Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Conheça aqui os tratamentos para candidíase vaginal

Conheça aqui os tratamentos para candidíase vaginal

Mesmo o ginecologista ou a mãe tendo avisado diversas vezes, você ainda comete uns deslizes com os cuidados com a região íntima. Ficar muito tempo com o biquíni molhado é um exemplo muito comum. E esses, como outros descuidos, podem influenciar o aparecimento da candidíase vaginal. Esse quadro é recorrente entre as pacientes, por isso, é importante saber como é possível se cuidar e prevenir. A ginecologista Lívia Migowski trouxe explicações sobre os tratamentos para os casos de candidíase vaginal.

 

Entenda mais sobre a candidíase vaginal

 

O quadro de candidíase vaginal é caracterizado como uma síndrome. Os sintomas referentes ao caso são corrimento vaginal grumoso e branco, coceira na vulva, inchaço dos pequenos lábios e ardência para urinar. E ainda, em algumas pacientes, há desconforto na relação sexual. “A candidíase aparece por um desequilíbrio nos microorganismos que habitam a vagina, o que acaba favorecendo o aumento do número de fungos, principalmente a cândida albicans”, esclarece a médica. A cândida habita na vagina, normalmente. No entanto, ela é caracterizada por seu pequeno percentual e, quando há um aumento, torna-se a candidíase. É importante definir que o quadro não é uma doença sexualmente transmissível.

 

Conheça os tratamentos para candidíase vaginal

 

Segundo a profissional, o tratamento da candidíase vaginal tem como base o uso de medicações fungicidas. “A via preferencial é a vaginal, ou seja, através de cremes ou óvulos vaginais”, comenta ela. Além disso, há tipos de fungicidas que são de uso único e outros que são usados por mais tempo, como durante o período de dez dias. Outra opção são os comprimidos fungicidas orais. Esses medicamentos são reservados para as pacientes que apresentam candidíase de repetição ou quando há falhas nos resultados do método via vaginal.

 

Fique de olho nos fatores que influenciam nesse quadro

 

A candidíase vaginal pode aparecer quando a paciente apresenta uma deficiência do sistema imunológico. “Como quando estamos doentes, com gripe, estressados ou em casos mais incomuns com doenças como HIV/AIDS ou câncer”, exemplifica Dra. Lívia. Um caso comum do início da candidíase é após o uso de antibióticos. Isto porque, como o medicamento consegue eliminar as bactérias da vagina, ele também favorece o aumento dos fungos. “Algumas doenças como diabetes também aumentam o risco de candidíase”, completa a médica.

 

Dra. Livia Migowski, ginecologista e obstetra da Perinatal
CRM: 52.90682-4

Bottom_OB_celebration

tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    Esqueci de tomar anticoncepcional 2 dias. O que devo fazer?
    “Esqueci de tomar anticoncepcional 2 dias e agora?”. Se você compartilha dessa dúvida,...
    Esqueci de tomar anticoncepcional 2 dias. O que devo fazer?
  • SE CUIDA!
    Lubrificação feminina é essencial na hora do sexo
    A lubrificação feminina é um fluido produzido pela vagina como resposta à excitação...
    Lubrificação feminina é essencial na hora do sexo
  • Quiz
    QUIZ : Você sabe o que é mito e o que é verdade sobre a saúde íntima feminina?
    Saber como cuidar da saúde íntima feminina faz toda a diferença na prevenção de incômodos...
    QUIZ : Você sabe o que é mito e o que é verdade sobre a saúde íntima feminina?
  • SE CUIDA!
    Veja 5 benefícios de rebolar a pelve
    Os benefícios de dançar rebolando vão muito além da diversão! A circundução da pelve (...
    Veja 5 benefícios de rebolar a pelve
  • VER TODAS >