira ou ardor na vagina. Porém, em alguns casos, é possível notar o corrimento amarelo clarinho associado à candidíase. Em ambas as situações, o corrimento tem um aspecto grumoso (parecido com leite coalhado). 

     

    A candidíase é comum entre as mulheres que estão com o sistema imunológico mais enfraquecido ou após um tratamento longo com uso de antibiótico. O tratamento da infecção é feito com medicação antifúngica oral ou local, dependendo da indicação do(a) médico(a). Além disso, outra maneira de tratar e prevenir a infecção é manter a região íntima bem higienizada e evitar o abafamento e a umidade da área.

 

  • Tricomoníase: o corrimento amarelo também é um indicativo de infecção sexualmente transmissível (IST). Em casos de IST, de acordo com a médica, a secreção tende a ser "amarelada abundante" ou aparecer como um corrimento amarelo esverdeado. A IST mais comumente associada ao corrimento amarelo é a tricomoníase, causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis. A doença pode ser assintomática. Mas, quando existem, os sintomas característicos são corrimento com mau cheiro, ardência ao urinar e coceira genital.

     

    Mais um problema é que a tricomoníase pode favorecer o surgimento de outras infecções, como a uretrite, a vaginite e a cistite. O tratamento é feito com antibiótico oral e deve se estender também a(a) parceiro(a) da paciente. Outras ISTs, como gonorréia e clamídia, também podem causar corrimento com tom amarelado-esverdeado.

     

Corrimento amarelo pode ser gravidez?

 

Em alguns casos, o corrimento amarelo (que acontece isoladamente, sem a presença de outros sintomas) pode ser indicativo de gravidez. Nesta fase da vida, a mulher recebe maior fluxo sanguíneo na área da vagina e isso, somado às alterações hormonais características da gestação, poderia levar ao surgimento do corrimento amarelado. Na dúvida, recomenda-se buscar uma avaliação médica. Até porque, o corrimento amarelo na gravidez também pode significar infecções vaginais ou IST's e sempre deve ser investigado.

 

Saiba como evitar corrimento amarelo claro ou esverdeado 

 

Muitas vezes, as infecções vaginais estão ligadas à alterações provocadas por hábitos da nossa rotina. É importante fazer a higiene íntima correta, com uso de sabonete íntimo neutro que não altere o pH natural da vagina. Além disso, a higienização deve ser feita apenas na parte externa da região íntima, ou seja, apenas na vulva. Sendo assim, o uso de duchas vaginais não é recomendado. Esses objetos provocam o desequilíbrio na flora vaginal e tornam a área íntima mais propensa a infecções.

 

Confira outras recomendações para se prevenir das infecções vaginais: 

 

  • Evitar o abafamento da região íntima; 

  • Usar calcinhas de algodão ao invés de peças com tecido sintético; 

  • Não permanecer com o biquíni e maiô molhados por muito tempo; 

  • Optar por roupas mais largas, como saia e vestidos, principalmente nos dias mais quentes; 

  • Não usar perfumes ou produtos com aromas na região íntima. Eles alteram o pH da vagina e podem provocar alergias e irritações; 

  • Usar camisinha em todas as relações sexuais; 

  • Não ficar mais de 4 horas com o mesmo absorvente, seja ele interno ou externo;

  • Ir regularmente ao ginecologista;

 

Como tratar corrimento amarelo?

 

De acordo com a ginecologista, o tratamento para o corrimento amarelo depende do diagnóstico. "Mas, em geral, envolve o uso de antifúngicos orais e vaginais (no caso da candidíase) e antibióticos por via oral e/ou vaginal nos outros casos. Somente nos casos de IST o(a) parceiro precisa ser tratado(a). Se houver recorrência, algumas medidas podem ser eficazes para restabelecer a flora, como usar probióticos ou outras substâncias para regularizar o pH vaginal", orienta.

 

Este artigo teve a contribuição do especialista:
Dra. Carolina Ambrogini - Ginecologista
CRM: 102706-SP

 

Matéria atualizada em: 01 de dezembro de 2020

Arroba - Carefree Batom

Arroba_OB

Bottom_OB_celebration

tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Saúde da mulher
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
    A Síndrome do Ovário Policístico é uma disfunção hormonal que leva ao crescimento de...
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
  • SE CUIDA!
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
    A depilação íntima faz parte da vida de muitas mulheres. Para isso, é possível encontrar...
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
  • SE CUIDA!
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
    Muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual a diferença entre corrimento e secreção vaginal...
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
  • SE CUIDA!
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
    A tabelinha é um método contraceptivo natural baseado na análise do ciclo menstrual....
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
  • VER TODAS >