Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Como um ensaio sensual pode mudar a relação com o seu corpo

Como um ensaio sensual pode mudar a relação com o seu corpo

As mulheres enfrentam mudanças no corpo por toda a vida: primeiro na adolescência com a chegada da menstruação; depois com a preparação para a maternidade; e, por fim, na menopausa e terceira idade. Todas essas transições podem ser momentos complicados e que geram muitas dúvidas e inseguranças, como não se encaixar nos "padrões" de peso, medidas ou mesmo sensualidade que a sociedade impõe.


 

Entretanto, mulheres estão se unindo cada vez mais para quebrar essas imposições e mostrar para a próxima que é possível se aceitar e se achar bonita do jeito que você é. Os ensaios sensuais, antes comum apenas entre celebridades e com objetivo de venda para o público masculino, se popularizaram e se mostraram uma boa arma para incentivar mulheres a reconhecerem a beleza em si mesmas. Conversamos com a fotógrafa Kalinca Maki, de São Paulo, e a modelo Renata Poppe para entender mais sobre como a fotografia pode fazer as mulheres se enxergarem de uma outra forma.

 

Só Delas: Por que as mulheres procuram fazer um ensaio sensual?
 

Kalinca Maki: Algumas mulheres procuram para presentear o(a) parceiro(a), dar um up no relacionamento mas, a maioria quer fazer o ensaio pra si mesma. Quase todas contam a mesma história: elas têm uma visão deturpada do próprio corpo e estão cansadas de se sentir assim, vítimas do próprio julgamento. Elas querem se ver através do olhar de outra pessoa, ganharem uma nova perspectiva sobre quem são e melhorar a relação da mente com o corpo, se amar e ver que a beleza está ligada a todas as formas. Umas já conseguiram chegar bem longe, outras estão apenas começando, mas todas querem se aceitar da forma que são e poderem ter uma vida mais verdadeira e menos pautada pelo olhar dos outros.
 

 

SD: Muitas têm vergonha na hora das fotos?

 

KM: Sim, rola um pouco de vergonha, mas eu tento sempre conversar, colocando o foco em outras coisas e não no ensaio. Conversamos bastante sobre moda, referências de outros artistas que gostamos, decidimos cada look, cabelo e maquiagem, tudo antes de começar a fotografar, então vamos criando uma certa intimidade, e o fato de eu ser mulher também ajuda.
 

 

SD: Você acha que elas procuram mais profissionais mulheres do que homens para esse tipo de ensaio?

 

KM: Eu acho que ultimamente a busca por mulheres fotógrafas aumentou, eu só comecei a receber mensagens de mulheres interessadas em fazer ensaios sensuais no último ano. Acho que as mulheres têm se conectado mais consigo mesmas através do feminismo. Elas estão aprendendo a se expressar através do corpo com mais liberdade, e se ver pelos olhos do outro às vezes, pode ajudar a se enxergar com mais clareza, sem a projeção negativa que automaticamente fariam ao se olhar no espelho sozinha. E muitas gostam de compartilhar os resultados do ensaio na internet, ou só mandar no privado, num gesto de amor próprio que é empoderador.
 

 

SD: Rola uma relação meio conselheira, psicóloga na hora das fotos?

 

KM: Eu sempre converso bastante com as modelos, a gente fala de tudo um pouco e às vezes caímos numas papos mais pessoais como a dificuldade de aceitação, falamos sobre relacionamento, tanto com a família quanto com o namorado(a) e acabamos trocando muito apoio e conselhos.
 

 

SD: Depois de verem o resultado, elas costumam te falar algo? Agradecer? Falarem que mudou a relação do corpo para elas?

 

KM: Elas sempre agradecem e algumas comentam sobre terem se sentido mais confiantes depois das fotos, mas nem todas sentem uma mudança imediatamente com o primeiro ensaio. Para umas pode ser decisivo, mas para outras é só mais um passo.
 

 

SD: Você indicaria para todas as mulheres que têm algum complexo em relação ao corpo fazerem um ensaio sensual para tentarem ver que isso pode mudar?

 

KM: Não sei se eu indicaria para todas, mas acho uma experiência legal de auto-conhecimento. Fazer fotos com um fotógrafo profissional é vantajoso pelo segundo ponto de vista, mas o autodescobrimento e aceitação pode vir da própria pessoa deixar de ter vergonha de tirar uma selfie sem maquiagem e postar sem medo, mandar uma nude pro crush, deixar de ter vergonha de ir à praia ou simplesmente ser menos dura consigo mesma no dia a dia. E, se possível, espalhar essa positividade para outras mulheres.
 

 

SD: Você mesma já fez algum ensaio sensual?

 

KM: Eu nunca fiz ensaio sensual com um fotógrafo, mas experimentei um pouco com autorretrato para ver como eu me sentia, foi engraçado e estranho, mas muito importante para aprender a como lidar com as modelos num momento de vulnerabilidade. Desde que eu comecei a fotografar essas mulheres e ouvir suas histórias eu me senti muito menos isolada, finalmente vi que eu não sou a única sofrendo com tudo isso e que o problema não sou eu, mas sim sistemático. Nossa neura com o corpo e nossa imagem externa vêm muito da padronização da beleza pela mídia, que valida nossas inseguranças e nos faz competir umas com as outras, ir a extremos para atingir uma meta irreal ou nos joga na depressão.
 

 

SD: Você se acha sensual naturalmente?

 

KM: Eu acho que sim, porque pra mim sensualidade está na segurança e também na vulnerabilidade, e eu uso desses atributos no dia a dia. Eu sou introvertida, mas acabo me soltando quando me sinto mais confortável pra mostrar a minha vulnerabilidade, mas eu sempre tento ter um senso de orgulho para mostrar que sei o meu valor apesar das minhas inseguranças. Eu busco projetar isso como demonstração de sensualidade, pois é exatamente isso que eu acho sexy nas outras pessoas antes de qualquer atributo físico.
 

SD: Por que você resolveu fazer um ensaio sensual? Como era a sua relação com o seu corpo antes?

 

Renata Poppe: Sempre tive problemas de autoestima. Hoje pode parecer "frescura", mas cresci ouvindo na escola e até na família que eu era feia e estranha (modo pejorativo). Eu tinha bastante dificuldade em lidar com minha autoimagem, sempre tendo noção de que era distorcida e que eu era cada vez menos confiante em função disso. Um dia, uma amiga sugeriu me fotografar nua. Eu aceitei. Antes disso, eu era a pessoa que tampava o rosto pra sair em fotos com os amigos. Fiquei surpresa em ver no resultado que eu não era tudo de ruim que me fizeram a vida toda acreditar.
 

 

SD: Foi difícil? Você teve vergonha?

 

RP: Não! Por incrível que pareça, foi tranquilo. Eu não tenho tabu com sensualidade nem com nu, e como era com uma amiga, eu me senti à vontade e me diverti.
 

 

SD: Qual foi sua reação ao ver as fotos e como o ensaio mudou a sua relação com o seu corpo?

 

RP: Isso depende do ensaio que eu faço, mas me ver através dos olhos de outra pessoa me ajudou a me aceitar mais e ter mais noção de como eu sou, de fato, fisicamente, sem contar o fator psicológico. Fiquei surpresa de forma positiva. Achei que ia sair meio “pintura do Picasso”, mas no fim o resultado foi bom. Hoje eu ainda tenho problemas de autoestima, mas de forma bem menor. Me aceito melhor e entendi que pra essa vida, só tenho essa "carcaça" e o jeito é aprender a amá-la.

Carefree_Lingerie_327_520

Symantic Display

  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Como construir uma relação mais amigável com seu corpo no verão
    Como construir uma relação mais amigável com seu corpo no verão
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Menstruação não é um bicho de sete cabeças! Entenda como é o processo natural do seu corpo
    Menstruação não é um bicho de sete cabeças! Entenda como é o processo natural do seu corpo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Menstruação é um papo que rola no seu grupo de amigas? Veja como esse hábito pode trazer grandes aprendizados entre vocês
    Menstruação é um papo  que rola no seu grupo de amigas? Veja como esse hábito pode trazer grandes aprendizados entre vocês
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Franja: fazer ou não? Veja como o corte pode mudar totalmente o seu visual e a autoestima!
    Franja: fazer ou não? Veja como o corte pode mudar totalmente o seu visual e a autoestima!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    O verão chegou e a transpiração íntima aumentou! Veja como CAREFREE® TodoDia Flexi pode ajudar nessa época do ano
    O verão chegou e a transpiração íntima aumentou! Veja como CAREFREE® TodoDia Flexi pode ajudar nessa época do ano
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Chocolate na TPM? Pode sim! Veja como consumir sem prejudicar sua saúde
    Chocolate na TPM? Pode sim! Veja como consumir sem prejudicar sua saúde
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PODEROSAS
    PODEROSAS
    O que te faz se sentir poderosa? Dicas de como levantar a autoestima e acreditar no seu potencial
    O que te faz se sentir poderosa? Dicas de como levantar a autoestima e acreditar no seu potencial
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    "Meus pais nunca me entendem!”. Como construir uma relação confiável e lidar com crises nesse convívio
    "Meus pais nunca me entendem!”. Como construir uma relação confiável e lidar com crises nesse convívio
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Cansada de corrimento na calcinha? Veja como o protetor diário pode se tornar seu melhor amigo
    Cansada de corrimento na calcinha? Veja como o protetor diário pode se tornar seu melhor amigo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Saiba como um absorvente com formato anatômico faz diferença no seu período menstrual
    Saiba como um absorvente com formato anatômico faz diferença no seu período menstrual
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Bottom1_Carefree_Perfume

    tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

    semprelivre_bottom1_dance_new

  • PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    A primeira ida ao ginecologista gera um certo receio em muitas garotas, mas não há motiv..
  • PRIMEIRA VEZ
    1º dia de aula na faculdade: a blogueira Natalia Salvador contou como encarou o medo e deu dicas de como lidar com essa mudança
    Uma das maiores mudanças do início da nossa vida adulta é a entrada para a universidade..
  • PRIMEIRA VEZ
    5 coisas que ninguém te contou sobre sua primeira menstruação
    A primeira menstruação acontece de forma inesperada, já que, na maioria das vezes a gen..
  • PRIMEIRA VEZ
    Intercâmbio: blogueira Paola Piola conta sobre a 1ª vez que lidou com a independência em outro país
    Fazer intercâmbio é o sonho de muitas adolescentes, principalmente depois dos 18 anos, q..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • PODEROSAS
    5 razões pelas quais todas as mulheres deveriam ser feministas
    Precisa de razões para ser feminista? Temos bastante por aqui! O movimento nem demorou...
    5 razões pelas quais todas as mulheres deveriam ser feministas
  • SE CUIDA!
    Pílula do dia seguinte e anticoncepcional: qual é a diferença entre os métodos contraceptivos?
    A principal diferença entre a pílula do dia seguinte e a anticoncepcional está na dosagem...
    Pílula do dia seguinte e anticoncepcional: qual é a diferença entre os métodos contraceptivos?
  • VOCÊ SABIA?
    Dicas de livros para meninas que têm alma viajante
    Tem alma viajante e viajar é com você mesmo? Se você respondeu um “sim” bem animado para...
    Dicas de livros para meninas que têm alma viajante
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Você sabe o que é melasma? Entenda as causas, sintomas e tratamentos para as manchas na pele
    Melasma ou cloasma são manchas escuras que podem aparecer no rosto e em outros locais da...
    Você sabe o que é melasma? Entenda as causas, sintomas e tratamentos para as manchas na pele
  • VER TODAS >