Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Conheça aqui os tratamentos para candidíase vaginal

Conheça aqui os tratamentos para candidíase vaginal

Mesmo o ginecologista ou a mãe tendo avisado diversas vezes, você ainda comete uns deslizes com os cuidados com a região íntima. Ficar muito tempo com o biquíni molhado é um exemplo muito comum. E esses, como outros descuidos, podem influenciar o aparecimento da candidíase vaginal. Esse quadro é recorrente entre as pacientes, por isso, é importante saber como é possível se cuidar e prevenir. A ginecologista Lívia Migowski trouxe explicações sobre os tratamentos para os casos de candidíase vaginal.

 

Entenda mais sobre a candidíase vaginal

 

O quadro de candidíase vaginal é caracterizado como uma síndrome. Os sintomas referentes ao caso são corrimento vaginal grumoso e branco, coceira na vulva, inchaço dos pequenos lábios e ardência para urinar. E ainda, em algumas pacientes, há desconforto na relação sexual. “A candidíase aparece por um desequilíbrio nos microorganismos que habitam a vagina, o que acaba favorecendo o aumento do número de fungos, principalmente a cândida albicans”, esclarece a médica. A cândida habita na vagina, normalmente. No entanto, ela é caracterizada por seu pequeno percentual e, quando há um aumento, torna-se a candidíase. É importante definir que o quadro não é uma doença sexualmente transmissível.

 

Conheça os tratamentos para candidíase vaginal

 

Segundo a profissional, o tratamento da candidíase vaginal tem como base o uso de medicações fungicidas. “A via preferencial é a vaginal, ou seja, através de cremes ou óvulos vaginais”, comenta ela. Além disso, há tipos de fungicidas que são de uso único e outros que são usados por mais tempo, como durante o período de dez dias. Outra opção são os comprimidos fungicidas orais. Esses medicamentos são reservados para as pacientes que apresentam candidíase de repetição ou quando há falhas nos resultados do método via vaginal.

 

Fique de olho nos fatores que influenciam nesse quadro

 

A candidíase vaginal pode aparecer quando a paciente apresenta uma deficiência do sistema imunológico. “Como quando estamos doentes, com gripe, estressados ou em casos mais incomuns com doenças como HIV/AIDS ou câncer”, exemplifica Dra. Lívia. Um caso comum do início da candidíase é após o uso de antibióticos. Isto porque, como o medicamento consegue eliminar as bactérias da vagina, ele também favorece o aumento dos fungos. “Algumas doenças como diabetes também aumentam o risco de candidíase”, completa a médica.

 

Dra. Livia Migowski, ginecologista e obstetra da Perinatal
CRM: 52.90682-4

Bottom_OB_celebration

tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

semprelivre_bottom1_dance_new

  • VOCÊ SABIA?
    Ih, choveu! Veja ideias do que fazer para se divertir com as amigas mesmo dentro de casa
    Tem dias que a gente combina de sair com as amigas, mas a previsão do tempo não colabora..
  • VOCÊ SABIA?
    6 coisas que você precisa saber antes de viajar com seus amigos
    Fazer uma viagem acompanhada de amigos é uma das melhores coisas da vida! Se divertir, pa..
  • VOCÊ SABIA?
    4 coisas que passam pela sua cabeça antes de chegar ao primeiro encontro
    Por mais que a gente seja confiante, o primeiro encontro com o carinha interessante sempre..
  • VOCÊ SABIA?
    Vai passar o dia na praia? Veja o que levar na bolsa!
    No verão, tudo o que a gente mais quer é relaxar, se divertir e ficar com aquele bronzea..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >